Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão

    Citação Postado originalmente por aka2005 Ver Post
    Cara, com o para-raio queima tudo... verifiquei depois se era mal instalação, e a maioria do pessoal que mexe com isso aki disse q nao adianta para-raio é besteira, pois puxa mais raio, e ainda inves do raio so cair no para-raio, um que deu aki caiu na omini na torre tbm... e arrebento tudo...
    O radiador é pra ajudar a descarregar a força do radio... evitado de ficar energia na torre... a umidade la em baixo com o carvao e a agua é pra ajudar a puxar o raio pra baixo... o radiador é mais um dissolvedor num sei o nome direito.

    Amigo o recomendável é utilizar um bom aterramente (como o que você apresentou) e também um bom para-raio, que neste caso, deve estar mais alto que sua torre (caso ele esteja na mesma torre). Para ter bastante eficiência é necessário utilizar um equipamento chamado "terrômetro", a qual a eficiencia do aterramento deve estar em 5 megaohms. Deve-se utilizar isoladores, para que o cabo do para-raio não encoste de forma alguma na estrutura metálica da torre. Este assunto é interessante e muito importante, pois a questao com raios, representa um perigo, não só para equipamentos, mas também para quem estiver trabalhando nestas torres... Imagina só, se cair um raio nesta torre. Mesmo estando aterrado amigo, o cara pode até morrer!!
    Última edição por catvbrasil; 17-01-2008 às 00:47.

  2. #22

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    ahh..

    questão de segurança não é só o pára-raios, tem também as proteções.. aterramento de cabo coaxial, centelhador, etc..

    aqui em minha torre tenho aterramento somente para p pára-raios, este é completamente isolado da torre, aterramento exclusivo para a torre, haste de 7,20m e aterramento para os equipamentos, os equipamentos são isolados da torre e centelhados também...
    Uma recomendação que houvi de um engenheiro é não fazer isso, separar os aterramentos, pois você pode ter uma diferença de potencial e ter problemas, deve-se usar o mesmo aterramento, ou interligá-los para compensar a DDP. Já começei montar o meu segundo as recomendações, esse pessoal que me explicou isso montou o pararaio e o aterramento da torre da telemar aqui na minha cidade.

    Quanto as conexões fui orinetado a usar conectores CHT para os cabos e hastes e envolver com massa de calafetar assim eles não oxidam. Não adianta muita haste, haste funda e tal, negócio e verificar a impendância com o terrômetro como CATV disse, assim um engenheiro me explicou.



  3. #23

    Padrão

    Citação Postado originalmente por catvbrasil Ver Post
    Deve-se utilizar isoladores, para que o cabo do para-raio não encoste de forma alguma na estrutura metálica da torre.
    Duas dúvidas:

    1 - O captor vai na ponta do cano lá em cima. Então este cano pecisa estar isolado no suporte da torre, não?

    2 - Existe também o caso da eletricidade estática, onde o raio não atinge diretamente o para-raios, mas por indução pode comprometer todo o equipamento.
    Neste caso, seria de usar o centelhador e aterrar a torre em separado do aterramento do para-raios?

  4. #24

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Duas dúvidas:

    1 - O captor vai na ponta do cano lá em cima. Então este cano pecisa estar isolado no suporte da torre, não?

    2 - Existe também o caso da eletricidade estática, onde o raio não atinge diretamente o para-raios, mas por indução pode comprometer todo o equipamento.
    Neste caso, seria de usar o centelhador e aterrar a torre em separado do aterramento do para-raios?
    o terra separado da torre pode até ser feito, mais tem que haver uma conexão entre os dois aterramentos para compensar a diferença de potencial, ou até mesmo, descer um cabo de aterramento da torre e ligá-lo no mesmo aterramento do para-raio, extranho né! Mais é assim que foi recomendado pelo engenheiro.

    Não é difícil de entender, tanto o acúmulo estático na torre e o raio são descarregados na terra, mais deve-se usar 2 cabos, um para o para-raio e outro para o aterramento da torre. Se você separar os aterramentos e acontecer do aterramento da torre ficar mais eficiente doque o do para-raio você poderá ter um caos no momento de uma descarga. Palavras do engenheiro.



  5. #25

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Uma recomendação que houvi de um engenheiro é não fazer isso, separar os aterramentos, pois você pode ter uma diferença de potencial e ter problemas, deve-se usar o mesmo aterramento, ou interligá-los para compensar a DDP. Já começei montar o meu segundo as recomendações, esse pessoal que me explicou isso montou o pararaio e o aterramento da torre da telemar aqui na minha cidade.

    Quanto as conexões fui orinetado a usar conectores CHT para os cabos e hastes e envolver com massa de calafetar assim eles não oxidam. Não adianta muita haste, haste funda e tal, negócio e verificar a impendância com o terrômetro como CATV disse, assim um engenheiro me explicou.
    Olá amigo, eu sei o que é DDP e como ocorre.

    Mas aqui fiz dessa forma pelo seguinte, se o pára-raios e seu aterramento não forem suficientes e o raios chegar a atingir a torre, esta terá outro aterramento e este deve resolver, caso não resolve e ainda assim atingir os equipamentos, estes terão seu aterramento.

    A DDP já existe quando cai o raio, se o pára-raios e a torre estiverem interligados e não forem suficientes para conter o raio, este irá diretamente para os equipamentos.

    Se todos os aterramentos estiverem interligados e um raio cair no pára-raios posso sofrer perda de algum equipamento justamente pelo raio vir através do cabo de aterramento.

    Então pode-se dizer: se isto ocorrer é sinal que o aterramento não está bem feito.
    Não é bem assim, a força que tem um raio, se for pra queimar não será um aterramento que irá impedir.

  6. #26

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Duas dúvidas:

    1 - O captor vai na ponta do cano lá em cima. Então este cano pecisa estar isolado no suporte da torre, não?

    2 - Existe também o caso da eletricidade estática, onde o raio não atinge diretamente o para-raios, mas por indução pode comprometer todo o equipamento.
    Neste caso, seria de usar o centelhador e aterrar a torre em separado do aterramento do para-raios?
    Isole o captor, ele normalmente tem rosca de 3/4 e para conectá-lo em um tubo de uma polegada e meia, vai uma bucha de redução que pode ser de PVC.

    Aterrando os equipamentos não haverá indução ou estática, mas como foi falado, deve-se interligar os aterramentos evitando a DDP e aumentando a malha do terra.

    Dizer que para-raios não funciona, como ignorar tantas torres e prédios com sistemas de proteção projetados e bem instalados. Vamos estudar o assunto pessoal antes de sair falando.



  7. #27

    Padrão

    Citação Postado originalmente por VIASATT Ver Post
    Dizer que para-raios não funciona, como ignorar tantas torres e prédios com sistemas de proteção projetados e bem instalados. Vamos estudar o assunto pessoal antes de sair falando.
    se você me provar que um pára-raios projetado por um especialista e feito pelo melhor profissional do mundo funciona 100% eu retiro todas as minhas palavras.

    esse negócio de "vamos estudar o assunto antes de sair falando", você é especialista em pára-raios?

    cara.. eu não sou especialista em pára-raios, mas também não sou leigo nesse assunto.

  8. #28

    Padrão

    Realmente não podemos afirmar que o para-raio vai proteger tudo com 100% eficiência, mais tmabém não vejo as coisas queimarem nas torres da telemar aqui, estou em contato com o pessoal aqui direto, e é raro, muito raro quimar alguma coisa nas torres deles.

    Eu não tenho experiência com isso, estou falando sobre como fui orientado, por um engenheiro elétrico, um profissional experiente aqui de minha cidade. Como disse e já foi citado ai pelo ViaSatt e outros, tudo deve ser isolado o cabo do para-raio não pode tocar a torre, captor também isolado. Todo equipamento deve usar caixas metálicas e aterradas junto a torre, funcionara como Gaiola de Faraday. O aterramento da torre e equipamentos tem que ter o aterramento na mesma DDP do aterramento do para-raio, sendo assim os aterramentos tem que estar interligados. Nocaso de descarga o raio vai descer ao aterramento, devidamente certificado com terrômetro.

    Este modelo é o que é usado nas torres das teles aqui. Mais vou tomar mais uma opnião com outro engenheiro e retorno aqui para falar.



  9. #29

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    Olá amigo, eu sei o que é DDP e como ocorre.

    Mas aqui fiz dessa forma pelo seguinte, se o pára-raios e seu aterramento não forem suficientes e o raios chegar a atingir a torre, esta terá outro aterramento e este deve resolver, caso não resolve e ainda assim atingir os equipamentos, estes terão seu aterramento.

    A DDP já existe quando cai o raio, se o pára-raios e a torre estiverem interligados e não forem suficientes para conter o raio, este irá diretamente para os equipamentos.

    Se todos os aterramentos estiverem interligados e um raio cair no pára-raios posso sofrer perda de algum equipamento justamente pelo raio vir através do cabo de aterramento.

    Então pode-se dizer: se isto ocorrer é sinal que o aterramento não está bem feito.
    Não é bem assim, a força que tem um raio, se for pra queimar não será um aterramento que irá impedir.
    Problema é que se o aterramento da torre ai no seu caso tiver com impedância menor, sua torre é que vai virar para-raio, por isso tem ligar os aterramentos. O captor de Franklin tem um ângulo de cobertura de 45 graus abaixo de suas pontas, você pode comparar como uma sonbrinha em cima de sua torre. Teoricamente tudo que estiver coberto pelo captor será protegido.

  10. #30

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Problema é que se o aterramento da torre ai no seu caso tiver com impedância menor, sua torre é que vai virar para-raio, por isso tem ligar os aterramentos. O captor de Franklin tem um ângulo de cobertura de 45 graus abaixo de suas pontas, você pode comparar como uma sonbrinha em cima de sua torre. Teoricamente tudo que estiver coberto pelo captor será protegido.
    Até onde sei, um captor oferece cobertura de 60 graus e não 45.

    Eu já vi equipamentos queimarem em torres de operadoras de telecom.



  11. #31

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    Até onde sei, um captor oferece cobertura de 60 graus e não 45.

    Eu já vi equipamentos queimarem em torres de operadoras de telecom.
    Bom, é claro que não quis dizer que nunca queimou! Mais nem sempre ouço falar isso. Só quis exemplificar o serviço bem feito que esse pessoal sempre faz.

    Quanto ao ângulo, realmente é 45 graus, não 60, tudo que eu disse até agora pode ser confirmado aqui:

    :: Datalink - Engenharia Elétrica ::

    Inclusive sobre usar o mesmo aterramento para torre e para-raio, Gaiola de Faraday e outros detalhes.

    Boa leitura a todos!

  12. #32

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Bom, é claro que não quis dizer que nunca queimou! Mais nem sempre ouço falar isso. Só quis exemplificar o serviço bem feito que esse pessoal sempre faz.

    Quanto ao ângulo, realmente é 45 graus, não 60, tudo que eu disse até agora pode ser confirmado aqui:

    :: Datalink - Engenharia Elétrica ::

    Inclusive sobre usar o mesmo aterramento para torre e para-raio, Gaiola de Faraday e outros detalhes.

    Boa leitura a todos!
    Pessoal, eu acho que todos tem razão em vários pontos. São pequenos detalhes que estão gerando polêmica. Como disse o Luciano, 100% de garantia, nem com serviço executado 100%.

    No meu tempo de colégio, estudando eletricidade em física, me lembro que aprendi sobre a cobertura de para-raios ser 3 vezes a altura. Isto daria cerca de 60º não Luciano? Eu não fiz o cálculo para conferir, mas acho que 45º daria uma cobertura pequena, no máximo igual a altura da torre. Puro teorema de Pitágoras. a²=B²+c² ( E eu tinha pavor disso na época)

    Editando o post:
    Fui no link sugerido da datalink. Realmente tem coisas interessantes lá. Muitas coisas que os colegas já comentaram com muita propriedade.
    Só achei a referencia ao angulo, no mínimo inovadora. Lá diz:

    " O captor franklin protege um cone formado a partir de sua ponta, com um ângulo que varia conforme sua altura em relação à terra. Este ângulo varia de 45 a 25 graus, porém estruturas com mais de 20 metros de altura, necessitam de proteção lateral, pois o captor não á capaz de proteger as descargas atmosféricas laterais (inclinadas).

    Por esta citação, a proteção lateral seria muito pequena, pois se for de 25º, só vai proteger quase que na vertical.

    Última edição por 1929; 31-01-2008 às 01:35.



  13. #33

    Post

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    se você me provar que um pára-raios projetado por um especialista e feito pelo melhor profissional do mundo funciona 100% eu retiro todas as minhas palavras.

    esse negócio de "vamos estudar o assunto antes de sair falando", você é especialista em pára-raios?

    cara.. eu não sou especialista em pára-raios, mas também não sou leigo nesse assunto.
    Se tu acha que não precisa estudar antes de sair falando, pega e faz como o amigo, cava uma cratera enche de carvão, e liga esse teu aterramento com radiador e os cambal.
    Tu não quer é admitir que tem que interligar os aterramentos para não haver DDP. Não sou especialista, mas sei o que estou falando. E não me lembro de dizer que um SPDA funciona 100%, presta mais atenção.

  14. #34

    Thumbs up

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Realmente não podemos afirmar que o para-raio vai proteger tudo com 100% eficiência, mais tmabém não vejo as coisas queimarem nas torres da telemar aqui, estou em contato com o pessoal aqui direto, e é raro, muito raro quimar alguma coisa nas torres deles.

    Eu não tenho experiência com isso, estou falando sobre como fui orientado, por um engenheiro elétrico, um profissional experiente aqui de minha cidade. Como disse e já foi citado ai pelo ViaSatt e outros, tudo deve ser isolado o cabo do para-raio não pode tocar a torre, captor também isolado. Todo equipamento deve usar caixas metálicas e aterradas junto a torre, funcionara como Gaiola de Faraday. O aterramento da torre e equipamentos tem que ter o aterramento na mesma DDP do aterramento do para-raio, sendo assim os aterramentos tem que estar interligados. Nocaso de descarga o raio vai descer ao aterramento, devidamente certificado com terrômetro.

    Este modelo é o que é usado nas torres das teles aqui. Mais vou tomar mais uma opnião com outro engenheiro e retorno aqui para falar.
    Valeu o esforço, quem quizer levar á sério esses conhecimentos só sai ganhando. Afinal, é um modelo criado por quem entende do assunto, não por participantes do forum.



  15. #35

    Padrão

    Citação Postado originalmente por VIASATT Ver Post
    Se tu acha que não precisa estudar antes de sair falando, pega e faz como o amigo, cava uma cratera enche de carvão, e liga esse teu aterramento com radiador e os cambal.
    Tu não quer é admitir que tem que interligar os aterramentos para não haver DDP. Não sou especialista, mas sei o que estou falando. E não me lembro de dizer que um SPDA funciona 100%, presta mais atenção.
    cara...

    basta você ler minhas respostas anteriores que existe a possibilidade de você entender o que fiz aqui, mas se você não tem capacidade para entender isso então você que precisa estudar mais.

    não vou ficar discutindo aqui o que alguém diz que é certo ou errado, eu fiz de um modo que muitos podem dizer que está errado mas vou continuar com meu erro aqui então!

    já que os fodões do assunto não são participantes do fórum então você também não pode afirmar nada aqui com toda essa certeza!

  16. #36

    Thumbs up

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    cara...

    basta você ler minhas respostas anteriores que existe a possibilidade de você entender o que fiz aqui, mas se você não tem capacidade para entender isso então você que precisa estudar mais.

    não vou ficar discutindo aqui o que alguém diz que é certo ou errado, eu fiz de um modo que muitos podem dizer que está errado mas vou continuar com meu erro aqui então!

    já que os fodões do assunto não são participantes do fórum então você também não pode afirmar nada aqui com toda essa certeza!
    Com certeza preciso estudar sim meu caro, pois estou apto a novos conhecimentos. Agora porque alguém fala algo de concreto que talvez não esteja ao alcance de todos, não dá o direito de criar piadas. Se você acha correto esses aterramentos que andam por ai? Beleza, ninguém precisa ler e entender nada, cada um pode criar seu sistema. Em meus post´s procuro sempre esclarecer minhas dúvidas ou se for o caso contribuir. E não gerar críticas negativas ou comentários desnecessários que talvez possam ser desagradáveis as pessoas. Fora isso, meu amigo, sua contribuição é indispenssável.



  17. #37

    Padrão

    Realmente, não preciso ficar discutindo.

    Muito menos sobre contribuição ao fórum.

    Agora se você não teve a capacidade de entender o que fiz, se quiser eu explico de outra forma. Existem outras maneiras de fazer? Sim, todos sabem. Não estou falando pra alguém fazer da forma que eu fiz ou deixar de fazer.

    A forma que você veio querendo impor que está errado e que só exista uma maneira correta, há meu "amigo", é isso que não concordo.

    Sobre você dizer que fiz piadas, gerei críticas negativas ou algo parecido nem vou falar nada, sei muito bem o que faço no fórum, preso pelo bom senso e pela qualidade do fórum, respeito as respostas das pessoas, quando não concordo respondo da maneira que acho que está correto, mesmo que as vezes esteja errado, mas sempre procuro me informar para ter certeza.

    Aqui estou certo do que fiz, por isso explanei ao fórum.

    Já tem um tempo pedi para medirem com o terrometro, mas ainda não o fizeram, depois da medição se precisar mudar alguma coisa, claro, sempre pra melhor.

  18. #38

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    Realmente, não preciso ficar discutindo.

    Muito menos sobre contribuição ao fórum.

    Agora se você não teve a capacidade de entender o que fiz, se quiser eu explico de outra forma. Existem outras maneiras de fazer? Sim, todos sabem. Não estou falando pra alguém fazer da forma que eu fiz ou deixar de fazer.

    A forma que você veio querendo impor que está errado e que só exista uma maneira correta, há meu "amigo", é isso que não concordo.

    Sobre você dizer que fiz piadas, gerei críticas negativas ou algo parecido nem vou falar nada, sei muito bem o que faço no fórum, preso pelo bom senso e pela qualidade do fórum, respeito as respostas das pessoas, quando não concordo respondo da maneira que acho que está correto, mesmo que as vezes esteja errado, mas sempre procuro me informar para ter certeza.

    Aqui estou certo do que fiz, por isso explanei ao fórum.

    Já tem um tempo pedi para medirem com o terrometro, mas ainda não o fizeram, depois da medição se precisar mudar alguma coisa, claro, sempre pra melhor.
    Concentrando no foco principal: Os dois aterramentos separados, estão errados, pode até ser que você esteja com a mesma impendâncias neles, por estarem próximos ou algo assim, mais as normas e teorias apontam para a interligação deles.
    Última edição por Josue Guedes; 10-02-2008 às 10:46.