• Redes Sociais Corporativas: Contribuição para Melhor Produtividade

    De acordo com uma pesquisa realizada pelos profissionais da Microsoft, a utilização das redes sociais corporativas faz muito bem a rotina de trabalho. Isso porque 49% dos funcionários de pequenas e médias empresas e 45% dos funcionários de grandes empresas, disseram que o uso destas tecnologias no ambiente corporativo ajuda bastante no aumento da produtividade. Existe uma demanda muito grande por ferramentas sociais corporativas em grandes empresas e PMEs.


    Além disso, 39% dos funcionários das PMEs e cerca de 36% dos funcionários de grandes empresas disse que seria capaz de ser mais produtivo e mostrar um nível de trabalho mais eficiente e eficaz, com a ajuda dos utilitários sociais. Essas declarações foram feitas por Jon Roskill, vice-presidente corporativo do grupo global de parceiros da Microsoft. Ele acrescentou ainda que na verdade, a pesquisa revelou que os funcionários anseiam muito pela rede social corporativa a estão até dispostos a pagar por elas, o que caracteriza um grande cenário de oportunidades para os parceiros.


    Intranet e Serviços Mensageiros Instantâneos

    Na sequência da utilização de soluções como intranets e serviços de mensagens instantâneas, as PMEs são mais propensas a utilizar várias ferramentas sociais externas para finalidades profissionais. As empresas de grande porte, por sua vez, tendem a implementar poucas ferramentas sociais, sempre destinado-as a uso interno, o que envolve intranets ou serviços de vídeoconferência.


    Finalidade do Uso das Ferramentas Colaborativas

    O estudo realizado também mostra ainda que enquanto o uso mais frequente por funcionários de empresas de pequeno, médio e grande porte visa à comunicação com os colegas de trabalho, os que estão em empresas menores costumam usar as ferramentas sociais de modo mais abrangente, voltado para uma ampla gama de tarefas. Essas tarefas incluem desde a comunicação com clientes, consumidores e fornecedores até a realização de pesquisas sobre esses públicos e seus concorrentes.


    Riscos Relacionados a Perda de Produtividade

    Mesmo com todo esse entusiasmo demonstrado pelos funcionários das empresas em relação ao uso de ferramentas para redes sociais corporativas, ainda há barreiras para adotar esse tipo de solução. Para os dois grupos, a questão da segurança e a perda de produtividade foram identificadas como os principais riscos para o mundo empresarial, com 71% das grandes corporações e 60% das PMEs demonstrando tamanha preocupação.


    Consumerização e Mudanças na Comunicação Entre Empresas

    De acordo com Rebecca Sizelove, vice-presidente da Ipsos Public Affairs, a consumerização da TI transformou a maneira fundamental por meio da qual as empresas se comunicam. "No entanto, os responsáveis pelas decisões sobre tecnologia continuam a exigir uma certa quantidade de informação relacionada aos benefícios que tais recursos sociais podem oferecer. Com o aumento do suporte organizacional a essas ferramentas, há ainda uma previsão de que a produtividade e a colaboração continuarão a crescer.


    Grau de Relevância das Redes Sociais Corporativas

    A partir de uma definição, as redes sociais são serviços de comunicação através da Internet que tem suas bases centradas em aspectos de interação, criados com o propósito de facilitar as relações pessoais entre usuários, com conexões na vida real ou ainda interesses em comum. Elas surgiram a partir da segunda metade da década de 1990, sendo hoje verdadeiras ferramentas com capacidade de agregar os mais diversos conteúdos e podendo executar uma grande miscelânea de outros serviços.

    Porém, o que está presente na vida das pessoas há quase duas décadas parece ainda estar um pouco distante do ambiente corporativo. Em face disso, percebemos que já está mais do que na hora de desmistificar a perda de produtividade temida por executivos e empresas relacionada à utilização das mídias sociais e da Web 2.0 no ambiente de trabalho.


    Poder Estratégico das Redes Sociais Corporativas

    Uma rede social corporativa se caracteriza por ser um instrumento estratégico voltado para o ambiente de trabalho, e que pode ser utilizado principalmente para auxiliar na comunicação interna. Sua capacidade de disseminar informações mais rapidamente que outros veículos internos é a sua principal característica. Além disso, elas são capazes de proporcionar uma plataforma colaborativa de trabalho e uma importante fonte de aprendizado para os integrantes de uma organização. Servem também como uma plataforma para compartilhamento de arquivos, substituindo as antigas Intranets.


    Rapidez na Execução de Processos

    Outras vantagens relacionadas à utilização das redes sociais corporativas, são o ganho de velocidade na execução de processos internos e a extrema facilidade de acesso. Na verdade, trata-se de um meio que encoraja a participação, a interação e o compartilhamento de informação entre os seus integrantes e ainda pode contribuir para que haja a diminuição do rigor imposto pela hierarquia, que pode ser visto em algumas organizações, proporcionando assim um caminho mais aberto para a implantação de uma gestão mais participativa.

    Redes sociais corporativas, no entanto, não substituem o essencial ­contato cara a cara com os integrantes, e o convívio social presente nas relações do trabalho. E exatamente por se tratar de um espaço de livre comunicação, ela necessita de certo acompanhamento. A autonomia dada aos integrantes com acesso à ferramenta, também tem potencial para evidenciar insatisfação e acentuar conflitos internos. Dessa forma, cabe a organização executar o papel de moderação dessa rede social. Além disso, essa função pode ser exercida por uma equipe de gestores da rede ou por meio de um comitê de comunicação, sempre com representantes de todas as áreas da empresa.

    Estruturar uma solução como essa pode não estar ao alcance de todas as empresas, e também não faz muito sentido contar com uma rede social se o acesso estiver restrito a uma pequena parcela do público interno, ou se a adesão à ferramenta for aquem do esperado. Isso porque implementar uma rede social corporativa pode requerer um certo período para adaptação e aprendizado. Além disso, o engajamento de figuras de liderança, desenvolvimento de orientações de uso e o respeito a cultura organizacional da empresa são fatores de sucesso para implementar uma rede.


    Saiba Mais:

    [1] Adnews http://www.adnews.com.br/negocios/fe...o-funcionarios

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L