• Malware Mobile Atingirá Marca de 1 Milhão de Ocorrências até Final Deste Ano

    Faltando apenas três meses para o ano de 2013 terminar, a previsão dos pesquisadores da Trend Micro de que as ameaças móveis, especificamente os aplicativos de malware e de alto risco atinjam a marca de 1 milhão de ocorrências, finalmente se tornou realidade. Em seu Roundup Security 2T do ano, observou-se que mais de 700 mil aplicativos maliciosos e que oferecem muitos riscos aos usuários, foram encontrados fortemente atuando em estado selvagem. Este número pode ser impressionante, mas a contínua popularidade das plataformas móveis entre os usuários levam os pesquisadores a prever que 2013 seria o ano em que o malware para Android atingiria a marca de 1 milhão.


    No Mobile App Reputation, há uma indicação de que 1 milhão de malware móvel (como exploradores de serviço premium) e aplicativos de alto risco (aplicativos que oferecem de forma agressiva, anúncios que levam a sites duvidosos). Entre os 1 milhão de aplicações questionáveis, os pesquisadores ​​encontraram 75% deles executando rotinas maliciosas definitivas, enquanto que 25% apresentaram rotinas duvidosas, que incluem adware.


    Premium Service Abusers, Dentre as Principais Ameaças Móveis

    Famílias de malware, tais como FAKEINST (34%) e OPFAKE (30%) foram os principais tipos de malware móvel registrados. Os tipos de malware FAKEINST são normalmente disfarçados como aplicativos legítimos. Eles também são exploradores de serviços premium, que envia mensagens de texto não autorizadas para determinados números e registra os usuários aos serviços majorados. Um incidente de grande repercussão envolvendo FAKEINST é o falso Bad Piggies, que foi encontrado logo após o lançamento do game.

    O malware OPFAKE é semelhante ao FAKEINST, particularmente em imitar aplicativos legítimos. No entanto, uma variante sua (ANDROIDOS_OPFAKE.CTD), mostrou um lado diferente do malware, sendo encontrado abrindo um arquivo HTML que pede aos usuários para baixar um arquivo possivelmente malicioso. Além de enviar mensagens para determinados números e registrar usuários a serviços dispendiosos, os exploradores de serviços majorados representam outros riscos para os usuários.


    ARPUSH e LEADBLT Lideram Pragas Voltadas para Plataformas Móveis

    Dessa forma, o mais recente infográfico da Trend Micro mostra os outros perigos da instalação deste tipo de malware móvel. À frente dos aplicativos de alto risco, ARPUSH e LEADBLT lideram o bando, reunindo 33% e 27% do total, respectivamente. Ambos são conhecidos adware e infostealers, por realizarem a coleta de dados dos dispositivos relacionados, tais como informações do OS em execução, localização GPS, IMEI, etc.

    A ameaça para dispositivos móveis, no entanto, não se limita às versões maliciosas de aplicativos populares e adware. Os ataques também estão ocorrendo sobre as transacções bancárias dos usuários móveis, com o envolvimento das pragas FAKEBANK e FAKETOKEN. Detalhes sobre estes malwares podem ser encontrados no recente relatório "A Look At Mobile Banking Threats".


    Seja Esperto, Esteja Atento e Proteja-se das Pragas

    Para manter os seus dispositivos de segurança, é importante tratar os seus dispositivos como os seus homólogos PC, especialmente quando se trata de segurança. Desconfie ao baixar aplicativos e certifique-se de ler a seção de comentários e informações para desenvolvedores. A Trend Micro protege os usuários contra malware móvel e aplicativos de alto risco, via Trend Micro Mobile Security App. Além do mais, o Hub Threat Mobile da empresa, também fornece informações úteis sobre as ameaças móveis e dicas de segurança para os seus smartphones, tablets e outros gadgets.


    Saiba Mais:

    [1] Security Intellingece - Trend Micro http://blog.trendmicro.com/trendlabs...s-hit-1m-mark/

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L