• Organizações Falham na Defesa Contra Ameaças

    Um novo estudo do Instituto Ponemon, que inclui uma pesquisa com mais de 700 participantes representando 378 empresas, define o que o "live threat intelligence" vem a ser, na realidade: como as empresas globais estão usando métodos que não são fortes o suficiente para se defender de possíveis comprometimentos, de violações e exploits, os prejuízos financeiros sobre elas são muitos. A seguir, estão os resultados mais prevalentes que saíram das empresas representadas na pesquisa. De acordo com os entrevistados, foram gastos uma média de US $ 10 milhões nos últimos 12 meses, para resolver o impacto causado por exploits.


    Se eles tivessem um sistema de inteligência acionável sobre ataques cibernéticos dentro de 60 segundos de ter ocorrido um comprometimento, eles poderiam reduzir esse custo, em média, em US $ 4 milhões (40 por cento). Aqueles que têm sido capazes de parar os ataques cibernéticos dizem que precisam de inteligência acionável com 4,6 minutos de antecedência, para impedir que esses ataques tornem-se realmente comprometedores. Além disso, 60 por cento foram incapazes de parar de exploits por causa da inteligência de ameaças desatualizados ou insuficiente. Aqueles que não bem-sucedido na detecção de ataques acreditar 12 minutos de aviso prévio é suficiente para impedi-los de desenvolver em compromissos.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/secworld.php?id=15292

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L