• Google: Fim do Chrome Frame

    O Google anunciou recentemente que o Chrome Frame não mais seria suportado ou atualizado a partir de Janeiro de 2014. Para quem não sabe o plugin adiciona o motor Chrome para as versões 6, 7, 8 e 9 do navegador Internet Explorer. Uma vez instalado, quando o usuário acesa uma página, ela envia um header <meta> especial que o Internet Explorer aceitará como comando para trocar pelo modo de apresentação do Chrome.


    A descontinuação do Chrome Frame significa que o Google terá uma plataforma Chrome a menos para manter no que se refere as atualizações de segurança. De forma similar, os usuários que trocarem seu navegador para uma versão moderna do Internet Explorer, ou fazer uso direto do Chrome, irão reduzir a superfície de ataque do seu navegador. Isso significa que, ao utilizar o Chrome Frame, esses usuários estarão se expondo para possíveis vulnerabilidades através de duas bases de código de navegador ao mesmo tempo.

    O destino do Chrome Frame é similar ao Google Gears; entre 2007 e 2011, o Google Gears também visava a criação de navegadores web com interfaces modernas, até o momento que não mais se fez necessário. O Google lançou a primeira versão do Chrome com uma cara parecida com o navegador Internet Explorer da Microsoft em 2009, quando o mercado de browsers ainda estava distribuído de forma bem diferente. Desde então, a utilização do Chrome já ultrapassava o Internet Explorer em vários setores, e as versões obsoletas e antigas do IE foram gradualmente ficando para trás.

    De forma similar, o motivo original para o desenvolvimento do Chrome Frame não mais se apresenta como relevante: a intenção do Google foi a de disponibilizar o serviço de equipes de trabalho Wave - baseado em HTML5 - para os usuários do Internet Explorer. O problema foi que o Wave foi tão impopular que deixou de existir um pouco mais de um ano após sua criação.

    O Google recomenda que os usuários privados troquem o uso do Chrome Frame por um navegador mais moderno, e que os administradores de redes corporativas, nas quais versões antigas do Interente Explorer ainda estejam em uso,considerem o uso do Chrome for Business. Uma FAQ explica (de forma mínima) as consequências da decisão dos desenvolvedores web.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: The end for Google's Chrome Frame (em Inglês)

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L