• Instituto Nacional de Tecnologia da Informação Agora Utiliza Ubuntu

    O órgão responsável pelo Sistema Nacional de Certificação Digital no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas, o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), resolveu fazer uma substituição em seu sistema computacional utilizado. O ITI, que já era utilizador do Linux, especificamente da distribuição franco-brasileira Mandriva, agora substituiu a mesma pelo popular Ubuntu.

    Segundo declarações do coordenador-geral de Planejamento, Orçamento e Administração, Júlio César Pereira, a atualização foi extremamente necessária. Ele disse que a "migração do Mandriva para o Ubuntu, ocorreu pelo fato do sistema substituto apresentar uma plataforma mais consistente e atualizada, além de atender a política do Governo Federal de utilizar software livre. Nesse contexto, foram feitos muitos testes pelos setores de informática e de auditoria, e os resultados atestaram a segurança e a capacidade operacional do Ubuntu".


    Praticidade com a Utilização do Ubuntu

    Além disso, a chefe de Gabinete do ITI, Adriana Fetter, confirma a avaliação do coordenador-geral. Ela já utiliza o Ubuntu em sua estação de trabalho e diz se tratar de um sistema prático e bastante adequado ao ambiente corporativo. Adriana considera o Ubuntu como "uma versão de sistema operacional mais intuitiva e mais interativa". A chefe de Gabinete também acredita que os progressos alcançados com essa substituição, serão sentidos à medida em que os colegas trabalho estiverem familiarizados com o uso do novo sistema.



    ITI Substituiu o Mandriva pelo Ubuntu


    Na opinião do Analista de Tecnologia da Informação do ITI, Halisson Gomides, haverá maior produtividade na manipulação da informação proveniente dos usuários, reduzindo as solicitações de suporte. Gomides acrescenta que "essa mudança traz o remodelamento da disposição das informações institucionais, a partir de uma padronização". A partir daí, haverá maior promoção organizacional relacionada ao âmbito digital corporativo.


    Maior Facilidade no Gerenciamento de Conteúdo

    Ainda de acordo com o analista, as otimizações também alcançarão os profissionais que prestam serviços de suporte de rede e helpdesk no ITI. "Os profissionais terão melhores condições de gerenciamento e operação. Ele também diz que é possível prever um impacto positivo no tempo de resolução de problemas, além de preparar um ambiente visionário à plena adesão à recém-publicada Política de Segurança da Informação e Comunicações (POSIC).

    Vale destacar que essa mudança de sistema (substituindo o Mandriva pelo Ubuntu), é uma das premissas do plano de ações para renovar a estrutura tecnológica do ITI. Além disso, estão em curso importantes modificações nas políticas de identificação virtual, e a incorporação de maior autonomia no gerenciamento de conteúdos compartilhados pelos diversos setores do Instituto.


    Saiba Mais:

    [1] Convergência Digital http://convergenciadigital.uol.com.b...d=29864&sid=16

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L