+ Responder ao Tópico



  1. Bem falado Gilvan. A maioria das empresas não têm técnicos que realmente entendem do negócio, ou que sabem explicar a funcionalidade dos equipamentos que vendem. A maioria só sabe fazer, e mesmo assim porque alguém fez na frente dele várias vezes até ele aprender como se faz. Mas pede pra esse cara explicar porquê é feito assim, ou como pode ser feito em outra situação. Ele não vai saber. Muito provedor de internet tem cara que faz instalação mas nem sabe clicar com o mouse. Um exemplo é um colega meu de sala, estou terminando agora o segundo grau. Ele trabalha em um provedor daqui, faz instalação e tudo mais, mas não sabe nem o que é backbone. Eu passo metade da aula explicando coisas e fazendo esquemas pra ele entender. E o foda é que o cara num tem nem interesse em procurar apostilas, pesquisar na net alguma coisa pra melhorar o desempenho profissional. Pior ainda é o provedor que contrata esses "técnicos".

    Se for pra fazer que faça direito.

  2. Gilvan, desta vez concordo com você em gênero, número e grau!!!!

    Abs.



  3. Vendedor prá ser bom mesmo, precisa frequentar o forum.
    Ler, trocar idéias e assim sentindo que a prática é fundamental. Ver que os comentários dos foristas é muitas vêzes bem diferente daquilo que ele recebe num treinamento de uma semana.

    Logicamente que um conhecimento bem embasado, principalmente se feito numa instituição conceituada vai ser de enorme valia.
    Muita coisa que às vezes falam aqui, para mim é grego, e aí tenho que ir atrás para descobrir alguns detalhes que seriam básicos.
    Por isso que só na prática, como autodidata a coisa demora a evoluir. Mas não podemos ficar parados.

    Esta, de apoiarmos associações é fundamental.
    Eu recebi o convite deste encontro mas com só dois dias de antecedência. Mas valeu, pois assim fiquei sabendo que perto de mim tem uma entidade para nos apoiar. Vou procurar me associar.


  4. Meu comentário no texto SEM ACOPLAMENTO, não visava discutir este ou aquele fornecedor, mas sim o modus operante do evento. Eu não estava ali para policiar os conteúdos, não acho que eu devesse fazer comentários críticos sobre os produtos apresentados. Nem eu nem ninguém. Seria grosseiro.
    Ao expor minha opinião aqui sobre o desenlace do evento, penso em contribuir para o enriquecimento do mesmo. Sei que a critica sem uma proposta é mais destrutiva que construtiva, então aqui vai uma idéia.
    E se as associações criassem o SELO DE HOMOLOGAÇÃO? Vou sustentar a minha idéia usando como exemplo o pouco que eu domino que é o produto chamado antena.
    A Anatel homologa qualquer antena. A Anatel homologa sem informar o valor de algumas constantes importantíssimas em uma antena, como a figura de ruído, a eficiência da antena, a impedância da antena na forma complexa, a resistência ao vento, etc. A Anatel informa o ganho e o ângulo de abertura da antena. Só este dado é muito pouco. E tem ainda o problema da homologação dos radinhos.
    E se as associações cobrassem dos fabricantes ou representantes, pelo seu selo de homologação? Não precisa ser os valores absurdos de uma homologação. A GEENGE onde eu trabalho, teria muito prazer em colocar este selo sobre os seus produtos.
    Olha as conseqüências geradas:
    1) Proteção de mercado.
    2) Proteção do seu associado.
    3) Enriquecimento econômico da associação.
    4) Aperfeiçoamento na qualidade dos produtos.
    5) Catálogos técnicos mais completos e úteis.
    6) Um parque instalado de melhor qualidade.

    QUAL É A OPINIÃO DE VOCES?

    Tenho a tendência prosaica de ás vezes ser um pouco chulo, por isso sou colocar aqui um pensamento filosófico de um peão de estância. Qualquer semelhança é mera coincidência.
    EM OBRAS GROSSEIRAS, MEIO PALMO O PREGO PUXA.
    Gilvan



  5. Citação Postado originalmente por GilvanEnriconi Ver Post

    Meu comentário no texto SEM ACOPLAMENTO, não visava discutir este ou aquele fornecedor, mas sim o modus operante do evento. Eu não estava ali para policiar os conteúdos, não acho que eu devesse fazer comentários críticos sobre os produtos apresentados. Nem eu nem ninguém. Seria grosseiro.
    Ao expor minha opinião aqui sobre o desenlace do evento, penso em contribuir para o enriquecimento do mesmo. Sei que a critica sem uma proposta é mais destrutiva que construtiva, então aqui vai uma idéia.
    E se as associações criassem o SELO DE HOMOLOGAÇÃO? Vou sustentar a minha idéia usando como exemplo o pouco que eu domino que é o produto chamado antena.
    A Anatel homologa qualquer antena. A Anatel homologa sem informar o valor de algumas constantes importantíssimas em uma antena, como a figura de ruído, a eficiência da antena, a impedância da antena na forma complexa, a resistência ao vento, etc. A Anatel informa o ganho e o ângulo de abertura da antena. Só este dado é muito pouco. E tem ainda o problema da homologação dos radinhos.
    E se as associações cobrassem dos fabricantes ou representantes, pelo seu selo de homologação? Não precisa ser os valores absurdos de uma homologação. A GEENGE onde eu trabalho, teria muito prazer em colocar este selo sobre os seus produtos.
    Olha as conseqüências geradas:
    1) Proteção de mercado.
    2) Proteção do seu associado.
    3) Enriquecimento econômico da associação.
    4) Aperfeiçoamento na qualidade dos produtos.
    5) Catálogos técnicos mais completos e úteis.
    6) Um parque instalado de melhor qualidade.


    QUAL É A OPINIÃO DE VOCES?


    Tenho a tendência prosaica de ás vezes ser um pouco chulo, por isso sou colocar aqui um pensamento filosófico de um peão de estância. Qualquer semelhança é mera coincidência.

    EM OBRAS GROSSEIRAS, MEIO PALMO O PREGO PUXA.



    Gilvan



    Concordo plenamente,


    ta faltando um Associação que assuma esse papel, tenho certeza que com certificação que seja realmente técnica, definiria os rumos do mercado quanto a qualidade dos produtos






Tópicos Similares

  1. Superposição II ... a saga continua (Curso GEenge)!!!!
    Por jodrix no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 10
    Último Post: 31-03-2009, 10:38

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L