• Blender 2.67 Renderizando Cartoons

    Há dois anos o Blender, o aplicativo de modelagem 3D de código aberto mais utilizado no planeta, incluiu o Cycles. O Cycles é um motor de renderização que utiliza a técnica de path tracing, permitindo o seu uso para a produção de imagens com realidade fotográfica com o menor esforço possível. Para quem não sabe, o path tracing é um método de renderização de gráficos digitais para imagens de cenas em três dimensões onde a iluminação global é bastante próxima a realidade. Até o momento, quem desejava uma imagem no estilo cartoon para um modelo 3D precisava utilizar o motor de renderização interna do Blender para NPR (Non-Photorealistic Rendering).

    Entretanto, esse motor interno é relativamente velho e nem sempre produz resultados convincentes. Na nova versão 2.67 do blender, essa brecha é fechada ao oferecer o Freestyle: um motor de renderização específico para ilustrações no estilo cartoon. E como funciona? O Freestyle utiliza geometria em três dimensões para calcular linhas que podem ser usadas isoladamente ou combinadas com outros resultados de renderização de superfície vindo de outros motores.


    Esse novo motor de renderização também oferece várias opções de linhas. As possibilidades variam em função da precisão das técnicas de desenho. Fonte: Blender Wiki.

    Outras Novidades

    A versão 2.67 também vem embarcada com uma 3D Printing Toolbox, especializado em gerar arquivos para uso em impressoras 3D. Esse add-on oferece uma coleção de ferramentas bastante útil para análise de malha de superfície e objetos em geral. Um exemplo é a ferramenta que permite aos usuários calcular volumes e planos de superfície, ou mesmo verificar se determinada forma está fechada (manifold). O add-on também verifica por áreas e planos de sobreposição assim como cantos de tamanho nulo --- tudo o que pode trazer problema para a impressão em 3D.

    Esse toolbox irá converter e distorcer os planos em triângulos. Quando se efetua impressões sem as estruturas de suporte, os overhangs podem ser críticos. Assim sendo, as ferramentas permitem que os overhangs, e o mínimo de espessura para objetos, sejam calculados e apresentados. A Blender Foundation anunciou que um DVD especial de treinamento que demonstra todas as funcionalidades dessa versão 2.67, será lançado para o 3D Printing Toolbox. Por sinal, já está agendado para dia 14 de Maio, na forma de DVD ou imagem para ser baixada (ambos de forma paga).



    Simulando desenho livre de um modelo 3D. Fonte: Blender Wiki.

    Dando Nó com Python

    Para aqueles que desenvolvem add-ons para o Blender, já podem utilizar a linguagem de programação Python para a criação de nódulos customizados. Esses nódulos podem receber, processar e transmitir dados. Vale ressaltar que tanto o Cycles Compositor quanto o Shader Editor já utilizam o conceito de nódulo, e com o PyNodes os desenvolvedores já poderão utilizar motores de renderização externos para a criação de workflows baseados em nódulos no Blender, com o mínimo de esforço possível se comparado a todo o trabalho necessário para se alcançar os mesmos objetivos nas versões anteriores dessa ferramenta de modelagem 3D. O Luxrender é o primeiro motor externo de renderização que adotou essa abordagem, e a interface vai ser integrada na versão 1.3 do motor. Versões futuras do framework PyNode também já estão sendo planejadas, permitindo assim que os usuários possam modificar a geometria de objetos 3D de forma similar aos componentes como o Houdini. Entretanto, os add-ons relevantes do Blender ainda estão em fase Alpha de desenvolvimento.


    O recurso twist brush no modo Sculpt Mode foi revisado e agora já permite que o efeito vortex seja controlado em duas dimensões. Source: Blender Wiki.

    Ferramentas Otimizadas

    Os desenvolvedores também revisaram o sistema de pintura do Blender --- os menus de pintura com texturas e o Sculpt Mode agora já oferecem entradas unificadas e novas opções. Por exemplo, o jittering já pode ser definido de forma absoluta ou relativa. Já os tamanhos de brush e as opções de stroke podem ser ajustadas separadamente. As sobreposições agora já são suportadas em todos os modos de pintura, e as opções de textura e brush podem ser ajustadas separadamente ou de forma combinada. O Stencil Mapping foi adicionado como novo modo de mapeamento, permitindo que os usuários possam adicionar uma máscara para um modelo 3D que irá proteger contra modificações partes da textura. E as texturas em si, já podem ser utilizadas em modos de pintura vertex, que envolve a pintura em nódulos de uma malha.

    Já a técnica de Subsurface Scattering é requerida para a renderização realística de materiais como pele, graxa ou leite, e o motor de renderização Cycles agora suporta essa funcionalidade. Para permitir que o Cycles utilize o cartão gráfico para cálculos, o Blender 2.67 precisa de um cartão que ofereça pelo menos a capacidade de computação CUDA na versão 2.0. Modelos antigos como os da série GeForce de cartões 2xx e 3xx já não mais são suportados. Os desenvolvedores também reescreveram completamente o resolvedor de rastreamento de movimento para tripod shots, que agora corrige automaticamente os valores de tamanho do foco e distorção de lentes. Quando carrega um video clip para rastreamento, o clip irá ser carregado em buffer de forma automática permitindo a execução de um playback sem falhas. O Blender também está significantemente mais rápido na criação de proxy clips.

    Os desenvolvedores também realizaram mudanças na interface de usuário. Agora as camadas de renderização e passes já podem ser encontrados em uma aba dedicada à esquerda da aba de renderização no item Properties Editor. Múltiplos botões de alternação podem ser trocados de uma só vez com o arrastar do mouse, o que é particularmente util no Outliner. Novas funcionalidades de busca também foram adicionadas para os nódulos com o Node Editor e para configurações de teclado existentes, o que ajuda aqueles que gostam de customizar seus programas. E finalmente, os desenvolvedores informam que corrigiram mais de 260 bugs desde a versão anterior (Blender 2.66). O Blender 2.67 funciona para Windows, Mac OS X e Linux, assim como FreeBSD, estando disponível para download sob a licença GPLv2.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Blender 2.67 renders cartoons (em Inglês)


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L