• Fraudes Bancárias e Golpes Através de Aplicações Móveis

    No mês de agosto desse ano, um grupo de pesquisadores da GFI, que atuam como especialistas em ameaças cibernéticas, identificou uma série de perfis falsos criados para aplicar golpes no cenário dos aplicativos móveis, juntamente com um aumento de e-mails voltados para a segmentação bancária e organizações governamentais no Reino Unido. Os cibercriminosos foram encontrados operando vários websites, que aparecem mascarados como o site de informação do governo do Reino Unido, em particular, pretendendo oferecer informações e acesso à habitação, além de outros benefícios e serviços sociais. Os locais foram, de fato, a colheita de informações pessoais e financeiras sensíveis das pessoas que solicitaram os benefícios do governo.



    Atividades fraudulentas na Web ganham força, fato este que requer maior atenção e perspicácia por parte dos usuários, para que não sejam vítimas de golpes


    Nesse cenário de golpes, os e-mails retornavam para os usuários, sob a alegação de que uma inconsistência de dados havia sido detectada. Dessa forma, os links subsequentes, através de cópias altamente convincentes do site bancário nacional, foram destinados com a má intenção de capturar dados de login de contas de clientes. Nesse cenário de golpes e demais atividades fraudulentas, os scammers continuaram agindo, tentando enganar os usuários que tentam fazer o download do game London 2012 Olympics, enquanto os usuários móveis também chamaram a atenção dos cibercriminosos. Eles colocaram em atividade o OpFake Trojan, sendo distribuído sob o disfarce do extinto Adobe Mobile Flash Player.

    Além disso, algumas versões do aplicativo falso foram empacotadas com adware que foi enraizado no dispositivo e fizeram download de uma versão falsa da aplicação Real Flash Player. O software adware então realiza uma série de tarefas maliciosas, incluindo roubo de dados do usuário, contatos da agenda telefônica para fins de publicidade e implantação de pop-ups na tela desse usuário.

    Nessa sequência de ações maliciosas, outros usuários Android encontraram um número de falsos antivírus para aplicativos móveis disfarçados de aplicativos legítimos fornecidos por empresas legítimas. Os aplicativos falsos continham um aplicativo de malware que envia mensagens SMS para um número premium, antes de redirecionar o usuário para outro site.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/malware_news.php?id=2262

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L