• CFOs: Poder de Influência nas Decisões de TI

    De acordo com um levantamento realizado pela Oracle-Accenture, a presença participativa dos CFOs nas decisões de aquisição de tecnologia tem aumentado bastante desde o ano de 2010. Muitos CIOs podem entender esse poder de influência do CFO e do CMO (Chief Marketing Officer), como uma espécie de ameaça, porém, os executivos da Oracle e da Accenture, que foram os grandes responsáveis por essa pesquisa, falam sobre a necessidade dos líderes encararem essa tendência como uma grande oportunidade educativa e colaborativa.

    A pesquisa foi conduzida pelo Longitude Research, a partir de uma entrevista feita com mais de 900 CFOs de organizações de diversos tamanhos, em todo os lugares do mundo. Devido a grande maioria dos CFOs terem sofrido com as análises de fluxo de caixa e esforços para controle de custo nos anos de 2008 e 2010, esse estudo mostrou que boa parte desses profissionais agora mostram uma certa preocupação com a análise financeira de um modo geral, mais especificamente, com os resultados a serem alcançados.


    Processo de Transformação e Expansão dos Negócios

    De acordo com as considerações feitas por Scott Brennan, diretor global de Finanças e Performance Empresarial da Accenture, um terço dos CFOs com quem foi feita a entrevista, está liderando um processo de transformação na criação de uma lógica para a alavancagem dos negócios. Além disso, quase 60% deles indicou que os investimentos em Big Data e análises serão recursos para a obtenção de vantagens competitivas. Já John O'Rourke, VP de produtos de marketing de produtos da Oracle, disse que essa mudança é relacionada ao trabalho com os gerentes de negócios e TI, para ajudar as organizações no trabalho de aprimoramento e condução das informações.


    Vale lembrar que todas as iniciativas de mobilidade e serviços de cloud-computing, estão no chamado "guarda-chuva" de transformações, mas as rupturas trazidas pelo big data, que envolvem a preocupação com as análises, são vistas como um fator bem próximo dos resultados dos negócios. O que acontece muito é a grande procura pelo o que os consumidores estão dizendo em relação aos produtos disponibliizados no mercado, seus serviços e suas companhias; a partir daí, há uma ligação direta com os processos de forecast e orçamento.

    Caso haja o lançamento de um produto inovador no mercado, esse insight pode causar algum impacto no seu forecast, no preço e no segmento de consumidores visados pelo empreendedor.


    Poder de Influência do CFO e Tomada de Decisões

    O poder de influência do CFO sobre as decisões de TI não é nenhuma novidade, admite O'Rourke, já que muitas pesquisas demonstram que mais da metade dos CIOs já respondem para o CFO. Também é válido deixar claro que existe uma base para isso, pois desde o surgimento da TI, os grandes conflitos envolvem os chefes da área em questão, em uma reivindicação para que as questões mais relevantes devem ser tratadas com os CEOs e não com os CFOs.

    Segundo O'Rourke, CEO e CFO precisam trabalhar juntos, unir forças e trocar idéias para que decidam, de forma prática e inteligente, sobre as melhores maneiras de decidir como reduzir o custo das operações de TI e direcionar melhor o orçamento em inovação e crescimento. Na sequência, a pesquisa mostra que 44% dos CFOs estão envolvidos em decisões de compra de infraestrutura de TI, e mais de 50% estão liderando as decisões de compra de ERP. Da mesma forma, o Gartner fez uma previsão de que os CMOs estarão gastando mais com tecnologia do que os CIOs, o que deve ocorrer até o final do ano de 2017. Os executivos de marketing preponderam com referências a compra de CRM, automação de marketing e sistemas de análises.


    Influência do CFO e do CMO nas Estratégias Tecnológicas da Empresa

    Há no mercado uma quantidade muito grande de tecnologias novas, fazendo com que os executivos fiquem em alerta. Isso seria o ônus do CIO para educá-los sobre o retorno do investimento de cloud computing, big data e análises, de acordo com uma análise feita por Brennan, executivo da Accenture. O executivo também acrescentou que "o CIO precisa ter, além de poder de influência, o poder de persuasão, o poder de decisão." Tal influência deve estar voltada em concentrar uma estratégia consistente e evitar decisões isoladas, incoerentes com o planejamento montado. Os CMOs e os departamentos de marketing são notórios por seguirem seus caminhos por si mesmos, nas decisões de tecnologia.

    Mesmo assim, é preciso haver um coordenador a frente de todo esse processo. O mesmo vale para o gerenciamento de informações e padrões de desenvolvimento de software, cuja manutenção é feita da melhor forma, quando há uma sintonia entre os seus responsáveis.


    Saiba Mais:

    [1] CRN Brasil http://crn.itweb.com.br/43205/cfos-s...-diz-pesquisa/

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L