• Google Desiste da Venda Direta do Nexus One

    Pode parecer loucura, mas por trás dessa decisão há de existir uma boa tática comercial. Recentemente o Google anunciou que irá interromper as vendas diretas de seu Nexus One, e pretende retirar em breve seu produto à venda de seu site. Ao invés disso, a empresa irá utilizar seu site para mostrar todos os smartphones que possui embarcados com o sistema operacional Android, e assim construir um verdadeiro showcase para a companhia na Internet.

    A maioria dos smartphones vendidos nos Estados Unidos da América são adquiridos através de uma operadora de celular como a própria Verizon citada acima, ou mesmo a AT&T, e os clientes que escolhem o serviço junto com o aparelho ao adquirirem um dos planos disponíveis. E parece que o modelo atual de negócios do Google não está sendo o sucesso que a companhia esperava. pelo menos é o que afirma Andy Rubin, o líder da equipe do Android ao dizer que "enquanto a adoção global do Android tem ultrapassado nossas expectativas, a nossa loja Web deixou a desejar".

    Ainda de acordo com Rubin, os clientes sempre querem experimentar um telefone antes de comprá-lo, e no caso da loja virtual não havia essa possibilidade. Os clientes realmente se sentem bem mais confortáveis indo a uma loja física, em um centro comercial, conversando com o vendedor e testando os aparelhos disponíveis dentre os planos de interesse do próprio consumidor.

    E para um modelo inovador como o Nexus One, estar disponível apenas online, fica muito difícil para seu potencial público-alvo saber o quão bom é o dispositivo, ou se o mesmo atenderá a todas as suas necessidade, tendo a disposição apenas informações online. Muitos podem até reclamar de lojas e vendedores, mas ainda não inventaram um sistema melhor para que o usuário faça contato visual e físico com seu produto de consumo.

    Para isso, o Google irá utilizar um método mais tradicional de venda, oferecendo o nexus One em muitas lojas do varejo, por intermédio das operadoras de telefonia celular. Pelo menos nos Estados Unidos. Na Europa, o Nexus One já é comercializado dessa forma.

    É claro que Rubin não está dizendo que todas as operadoras norte-americanas começarão a oferecer o nexus One em suas lojas. Para ser mais exato, apenas uma operadora se mostrou interessada na comercialização desse gadget do Google, e foi justamente a T-Mobile. Um exemplo interessante é que a versão deste dispositivo concebido para a rede da AT&T está sendo vendido sem qualquer colaboração por parte dessa operadora, e os planos para as versões da Verizon e a Sprint foram recentemente descartadas.

    Uma vez que o Google termine de efetuar essa transferência de venda do seu produto via operadora, seu site http://www.google.com/phone terá seu conteúdo alterado para mostrar todos os smartphones que vem embarcados com o Android como sistema operacional, e não mais para a comercialização do Nexus One.

    E quanto ao lançamento do Nexus Two? Nada nos comentários de Rubin implicam que o Google esteja desenvolvendo a segunda versão de seu smartphone, o que seria chamado de Nexus Two. Principalmente, considerando o sucesso limitado do Nexus One (mesmo que o problema tenha sido de logística de vendas), seria difícil imaginar a empresa investindo em uma versão melhorada de seu produto.

    Inovação

    Isso sem contar que, por água abaixo, também foram os planos da empresa de revolucionar a maneira como os americanos utilizam celulares. Só no Nexus One, os usuários tem a chance de ter um dispositivo móvel no formato de um tablet de 3,7 polegadas de tela multi-touch screen WVGA, com tecnologia AM-OLED, além do recurso de trackball.

    O Nexus One roda a versão 2.1 do sistema operacional Android, e vem embarcado com um processador Snapdragon de 1GHz de clock, 512MB de RAM, e com um cartão MicroSD de 4GB, com possibilidades de expansão até 32GB. Para sua conectividade, o pequeno possante vem com conexão via Wi-Fi, 3G (suportadas tanto pela T-Mobile quanto pela AT&T), Bluetooth 2.1 + EDR com suporte estéreo. Ele também possui uma câmera de 5MP (mega-pixel), com auto-focus e Flash com tecnologia LED, conexão para fone de ouvido de 3.5 mm, receptor GPS, acelerômetro, e compasso digital.

    Com certeza você não verá um concorrente com tantas possibilidades, tecnologia, ou mesmo liberdade de uso. vale lembrar que o sistema operacional Android, é de código aberto, e o próprio Google disponibiliza um SDK (Software Development Kit) para desenvolvedores interessados em criar novas funcionalidades e serviços para seu aparelho.


    Links de Interesse:

    - Google Giving Up Direct Sales of the Nexus One



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L