• Ministro das Comunicações Afirma que Estados Unidos Realizou Espionagem Industrial Contra o Brasil

    De acordo com declarações do Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, os Estados Unidos praticaram sim, espionagem industrial contra o Brasil. Bernardo disse que a partir do momento em que estão fazendo escuta e realizando qualquer processo de monitoramento de dados em relação a políticos brasileiros, inclusive da presidente da República, Dilma Rousseff, e de empresas como a Petrobras, isso não tem nada a ver com a segurança dos Estados Unidos; pelo contrário, isso é, incontestavelmente, espionagem industrial.


    Legislação Norte-Americana e Atividade de Espionagem

    O ministro disse ainda, que acredita que as ações não têm respaldo algum na legislação americana. Isso seria uma tentativa de obter informações que, na opinião dele, nem mesmo com a legislação que os Estados Unidos tem, legitimaria a atividade de espionagem, seno fortemente caracterizada como atividade ilegal. "Além disso, a lei americana não prevê esse tipo de coisa", acrescentou o Ministro antes de realizar uma palestra no encontro da Associação Nacional para Inclusão Digital (Anid).


    Paulo Bernardo também fez ponderações sobre as evidências de um um país realizar monitoramento de informações e atividades de inteligência, com a intenção de se defender de eventuais ataques, principalmente se defender de ataques terroristas, levando em consideração o histórico dos Estados Unidos. Em face disso, o mundo inteiro acha que tais ocorrências seriam "razoáveis".


    Visita da Presidente Dilma Rousseff

    Além do mais, Paulo Bernardo fez uma avaliação sobre o adiamento da visita que a presidente Dilma Rousseff faria aos Estados Unidos no vindouro mês de outubro, pelo fato do governo americano não ter respondido satisfatoriamente às denúncias. Ainda de acordo com ele, o presidente dos EUA, Barack Obama, deveria ter dito que tudo isso foi errado, e que haveria um redirecionamento e uma readequação de todo esse quadro. Infelizmente, isso não aconteceu. Assim, Bernardo ressaltou que a alternativa mais coerente seria a de adiar a visita.


    Reforço na Proteção Contra Espionagem

    O ministro reforçou ainda que o governo está pensando, fortemente, em formas de aumentar a proteção contra ações de espionagem. Segundo ele, há uma necessidade de reforçarmos os nossos investimentos em redes mais seguras. Entre as ações, Bernardo destacou o lançamento de um satélite previsto para o final do ano de 2015. A intenção chave é usar o satélite para as comunicações estratégicas do Ministério da Defesa e das Forças Armadas. E, também, para fazer provimento de banda larga nas regiões mais distantes, explicou Bernardo.


    Espionagem Industrial em Vários Segmentos

    A espionagem é um conceito que existe há muitos anos, desde os primórdios da civilização e que, de uma maneira ou outra, era realizada. Entretanto, esse procedimento atingiu a sua plenitude durante o período da Guerra Fria, onde os Estados Unidos e a extinta União Soviética disputavam informações estratégicas no cenário mundial. Depois da Guerra Fria, a atividade de espionagem foi direcionada então para a área comercial, para a área financeira e industrial.


    Obtenção de Informações Comerciais, Envolvimento de Malware e Spyware

    Além disso, essa prática pode ser definida por uma atividade que envolve pessoas ou grupos, que no seu interesse ou interesse de terceiros, tem como finalidade a obtenção de informações confidenciais ou segredos comerciais, sem a autorização dos detentores dessa informação. Tudo isso com a finalidade de alcançar uma certa vantagem econômica. Com o passar do tempo, a espionagem industrial tem tomado uma definição mais expansiva. Por exemplo, tentativas de sabotagem a uma empresa podem ser consideradas espionagem industrial; desta maneira e com o avanço das tecnologias, as ocorrências que envolvem malware e spyware entraram no âmbito de espionagem industrial.


    Prevenção Contra a Espionagem

    A prevenção contra a espionagem industrial, começa, antes de qualquer coisa, pelos trabalhadores de todas as empresas, já que, maioritariamente, as fugas de informação ocorrem devido a desleixos de trabalhadores, além de trabalhadores insatisfeitos, práticas de subornos ou chantagens feitas aos mesmos. Além de tudo, é importante estar atento a tudo o que vai ao lixo da sua empresa, isso porque muitas das fugas de informação surgem de fragmentos que são recolhidos do lixo, deixados lá por funcionários seja por distração ou por julgarem não tratar-se de nada importante.


    Saiba Mais:

    [1] Agência Brasil http://agenciabrasil.ebc.com.br/noti...-contra-brasil

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L