• Grande Parte das Organizações tem Inovação como Fator Elementar para Crescimento

    As empresas que apresentaram o melhor nível de desempenho em termos de inovação, apresentaram um crescimento médio de receita anual de 13%, enquanto as que ainda estão em um patamar inferior cresceram apenas 5%. Essas informações resultaram de uma pesquisa realizada pela Bain & Company com 450 executivos de todo o mundo, inclusive na América Latina, que trabalham em empresas com receita superior a US$ 100 milhões.


    Projeções e Melhores Níveis de Desempenho

    Fazendo parte dos resultados projetados para os próximos cinco anos, as empresas com as melhores performances em inovação devem crescer mais de 80%, enquanto as outras, devem crescer apenas 28%. Além do mais, a pesquisa revelou que cerca de 70% dos entrevistados fazem da inovação uma das três prioridades de seus negócios. No entanto, menos de um quarto do total acredita que as empresas para as quais trabalham, sejam inovadoras de uma maneira bastante efetiva, e somente 20% consideram que suas companhias possuem forças o suficiente para ultrapassar os paradigmas da inovação.


    Empresas Líderes são Destaque Referente à Tomada de Decisões

    As empresas que lideram a lista de inovação são as melhores em tomar e executar decisões, considerando-se aspectos como qualidade, velocidade e rendimento das decisões a partir do esforço aplicado em cada uma delas. De cordo com as declarações de Alfredo Pinto, sócio da Brain & Company no Brasil, de uma maneira prática, o sucesso da inovação vem do foco de uma organização em alcançar metas, aderindo à práticas sólidas de gerenciamento e tomadas de decisões rápidas e efetivas.


    Inovação, Complexidade e Cenário Concorrencial

    A inovação é um fator de alta complexidade, que deve ser levado a em consideração assim como os outros processos de uma empresa, envolvendo liderança, gerenciamento, alinhamento e replicabilidade. Mas esse processo não pode considerado linear e muitos menos prático. O que fica muito claro é que as empresas precisam cultivar tanto o lado racional quanto a questão criativa, com a intenção de que os sistemas de inovação possam superar a concorrência, no desenvolvimento de novos produtos e serviços.



    Na sequência dos fatos, a confiança dos executivos em seus negócios também pôde ser analisada e mensurada pelo estudo. Quase todos os entrevistados de empresas de alta performance em seus resultados afirmaram que conseguem chegar ou ultrapassam as metas de inovação. Essas organizações possuem um modelo vencedor e que podem ser replicados para inovação, que pode ser implantado em diferentes regiões do mundo e categorias de produtos.

    Nos dias de hoje, há projetos que irão chegar ou ultrapassar as metas financeiras de inovação, e assim, há toda uma preparação devido a inovação aplicada, para eventuais incidentes que ocorram no seu mercado de atuação.


    Executivos e o Fator Inovação

    Existe um número significativo de executivos que ainda tratam a inovação como uma espécie de caixa-preta, ou como alguma coisa que poucos profissionais conseguem executar. Porém, a pesquisa realizada pela Bain & Company não perguntou somente sobre a performance geral das empresas, mas também questionou as capacidades essenciais para um modelo de inovação bem sucedido. As empresas com melhores resultados podem contar com uma abordagem sistemática, e não procuram simplesmente encontrar pessoas que possam ser inovadoras.


    Fatores Primordiais para o Sucesso

    A estratégia é um fator que define os objetivos convincentes e as prioridades de investimento. Isso é traduzido em metas claras e específicas com um modelo que cubra tanto as inovações do cotidiano quanto aquelas que possam quebrar paradigmas. A questão do alinhamento estratégico nos objetivos, é prioridade nos investimentos e nos processos de gerenciamento de riscos.

    O fator organização está ligado à construção de um ambiente organizacional inovador, aliado a uma cultura colaborativa. Dessa forma, a empresa promove a alavancagem da inovação com parcerias entre pessoas criativas e executivos de negócios, tanto dentro como fora da organização. Há, nesse contexto, o envolvimento de elementos muito importantes como estrutura, funções e processos de decisão que estimulam bastante a inovação. Isso visa o favorecimento de uma cultura organizacional que valoriza, dá apoio e recompensa a inovação.

    Em seguida, vem a geração e o desenvolvimento de idéias, como um fator que cria novas ofertas lucrativas. A partir daí, há o desenvolvimento regular de novas ideias em todos os aspectos da experiência do consumidor. Essa visualização total da idéia vem junto com o seu desenvolvimento com identificação, priorização e a criação de um projeto. Portanto, há uma necessidade muito grande de avaliar, de forma profunda, tudo o que se refere à inovação.

    Prosseguindo com os fatores de sucesso, vem o processo de gerenciamento de portfólio. Esse é um fator que melhora o tamanho, o formato e a velocidade do portfólio de inovação. Além disso, ainda tem as questões de gerenciamento e monitoramento efetivo do portfólio do projeto, o que inclui o estabelecimento de barreiras e desafios, avaliação da velocidade de execução e finalização dos projetos no tempo correto. Assim, surgem práticas de gerenciamento mais elaboradas e efetivas dos projetos individuais, para que não sejam repetidos os erros anteriores que foram cometidos.

    E finalmente, a escala. Esse fator serve para reforçar testes, aprendizados e escalas. Há um envolvimento com alocação de recursos para lançamentos no tamanho exato da oportunidade proposta. Além disso, é necessário que haja a realização de feedbacks, incluindo ajustes nos caminhos pré-estabelecidos, e o aumento nos esforços pós-lançamento para dar total apoio aos projetos desenvolvidos.


    Saiba Mais:

    [1] Bain & Company http://www.bain.com/consulting-services/index.aspx
    [2] Convergência Digital http://convergenciadigital.uol.com.b...3#.UeNGO4073eI

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L