Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #7

    Padrão

    Eu tenho varias rbs600 rodando aqui mas o melhor cartão que consegui foi o R52 de 100mw, a sensibilidade de recepção dele é muito melhor que o do senao, a media aqui é de 40 usuarios (150Kbps) simultaneos cada cartão e o ping fica em 2ms, se fosse vc trocaria o senao pelo R52.

    Ale

  2. #8

    Padrão

    Mas reduzir a potencia do cartao sera que não vai piorar?



  3. #9

    Padrão

    Ola.

    Eu também recomendaria deixar na potencia original do cartao, porque nao compensa meter potencia para furar interferencia. Isso acaba te gerando mais interferencia ainda e recomendo utilizar canais bem separados para cada painel setorial.
    Usa a separaçao de canal 1, 5, 9 e 13 assim voce deixa separado o teu espectro de canais nao interferindo uma na outra.

  4. #10

    Padrão

    Olha eu estava com o mesmo problema.

    De certa forma resolvi diminuindo a potência e colocando em canais com menos ruído, e claro fui em varios clientes que tinham sinal ruim para checar as intalações.

    Hoje os tempos de resposta voltaram a ficar baixos.



  5. #11

    Padrão

    Citação Postado originalmente por cooperrj Ver Post
    Mas reduzir a potencia do cartao sera que não vai piorar?
    A regra costuma ser muita potência, muita interferência.

    Se tiver que mexer nessa relação, o ideal é diminuir a potencia do cartão e aumentar o ganho da antena. Passando por cuidar da perda dos cabos e dos conectores (fazendo-os com cuidado).

    Dará melhor resultado.

  6. #12

    Padrão

    Citação Postado originalmente por armc_2003 Ver Post
    O ganho máximo do conjunto (antena + "cartão") deve estar em 36 DBM
    O artigo 5º da resolução 397 de 06 de abril de 2005 (2.400 MHz a 2.483,5 MHz ) da anatel diz: "A potência de pico máxima de saída do transmissor não deve ser superior a 1 Watt;"

    PS: 1 Watt = 30db

    O artigo 7º da resolução 397 de 06 de abril de 2005 (2.400 MHz a 2.483,5 MHz ) da anatel diz: "Exceto no caso de sistemas ponto-a-ponto do serviço fixo, equipamentos utilizando tecnologia de espalhamento espectral ou tecnologia de multiplexação ortogonal por divisão de freqüência, que façam uso de antenas de transmissão com ganho direcional superior a 6 dBi, devem ter a potência de pico máxima na saída do transmissor reduzida ... pela quantidade em dB que o ganho direcional da antena exceder a 6 dBi"

    Neon