• Liberada Ferramenta Btrfs-Progs

    Chris Mason, o desenvolvedor líder do Btrfs, emitiu uma nova versão do btrfs-progs. Embora o principal instrumento de gerenciamento btrfs ainda identifique-se como a versão v0.19, ele agora contém a nova função scrub. Esta função anteriormente, só era incluída nas versões btrfs-progs de desenvolvedor e tem, portanto, estado ausente na maioria das distribuições Linux que incorporou o referido sistema de arquivos. Scrubbing envolve a leitura e verificação de todos os dados e metadados de um sistema Btrfs, para que os erros de hardware e software (quando houver), sejam detectados o quanto antes.

    O código fonte das novas ferramentas, está disponível em um repositório Git no kernel.org. Além das ferramentas de desenvolvedor utilizadas habitualmente, compilar o código fonte requer arquivos de biblioteca libuuid e libattre, e headers(uuid-dev e libattr-dev para Debian e Ubuntu, e libuuid.devel e libattr-devel para Fedora).

    No entanto, a ferramenta fsck que Mason tinha esperado inicialmente apresentar na LinuxCon, ainda está faltando; o btrfsck,atualmente incluído, pode exibir os erros do sistema de arquivos internos, mas não pode corrigi-los. A ausência de uma ferramenta de reparo, é a principal razão pela qual o Fedora 16, programado para ser lançado no início de novembro, não vai usar o Btrfs como seu sistema de arquivos padrão.


    Saiba Mais:

    [1] Data Scrubbing http://en.wikipedia.org/wiki/Data_scrubbing
    [2] Heise On-line http://www.h-online.com/open/news/it...s-1369260.html
Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L