• Análise de Ataques ao Facebook

    A Commtouch publicou hoje, dia 29 de dezembro, uma análise detalhada sobre as dezenas de atividades maliciosas relacionadas ao Facebook durante o ano que passou. Sites de marketing afiliados, são o destino final em três quartos de todos as atividades ilegais referentes ao Facebook. Os visitantes destes locais são induzidos a preencher formulários que geram pagamentos da afiliada para os scammers, vitimando empresas legítimas que pagam taxas de afiliados.

    Os usuários são induzidos a clicar sobre o scam através de táticas de engenharia social, como oferecimento de mercadoria, notícias sobre celebridades, os novos pedidos de amizade (falsos) no Facebook, ou simplesmente um "amigo de confiança" enviando uma mensagem dizendo: "Você tem que ver isso".

    Depois que os usuários clicam no scam, scripts maliciosos ou malwares são os responsáveis pela propagação de um pouco mais da metade dos golpes analisados, com destaque a três categorias: likejacking, rogue applications, e malware ou "self-XSS", sendo cada um deles descrito no relatório. Em 48% dos casos, os usuários involuntariamente, são responsáveis ​​pela distribuição dos conteúdos indesejáveis​​, clicando em botões "Like" ou "Share" .


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/secworld.php?id=12146

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L