+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por sapucaia Ver Post
    JHONNE! Não seria "DIODO" Varicap?

    Sei bem que é um capacitor váriável, de cima parece até a bandeira do japão, um retangulo com o circulo no meio. Esse círculo é um parafunso no qual se pode ajustar a capacitância aproximando ou separando as placas

  2. Esse tópico de evitou muito paradigmas errados. Não fosse as discussões aqui eu ia ficar apontando uma antena na outra com a maior precisão possível; quando na verdade um pequeno desvio evita o ruído e melhora a conexão; agora dá até para sintonizar a antena (não sei como)*. Aqui tá rendendo fruto bom pra mim.
    Outro dia aconteceu algo interessante: fiz um teste num cliente em que estando um ap(cliente) e meu celular num ponto em que EU podia ver a antena (uma árvore perto) não via sinal ou era péssimo; passando umas 3 paredes e tendo uma janela que abria para o lado oposto à antena (já não podia vê-la) tive sinal fraco co celular e melhora navegável no AP. Tenho muito o que aprender nessa área.

    * Apesar do circuito tá na mão e com breve instrução, sendo eu iniciante em rádio, não sei para onde ir. Acho que é como dar um GPS para que não conhece latitude e longitude nem tem hábito com mapas.



  3. Depois do site que o Magal nos passou pra ler, as coisas clarearam mais pra mim (eu acho). Então, tive a seguinte idéia:

    Se eu colocar dois resistores variáveis na conexão com a antena (em em série com o cabo e outro em paralelo), ajustando os dois eu poderia alterar a impedância da antena e assim sintonizá-la, fazendo um perfeito casamento de impedância?

  4. Citação Postado originalmente por jpjust Ver Post
    Depois do site que o Magal nos passou pra ler, as coisas clarearam mais pra mim (eu acho). Então, tive a seguinte idéia:

    Se eu colocar dois resistores variáveis na conexão com a antena (em em série com o cabo e outro em paralelo), ajustando os dois eu poderia alterar a impedância da antena e assim sintonizá-la, fazendo um perfeito casamento de impedância?
    Caraca, Just, é exatamente assim que funciona um acoplador de antenas para uso nas frequencias mais baixas.
    E lá como usamos potencias mais altas, os capacitores variáveis são bem parrudinhos. Há um bom distanciamento entre as paletas do variável.
    Uma vêz tive uma estação com 1KW e o acoplador tinha variável que entre as paletas quase 5mm de espaçamento.

    Nestas potências que usamos é bem provável que se consiga alguma coisa bem compacta junto da antena.
    O Gilvan com a palavra. Mas ele não responde a não ser com mais charada.



  5. Acho que o Gilvan na verdade já deu 03 dicas importantes:


    1 - Que a impedância (cojunto definido por capacitância, indutância, resistência) não é correta nessas antenas baratas necessitando ser ajustada de alguma forma pelo técnico;

    2 - Que o comprimento do cabo é um item que se pode alterar para realizar um melhor acoplamento;

    3 - Que o lóbulo de irradiação da antena pode "distorcer" ou "entortar", caso a mesma esteja energizada.






Tópicos Similares

  1. Superposição II ... a saga continua (Curso GEenge)!!!!
    Por jodrix no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 10
    Último Post: 31-03-2009, 10:38

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L