• Intel: Tizen com GNOME 3 Shell

    O Tizen, um sistema operacional para dispositivos móveis que ainda não foi lançado no mercado, já está interessada no mercado de laptops. A Tizen, um projeto da Linux Foundation junto com a colaboração de desenvolvimento partindo da Intel e Samsung, deverá aparecer nos smartphones até o final desse ano corrente de 2013 com o Tizen 2.1. Essa versão utiliza uma camada-base com Linux com uma interface de usuário construída a partir das bibliotecas do Enlightenment, para rodar aplicações baseadas em HTML5. Na Tizen Developers Conference realizada nesta semana, a Intel mostrou uma versão prévia do que irá se tornar parte do Tizen 3.0 no final desse ano. Os Tizen Experts gravaram um video (veja abaixo) da variante Tizen da Intel rodando em um Ultrabook i7.



    Tizen Shell

    O desktop "Tizen Shell" utilizado pela variante de laptop da Intel é baseado no GNOME 3 shell e seu respectivo ambiente de desktop. A demonstração apresentou a plataforma rodando aplicações como Shotwell, Rhythmbox e Steam, assim como sendo capaz de rodar as Tizen Web Apps. Os widgets para desktop foram criados para o Tizen Shell, em linguagem JavaScript como extensões do GNOME, ao invés de serem projetados como aplicações web da própria Tizen. Nessa etapa de desenvolvimento, a interface ainda se parece muito com a tradicional aparência de um desktop GNOME 3, com a capacidade de rodar as Tizen Web Apps e a IDE Tizen. O código envolvido será doado para o projeto Tizen e deve estar disponível para o público até o final desse ano.

    A visão de compatibilidade entre as variantes do Tizen parece estar centrada na capacidade de rodar as Tizen Web Apps para telefone e desktop. O Tizen por si mesmo foi recentemente atualizado com a publicação do Tizen 2.1. Essa nova versão é apenas uma pequena atualização, com o runtime web suportando Content Security Policy e várias especificações atualizadas, além do DynamicBox web permitindo que conteúdo possa ser embarcado em aplicações. Ambas Native IDE e Web IDE são capazes de utilizar um emulador de atualização que consegue gerar eventos de movimento e orientação. O Web IDE também possui um construtor UI melhorado, melhor assistente de código e um editor de configuração mais detalhado, enquanto o Native IDE já suporta arquiteturas LLVM-Bitcode experimentais para x86 e ARM, debug anexado, e novos construtores de configuração. Detalhes completos estão disponíveis nas notas de lançamento.

    Qt para Tizen

    Também lançado na conferência está o primeiro Alpha do Qt para Tizen, que agora oferece aos desenvolvedores uma versão Qt 5.1 Beta desse framework que foi integrado e customizado para ter Qt Quick Controls com a aparência e uso do Tizen. O Qt para Tizen é um projeto comunitário que permite aos desenvolvedores Qt criarem código na plataforma Tizen que, a nível nativo nos smartphones, é construída em torno das Enlightenment Foundation Libraries.

    Com os dispositivos Tizen sendo prometidos para aparecer até o final desse ano, e com os detalhes sobre a Tizen Store aparecendo aos poucos para o público, ainda será necessário que as aplicações baseadas em HTML5 sejam executadas no próprio aparelho. Para isso, o Tizen Project anunciou a Tizen App Challenge, uma competição para ajudar a popular a loja online da Tizen com novas aplicações. Iniciando em 3 de Junho deste ano de 2013, o equivalente a US$ 4 milhões em prêmios estará disponível, sendo que os prêmios maiores são de US$ 200.000 em três categorias de jogos e US$ 120.000 em seis categorias para aplicações diferentes de jogos (além de duas premiações para vice-campeões e três premiações honorárias para cada categoria). As aplicações em HTML5 precisam ser submetidas e estarem disponíveis na Tizen Store para se candidatarem a premiação.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Tizen with GNOME 3 shell shown by Intel (em Inglês)


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L