+ Responder ao Tópico



  1. #19

    Padrão

    Meu caro amigos, me corrijam se estiver errado não é padrao da anatel mandar cartas, eles fazem blitz ou atendem denuncia.
    e quando isso acontecem eles vão ate o local pra vistoriar/retirar/lacrar equipamentos, e outra:
    ja vao com aparato policial. Como voce vai apresentar defesa de ação que não foi comprovada?

  2. #20

    Padrão

    Citação Postado originalmente por phinfor Ver Post
    Meu caro amigos, me corrijam se estiver errado não é padrao da anatel mandar cartas, eles fazem blitz ou atendem denuncia.
    e quando isso acontecem eles vão ate o local pra vistoriar/retirar/lacrar equipamentos, e outra:
    ja vao com aparato policial. Como voce vai apresentar defesa de ação que não foi comprovada?
    Das duas uma:
    Ou eles estão querendo mostrar serviço sem gastarem o tempo. O sujeito recebe uma cartinha e se tiver culpa no cartório logo dá um jeito de sumir com tudo. Pronto, vai surtir o efeito que eles querem. MOstrar nos relatórios que estão agindo.

    Ou então querem mesmo é tirar o dinheiro do vivente: vem a cartinha, o sujeito some com tudo e aí apresenta uma defesa dizendo que não tinha nada. eles vão alegar que tinha e por causa da carta a pessoa sumiu com tudo e multam, etc. etc.

    Por favor, não estou dizendo que o amigo que trouxe o problema está fazendo isso.
    Mas ele lá no início ele disse que alguns meses atrás tinha um provedor na casa de um amigo, e que já desativou faz 3 meses.
    Certo que na sua casa nunca teve nada.
    A Anatel deve estar de posse destas informações. Tem até o endereço correto e por isso mandou para a residencia dele.

    E se foi denúncia, esta sugestão de colocar APs dentro de casa e montar uma redezinha particular até que ia bem. Queria ver a cara da fiscalização chegando lá e vendo que é uma rede interna. Não podem fazer nada. E aí vão pensar que a denuncia foi sem fundamento.
    Sei lá, tudo é possivel.



  3. #21

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Das duas uma:
    Ou eles estão querendo mostrar serviço sem gastarem o tempo. O sujeito recebe uma cartinha e se tiver culpa no cartório logo dá um jeito de sumir com tudo. Pronto, vai surtir o efeito que eles querem. MOstrar nos relatórios que estão agindo.

    Ou então querem mesmo é tirar o dinheiro do vivente: vem a cartinha, o sujeito some com tudo e aí apresenta uma defesa dizendo que não tinha nada. eles vão alegar que tinha e por causa da carta a pessoa sumiu com tudo e multam, etc. etc.

    Por favor, não estou dizendo que o amigo que trouxe o problema está fazendo isso.
    Mas ele lá no início ele disse que alguns meses atrás tinha um provedor na casa de um amigo, e que já desativou faz 3 meses.
    Certo que na sua casa nunca teve nada.
    A Anatel deve estar de posse destas informações. Tem até o endereço correto e por isso mandou para a residencia dele.

    E se foi denúncia, esta sugestão de colocar APs dentro de casa e montar uma redezinha particular até que ia bem. Queria ver a cara da fiscalização chegando lá e vendo que é uma rede interna. Não podem fazer nada. E aí vão pensar que a denuncia foi sem fundamento.
    Sei lá, tudo é possivel.


    É eu também queria ver a cara deles, e vou ver com certeza, tenho um roteador wireless dentro de casa, vai ser até engraçado eles chegarem aqui e dizer, onde está sua antena ? Vou mostrar pra eles meu ENCORE, só quero ver oq vão falar.

  4. #22

    Padrão

    Amigos,

    Se a comunicação for verdadeira, é preciso levar em conta varios fatores para a defesa.

    Em primeiro lugar se havia mesmo um provedor clandestino;
    Hávia contrato com algum cliente?
    (se havia ai complica pois se a anatel tiver acesso a um desses contratos a coisa vai ficar dificil, é possivel que a anatel tenha conseguido o endereco do responsavel atraves do contrato se houver).

    Onde era o provedor?
    (provavelmente se a anatel chegou ao endereco do responsavel pelo provedor, deve ter notificado tambem a sede).

    Quando foi desativado?
    (se realmente foi desativado, juntar provas de quando foi desativado).

    Se ele possuia contrato com clientes, pode preparar uma boa defesa mas mesmo assim, se ele provar que já desativou, não vai dar nada pois, não tem auto de infração, não tem flagrante.

    ABraço



  5. #23

    Padrão

    [quote=rogeriosims;367793]Amigos,

    Se a comunicação for verdadeira, é preciso levar em conta varios fatores para a defesa.

    Em primeiro lugar se havia mesmo um provedor clandestino;
    Hávia contrato com algum cliente?

    R: Eu tinha um provedor sim, mas não na minha casa como disse no começo, quanto a contrato nunca fiz nenhum, não tinha nem 5 pessoas na antena

    (se havia ai complica pois se a anatel tiver acesso a um desses contratos a coisa vai ficar dificil, é possivel que a anatel tenha conseguido o endereco do responsavel atraves do contrato se houver).


    Onde era o provedor?
    R: A antena estava na casa de um amigo meu, não chegou nenhuma carta lá, isso que achei estranho.

    (provavelmente se a anatel chegou ao endereco do responsavel pelo provedor, deve ter notificado tambem a sede).

    Quando foi desativado?
    R: Com certeza foi desativado, já faz 3 meses que não tem nada lá, quanto a provas tenho várias testemunhas.
    (se realmente foi desativado, juntar provas de quando foi desativado).

    Valeu Rogério pelos conselhos.

    Obrigado.

  6. #24

    Padrão

    Rsrsrsrsr, tempestade em copo de agua, faza como le dise. Pode responder sem medo.