• Red Hat: Modo Clássico do GNOME 3 para RHEL 7

    Denise Dumas, diretora de engenharia do Red Hat Enterprise Linux (RHEL), disse que a próxima versão da distribuição Linux empresarial de sua companhia irá utilizar o modo clássico (Classic Mode) do GNOME 3 como padrão. Dumas falou para o TechTarget a frente do Red Hat Summit que está em andamento em Boston. O RHEL 7 está agendado para ser lançado na segunda metade desse ano e Dumas disse que a decisão de utilizar o Classic Mode ao invés da interface padrão do GNOME, que ela chama de "modo moderno", foi feita para não ser inconveniente com a base de clientes do RHEL - "A última coisa que nós queremos é interromper o fluxo de trabalho de nossos clientes".


    O modo clássico da interface do GNOME 3 rodando no Fedora. Fonte: Heise Online.

    Os desenvolvedores da Red Hat têm sido fundamentais em dar forma a aparência da experiência do desktop GNOME 3, e tanto o RHEL quanto o Fedora tem utilizado esse ambiente de desktop desde o lançamento do Fedora 15 em Maio do ano de 2011. Dirigindo-se aos esforços de seus colegas, Dumas disse que "Eu acho que tem sido difícil para os caras do GNOME, porque eles realmente, realmente adoram o modo moderno, porque é lá que seus corações estão". Ela adicionou que a mesma equipe tem "feito um grande trabalho reunindo o modo clássico" e que eventualmente foi decidido utilizar o mesmo em detrimento de uma interface mais moderna, para livrar os clientes do esforço de reaprender como utilizar o desktop.

    Durante o 2012 Red Hat Summit Dumas disse que, assim como o redesign do instalador Anaconda do RHEL e Fedora, o modo clássico foi desenvolvido e refinado sob testes de experiência do usuário efetuadas pela companhia, passando o tempo de intervenção testando suas metas contra as expectativas dos usuários. Esses testes de usabilidade contribuíram para a decisão de não expor os clientes a interface padrão do GNOME 3 como o Fedora tem feito por quatro versões até agora. Para os clientes do RHEL que desejem tentar utilizar o "modo moderno" do GNOME 3, a opção para isso está disponível e apenas requer que a sessão GDM padrão seja alterada.

    Realmente a diferença entre o modo "clássico" e o modo "moderno" do GNOME 3 é muito grande. Para qualquer usuário acostumado com o uso da interface clássica, migrar para a interface moderna, requer horas de re-aprendizado. O problema da perda de tempo (e de produtividade) aumenta ainda mais quando falamos de clientes corporativos, já acostumados com uma interface para seu dia-a-dia de trabalho. Outro ponto importante é que qualquer perda de produtividade em uma empresa por culpa de alterações de modo de uso num software empresarial a prejudicada sempre será a companhia que comercializa as licenças do mesmo: a Red Hat. Vale destacar que clientes descontentes significa queda nos lucros, menor venda, e redução da carteira de clientes.

    Dumas também disse que a companhia está "fazendo um monte de progresso" em ser capaz de suportar atualizações in-place do RHEL 6 para o RHEL 7. O upgrade entre as versões do RHEL sem a necessidade de uma completa reinstalação sempre foi o desejo de muitos administradores de sistema, e parece que isso vai acontecer para o RHEL 7. Entretanto, Dumas não confiou inteiramente sobre essa opção já estar disponível. O Red Hat Software Collections é outra funcionalidade voltada para o administrador que Dumas destacou, apontando que a mesma já está disponível na versão Beta do RHEL 6 e que a versão 7 terá suporte completo para essa funcionalidade. Neste ano de 2012, o Red Hat Summit se encerrará hoje, sexta-feira, dia 14 de Junho de 2013.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Red Hat confirms GNOME Classic Mode for RHEL 7 (em Inglês)

    Sobre o Autor: code

    Administrador e Editor do Portal Under-Linux, desenvolvedor Linux e FOSS para Linux, autor de livros e artigos, atuando na área de Educação Digital e P&D com AI.

    Comentários 4 Comentários
    1. Avatar de alanteixeira
      alanteixeira -
      A mudança da GUI realmente impacta as atividades diárias, deixando o ambiente muito confuso e requer grande adaptação. Nem tudo que é novo, pode ser bom. Tenho um cliente que adquiriu licenças do Windows 8 para seu escritório e ele achava o máximo. Quando conversei com os usuários e disse: "Vou fazer o downgrade para o Windows 7". Ouvi gritos de ALELUIA!!!!
    1. Avatar de saryshagan
      saryshagan -
      Sim! O que importa é a produtividade, e não uma "telinha bonita" (e inútil). Se fosse a Red Hat fazendo isso com seu RHEL, aposto que teriam muita dor de cabeça com seus clientes.

      Infelizmente o Windows ainda tem muitos adeptos no desktop por causa da história da empresa e do comodismo de seus usuários (não que isso seja um comportamento correto ou "natural"). Na época, (e hoje) muitos não queriam migrar para Linux, por motivos ridículos como "um botão que mudou de lugar"... agora imagine alterar a usabilidade de uma interface inteira!?

      Aproveitando que a Microsoft cometeu o "mesmo erro" que o Linux no passado, os usuários que ainda tem que sofrer com o sistema operacional da Micrososft (nota: cada um escolhe a cruz que quer carregar) poderiam tentar utilizar mais uma vez o sistema operacional do Pinguim. E quem quiser conhecer como é o Red Hat sem precisar pagar por isso, temos o CentOS. E se gostar, indique para a empresa, mas dessa vez adquirindo o Red Hat com suporte.

      Sei que a Red Hat possui um trial de 30 dias, mas ter apenas um mês para avaliar um sistema operacional inteiro é muito pouco tempo. Por isso a indicação do CentOS.
    1. Avatar de NetXPress
      NetXPress -
      Citação Postado originalmente por saryshagan Ver Post

      Sei que a Red Hat possui um trial de 30 dias, mas ter apenas um mês para avaliar um sistema operacional inteiro é muito pouco tempo. Por isso a indicação do CentOS.
      Isso se quiser migrar para o RH, pois o CentOS é tão bom quanto. Tenho mais de 20 servidores rodando CentOS e não sei o que é problema com eles. Tem servidor que esta a mais de 1 ano sem desligar, so entro nele para dar uma olhada nos Backups.
    1. Avatar de code
      code -
      Citação Postado originalmente por NetXPress Ver Post
      Isso se quiser migrar para o RH, pois o CentOS é tão bom quanto. Tenho mais de 20 servidores rodando CentOS e não sei o que é problema com eles. Tem servidor que esta a mais de 1 ano sem desligar, so entro nele para dar uma olhada nos Backups.
      Eu entendo a sua posição mas uma empresa de médio e grande porte provavelmente vai preferir pagar para ter um suporte empresarial, que deixar seus servidores somente nas mãos de seu setor de TI. E é ai que entra o uso do RHEL. O que a Red hat cobra não é o software, mas sim o suporte e a disponibilidade de atualizações dentro do período de contratação. E na maioria esmagadora dos casos, vale muito a pena ter esse suporte à disposição.
    + Enviar Comentário

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L