• Governo Israelense Pede que Google Reconsidere Termo "Palestina" no Serviço de Buscas

    O governo israelense fez uma solicitação ao Google, para que reconsiderasse sua decisão de adotar o nome "Palestina" para seu buscador em substituição a "territórios palestinos". Através de uma carta enviada ao CEO do Google, Larry Page, o vice-ministro das Relações Exteriores de Israel, Ze'ev Elkin, afirmou que essa medida pode ameaçar fortemente, as tentativas de paz naquela região.




    Segundo o ministro, "essa decisão é, não apenas equivocada, mas também poderia interferir negativamente nos esforços do governo de Israel para trazer negociações diretas entre a nação israelense e a Autoridade Palestina. Ele disse ainda que tal medida iria encorajar os palestinos a "continuarem com suas intenções políticas, através de ações unilaterais e não através de negociação e acordo mútuo".

    Vale ressaltar que a condição oficial dos territórios palestinos é um assunto bastante complexo, e ainda indefinido. Em novembro de 2012, a Organização das Nações Unidas (ONU) elevou o status da Palestina de "entidade" para "Estado observador não-membro", medida essa que contou com apoio em larga escala, dos membros da organização. Porém, houve forte oposição dos Estados Unidos e de Israel. Como é do conhecimento geral, os dois países defendem, fortemente, que a criação do Estado palestino só poderá acontecer mediante um acordo com os israelenses.


    Saiba Mais:

    [1] The Verge http://www.theverge.com/2013/5/6/430...ter-larry-page

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L