• O que as Pessoas Pensam sobre Senhas, E-mail e Espionagem de Dados Pessoais

    Durante a RSA Conference, realizada em San Francisco, a especialista Fortinet publicou uma nova pesquisa que mostra como Millennials e Gen-Xers estão em relação às senhas, as práticas de marketing online, e-mail para fins de espionagem, e seus dados pessoais. Com base em conclusões de uma pesquisa norte-americana independente, envolvendo 150 Gen-X (com idades de 33 a 48) e 150 Millennials (com idades de 18 a 32 ) com uma divisão 50/50 homens/mulheres, a pesquisa revelou que 41% de Millennials e Gen-X, nunca alterou sua senha online ou apenas a modificou quando foi solicitado.


    Dos entrevistados que sinalizaram que estão vigilantes sobre como alterar suas senhas , 16% (19% Milennials, 13% Gen-X) passou a alterá-las uma vez por mês, 30% (25% Milennials, 35% Gen- X) passou a alterá-los a cada três meses e 9% (11% Milennials, 7% Gen-X) passou a alterá-los pelo menos uma vez por ano.


    Senhas Alfanuméricas, Complexidade e Simple PIN

    Quando foi perguntado se eles tinham uma senha para acessar seu telefone, 57% deles disse que sim, enquanto 43% disse que não. Aparentemente, os Gen-X mostram-se mais confiantes a este respeito, com 49% deles dizendo que eles não usam uma senha para o dispositivo móvel, enquanto um menor número de Millennials (37%) admitiu não ter uma senha em seu aparelho. Daqueles que admitiram o uso de uma senha em seu dispositivo móvel, o tipo mais popular, de longe, foi o simple pin de 4 dígitos (senha numérica), tendo o primeiro lugar com 47 %. As senhas complexas, como alfanuméricos, letras e números, ficou em segundo lugar com 26%. E em último lugar ficou a identificação biométrica (ou seja, o reconhecimento facial, impressão digital) com 5%.


    Tratamento Dispensado às Senhas

    No que diz respeito à forma como os entrevistados tratam as senhas para as contas de Internet que eles usam, parece que muitos estão recebendo a mensagem de que é importante ter senhas diferentes para cada site, mas ainda há espaço para melhorias. Além disso, 40% de todos os entrevistados disse que têm uma senha diferente para cada conta online que utiliza, sendo que 46% deles admite ter senhas diferentes para, pelo menos, alguns dos sites que visitam; 7% deles utiliza senhas diferentes para suas contas mais sensíveis e outros 7% está usando a mesma senha para todas as contas.


    Grau de Importância das Informações Pessoais

    Para determinar o valor dos dados pessoais, foi pedido que o grupo pudesse classificar em ordem de importância, os seguintes tipos de dados que eles teriam mais medo de perder; informação médica, endereço postal, endereço de e-mail, as demonstrações financeiras, de informação educacional, número de segurança social, declarações fiscais, arquivos pessoais, arquivos de trabalho, senhas on-line, conteúdo de e-mails, histórico de navegação na Internet, histórico de compras on-line e endereço IP.


    Nível de Classificação Relacionado à Preocupação com Dados Pessoais

    Ambos os grupos, Millenials e Gen-X, afirmaram que seu número de previdência social era o elemento mais importante de dados, que eles tinham medo de perder. Ambos os grupos também concordaram que as senhas on-line ficaram em terceiro lugar em termos de importância dos dados. Mas é aí que termina a semelhança. A Millennials classificou declarações de impostos como o segundo, histórico de compras on-line como quarto e os conteúdos de e-mails como o quinto. A Gen-X, por outro lado, disse que seu endereço foi a segunda peça mais importante de dados que odiaria que fosse roubado. Histórico de navegação Internet veio em quarto lugar e arquivos de trabalho chegou na quinta colocação.

    "É interessante notar que, enquanto e-mails de trabalho chegaram em quinto lugar para os Gen-X, eles nem sequer se classificaram no top cinco do Millennials", disse John Maddison, vice-presidente de marketing da Fortinet. "Isso é um pouco preocupante, especialmente quando você comparar as atitudes dos Millenials para BYOD, na pesquisa que foi realizada em outubro passado. A pesquisa descobriu que 51% dos Millennials violaria as políticas da empresa que restringem o uso de seus próprios dispositivos, armazenamento em nuvem e tecnologias portáteis para o trabalho.

    Considerados em conjunto, os Millennials, essencialmente, disseram que não se importam com a opinião de seus empregadores. Eles disseram que vão continuar usando qualquer dispositivo que quiserem no ambiente corporativo, mesmo sabendo dos riscos que podem implicar em uma possível perda de dados.


    NSA, Espionagem e Arbitrariedade da Máquina Governamental

    Quando perguntado sobre as recentes revelações da NSA, 44% dos entrevistados consideraram que o órgão do governo ultrapassou seus limites (com 41% dos Millenials opinando e 47 % Gen-X), 20% não têm uma opinião forte sobre suas ações (22% dos Millenials e 18% do Gen-X), 19% acha que o governo está fazendo o que é necessário para proteger nossa nação, e está agindo da melhor forma em relação ao interesse das pessoas (23% dos Millenials e 15% dos Gen-X ). Além disso, 17% reconheceu que eles não sabem nada sobre o que está acontecendo com a NSA (14% dos Millennials e 21% Gen-X).

    Em face das revelações sobre espionagem provenientes da NSA, foi perguntado ao grupo como cada um deles se sentiriam caso o seu empregador inspecionasse a sua atividade on-line e com quem estabelecem comunicações. Apenas 12% sentiam que estavam apenas fazendo o que era necessário (16% dos Millennials e 9% do Gen- X). 38% (37% Millennials, 39% Gen- X) disseram que estava tudo bem com o monitoramento, caso eles estivessem apenas inspecionando a atividade no trabalho. 39% de ambos os grupos demográficos disse que qualquer tipo de monitoramento corporativo está fora dos limites. 3% de ambos os grupos não têm opinião e 8% (5% Millennials, 11% Gen- X) não sabe dizer, exatamente, como eles se sentem sobre as práticas de espionagem corporativa.


    Perspectivas de Privacidade

    Quando foi solicitado aos grupos para que falassem qual das seguintes atividades on-line esperavam que fossem privadas, e-mail pessoal, e-mail de trabalho, mensagens de mídia social, mensagens de texto, histórico da web, informações de localização, áudio do telefone, histórico de compras on-line e qualquer coisa relacionada com a Internet das Coisas (IoT), mais de 50 % dos Millennials e Gen-X acreditava que todas essas atividades, exceto as mensagens de mídia social, deveriam ser privados. Além disso, mais de 59 % de ambos os grupos concordaram que as mensagens de mídia social não deve ter a mesma expectativa de privacidade.


    Compartilhamento de Informações On-line

    Na sequência, foi solicitado ao grupo que eles dissessem quais das seguintes informações pessoais eles estariam dispostos a compartilhar com os comerciantes: e-mail pessoal, número de telefone pessoal, endereço postal, acesso a contas de mídia social ou nenhuma das opções. Endereço de e-mail pessoal ficou em primeiro lugar com 50% (53% Millennials e 46% Gen- X). Endereço para correspondência pessoal ficou em segundo lugar com 33% (31% Millennials, 35% Gen- X), que foi seguido de perto pelo número de telefone pessoal com 26% (28% Millennials, 25% Gen- X). E chegando ao fundo do poço estava compartilhando o acesso a contas de mídia social, com 9 % (9 % Millenials e 8 % Gen-X).


    Uso das Configurações de Privacidade

    Como as empresas se voltam para as mídias sociais para atingir os consumidores, foi pedido ao grupo informações sobre suas configurações de privacidade de mídia social. Acontece que 38% (41% Millennials, 35% Gen- X) dos entrevistados disseram que usam as configurações de privacidade de forma bastante rigorosa em suas aplicações de mídia social. 41% (40% Millennials, 43% Gen- X) disse usar as configurações de privacidade para limitar apenas algumas informações; 16% (15% Millenials, 17% Gen-X) usam as configurações do aplicativo padrão de privacidade e 5% (4% Millennials, 5 % Gen- X) não utiliza as configurações de privacidade em tudo.

    Quando perguntado aos entrevistados se estavam todos preocupados com qualquer informação de identificação pessoal, tais como planos de férias, informação de trabalho, pode ser compartilhada ou usada contra eles, 28 % (27% Millennials, 28% Gen-X) disseram que estavam preocupados; 18% (25% Millennials, 11% Gen-X) estão apenas preocupados se a informação foi compartilhada com os comerciantes, 19% (21% Millennials , 17% Gen- X) disse que não está preocupado com tudo, 30% (23% Millennials, 37% Gen-X) disse não postar informações pessoais, enquanto 5% (3 % Millennials, 7% Gen-X) não sabe como se sente sobre isso.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/secworld.php?id=16407
Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L