+ Responder ao Tópico



  1. #145

    Padrão

    Citação Postado originalmente por filzek Ver Post
    Amigo, acho que voce entendeu errado o conceito, para a ANATEL toda mercadoria ainda que seja igual a HOMOLOGADA se não for comercializada por quem HOMOLOGOU não tem valor LEGAL e JURIDICO perante a LEI. Vivemos num pais de burocracia, é assim que vivemos e não vai mudar nunca, esse é um pais ruim de se trabalhar que nos tarifa em mais de 86% de impostos de importação, que diz que faz muito e não faz nada pelo povo, sempro foi assim desde o império.

    Agora, quem homologou assumiu uma responsabilidade junto ao governo, imagina uma NS5 derrubar um sistema de radar, é você quem vendeu que vai responder? o importador informal ou o executivo de fronteira? se a NS queimar ou falhar, aquela mesma velha historia de que o problema foi do cliente e não do produto, que todos conhecem, vai reclamar para quem, ir no procom? comprou sem nota, de palavra e a empresa não cumpre o que prometeu, isso é o mais comum, por isso, a Anatel junto do Ministerio Publico Federal exigem que quaisquer produtos que vierem a ser homologado passam a ser tratados em carater primario de controle, isso requer garantias de funcionamento, risco, segurança, qualidade, na qual a Empresa que realizou a Homologação assume perante a sociedade brasileira referente ao produto.

    Desta maneira, é impossivel dizer, OH, MAIS É O MESMO PRODUTO! não, não é o mesmo produto, não será e será julgado pela Anatel como não Homologado e acarretará as sansões explicitas nos regimentos, o que inclui de imediato a lacração da torra e crime federal.

    É simples, uma empresa assume todo o risco de comercializar um produto, e os muambeiros e importadores informais aproveitam-se disso e andam na sombra dela, viva o brasil, via a anarquia, porém, errado, da mesma forma que não se pode mais importar um carro zero sem ter que refazer a homologação novamente do mesmo, gastando mais de 15 mil reais no processo todo, não se pode importar um produto de telecomunicacao e usar no brasil.

    Uma coisa vai ser boa, ja esta na pauta da CACEX e do Ministerio de Ciencia e Tecnologia a proibição da Importação de quaisquer dispositivos de radiofrequencia acobertados pela resolucao 506 da Anatel que não sejam por Empresas que tiverem homologados os produtos, isso vai acabar de vez com a "putaria" do mercado informal e também os importadores que vivem de sombras e nunca se responsabilizam por nada, o custo vai ficar mais barato e garantido pelos Importadores Oficiais, sendo assim, cumprido o que a Lei obriga a fazer.

    Acho que agora da pra entender o que os Importadores legais sofrem em relação aos executivos de fronteira que não pagam impostos, e os Importadores Alternativos que não garantem nada no final.

    Atenciosamente

    Paulo Filzek
    Gerente de Grandes Empresas
    USAImport
    [email protected]
    Você está dizendo que a homologação só é válida se eu comprar o produto de quem homologou? É isso?

  2. #146

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Você está dizendo que a homologação só é válida se eu comprar o produto de quem homologou? É isso?
    Exatamente isso, ou se comprou de alguém que comprou do distribuidor, mas, para validar será necessário apresentar a nota fiscal de compra original do distribuidor para o provedor ou concessionario.

    O que nós fomos autorizados a fazer pela ANATEL para facilitar todo o processo é listar o MAC ADDRESS original HOMOLOGADO em nosso site, sendo assim, o fiscal da ANATEL pega a Nota Fiscal, e o MAC Address Listado no Equipamento e entra em nosso site e verifica o Nome do Comprador, MAC ADDRESS e para qual Provedor foi licenciado, ou seja, cada empresa que comprar NanoStation ou qualquer outro produto homologado através de nossa empresa, terá que registrar o produto para validar sua Homologação, isto indicará e emitirá um certificado de homologação original, que poderá ser conferido e verificado pelo fiscal.

    Ou seja, controle total do sistema de homologação e certificação dos produtos.

    O provedor que foi comprar os produtos, se a empresa disser que comprou da USAImport ou de sua rede afiliada, basta checar o MAC ADDRESS pelo sistema e registrar seu produto, de forma a autenticar e emitir seu certificado de registro.

    Atenciosamente

    Daniel Manzatto
    Engenheiro de Telecomunicação
    USAImport
    [email protected]



  3. #147

    Padrão

    isso vai encarecer pra kct os preços dos equipamentos, devido à diminuição da concorrência. Não sou contrário a regulamentar a coisa, não sou a favor de fazer vista grossa em relação aos muambeiros atravessando a fronteira, mas queria medidas que possibilitassem mais empresas trazerem de fora por vias legais, ao contrário de simplesmente aumentar a fiscalização encima de produtos importados ilegalmente e não mecher em nada do processo de importação de telecons e informáticos atual.

  4. #148

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Gosulator Ver Post
    isso vai encarecer pra kct os preços dos equipamentos, devido à diminuição da concorrência. Não sou contrário a regulamentar a coisa, não sou a favor de fazer vista grossa em relação aos muambeiros atravessando a fronteira, mas queria medidas que possibilitassem mais empresas trazerem de fora por vias legais, ao contrário de simplesmente aumentar a fiscalização encima de produtos importados ilegalmente e não mecher em nada do processo de importação de telecons e informáticos atual.
    Isso é verdade, veja o exemplo da omni Ideal 15dbi que ta custando R$ 540 em média, enquanto uma da Hyperlink tá custando R$ 330... os NS5 já não são muito baratos, homologados então... é esperar pra ver.



  5. #149

    Padrão

    Citação Postado originalmente por filzek Ver Post
    Exatamente isso, ou se comprou de alguém que comprou do distribuidor, mas, para validar será necessário apresentar a nota fiscal de compra original do distribuidor para o provedor ou concessionario.

    O que nós fomos autorizados a fazer pela ANATEL para facilitar todo o processo é listar o MAC ADDRESS original HOMOLOGADO em nosso site, sendo assim, o fiscal da ANATEL pega a Nota Fiscal, e o MAC Address Listado no Equipamento e entra em nosso site e verifica o Nome do Comprador, MAC ADDRESS e para qual Provedor foi licenciado, ou seja, cada empresa que comprar NanoStation ou qualquer outro produto homologado através de nossa empresa, terá que registrar o produto para validar sua Homologação, isto indicará e emitirá um certificado de homologação original, que poderá ser conferido e verificado pelo fiscal.

    Ou seja, controle total do sistema de homologação e certificação dos produtos.

    O provedor que foi comprar os produtos, se a empresa disser que comprou da USAImport ou de sua rede afiliada, basta checar o MAC ADDRESS pelo sistema e registrar seu produto, de forma a autenticar e emitir seu certificado de registro.

    Atenciosamente

    Daniel Manzatto
    Engenheiro de Telecomunicação
    USAImport
    [email protected]

    Cara isso que você está falando é muito sério, para nós provedores é complicado controlar de onde que veio o equipamento. Espero que isso não seja assim para nós provedores. Ou que não vá pra frente, pelo amor de Deus ter que usar homologado já um desespero, agora ainda ser obrigado a comprar de um só...putts.

  6. #150

    Padrão

    De certa forma não deveria existir esse monopólio de mercado. Uma empresa só autorizada a vender produto? No capitalismo isso não existe. Cadê a concorrência? Provedor vai ter que buscar nas importadoras autorizadas lá do Paraguai então que é bem mais barato.
    Outra coisa, acho que isso num vai acabar com uso de equipamento não homologado nunca. Que provedor que vai pagar o olho da cara em um equipamento só porque é homologado? Obviamente vão procurar de fornecedor mais barato, a Anatel nunca vai correr atrás de cada provedor brasileiro pra analisar irregularidade mesmo...
    Última edição por Xororo; 19-12-2008 às 16:02.