• Visual Studio 2013: Suporte parcial do C++11

    No passado, a Microsoft foi frequentemente criticada pelos atrasos no suporte as funcionalidades da linguagem no que se refere aos padrões C/C++. De particular interesse está o suporte para os padrões C99 e C++98, que ainda não estão completamente implementados e, com a prioridade sendo dada para o padrão C++11 e seu sucessor C++14, parece que vão continuar do jeito que estão. No caso do padrão C++11, lançado há quase dois anos atrás, pelo menos chega a aparecer no Visual Studio 2013, devido ao lançamento que será realizado no final desse ano, e irá dar suporte para a maior parte das funcionalidades dessa versão corrente do padrão.


    Na conferência BUILD, foi anunciado que o preview para o ambiente de desenvolvimento, que agora foi liberado, implementa a maior parte das funcionalidades dessa linguagem já no padrão C++11. Vale ressaltar que outras infraestruturas como GCC e LLVM, apenas recentemente completaram o suporte para as novas funcionalidades do C++11. Isso significa que ainda pode levar tempo para que a Microsoft consiga alcançar essa meta, sendo que ainda não há informação específica da disponibilidade desse milestone por parte da empresa (em resumo: quando ela finalizará o suporte completo).

    Herb Sutter da Microsoft que preside o comitê de padronização do C++, entretanto, prometeu que a empresa iria efetuar uma implementação completa para o C++14 (o próximo padrão C++ a ser publicado no ano de 2014). A próxima versão do padrão dessa linguagem será mais um retrabalho das funcionalidades introduzidas no padrão C++11, lançado no ano de 2011, além de que alguns detalhes também precisam ser finalizados e rebarbas aparadas nesse "produto final". Após a C++14, o próximo padrão será o C++17, a ser lançado no ano de 2017.

    A Microsoft também está planejando implementar as palavras-chave async e await, introduzidas no C# 5.0, o que permite que o resultado de uma chamada de função possa ser referenciado em código mesmo que o resultado não esteja disponível. Vale ressaltar que os mesmos não fazem parte da especificação de linguagem C++ e sua implementação deve ocorrer após o lançamento do Visual Studio 2013.

    A versão preview do Visual Studio 2013 está sob uma licença do tipo "Go Live", permitindo que os desenvolvedores da Microsoft utilizem a versão Beta para desenvolvimento de produção.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: C++ support in Visual Studio 2013 (em Inglẽs)

    Sobre o Autor: code

    Administrador e Editor do Portal Under-Linux, desenvolvedor Linux e FOSS para Linux, autor de livros e artigos, atuando na área de Educação Digital e P&D com AI.

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L