Página 5 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por sergio Ver Post
    Aquele mesmo exemplo que te passei no outro post serve para isso, só irá mudar a rede a ser roteada.
    Sergio, leva a mal não mas estou doido para saber que exemplo foi este, tem muita gente querendo saber mas não encontrei, posta um link aí.

  2. Citação Postado originalmente por rrinfor Ver Post
    Jóia! com o artigo do alexandre ja peguei a ideia de como rotear entre o Router Cisco e a RB1000, para que a RB1000 seja responsável pelas outras subnet, mas teria como alguem postar um pequeno exemplo de como aplicar isso no mikrotik levando em conta a RB1000 --> PTP -->> RB1 -->> cliente

    desculpe o abuso, mas basta um exemplo o resto eu bato cabeça!
    abraços
    Vamos ao exemplo

    Obs ( No exemplo que descrevo abaixo o PTP entre a RB1000 e a RB1 deve esta em BRIDGE transparente )

    A operadora lhe passa primeiramente um endereço de Wan
    e em seguida os endereços de LAN onde estão seus ip´s válidos!

    WAN
    EMBRATEL RB1000
    200.200.123.10/30 <== GW WAN 200.200.123.11/30
    LAN 200.150.240.1/27


    Endereços Embratel Cliente

    200.150.240.0/24
    200.150.241.0/24
    200.150.242.0/24

    Aqui digamos que vc queira usar ai 10 RB´S para distribuir ip´s válidos aos clientes que estiverem atras delas, primeiramente deveria rotear esses 10 Ip´s válidos para suas RB´S que por sua vez iram rotear ip´s válidos do mesmo range ou não para os clientes, ( Particurlarmente não sei nem porque, mas creio que por paranóia ou qualquer outra coisa eu não gosto de usar o mesmo bloco de ip´s que uso em servidores para clientes finais, sempre preferi usar outro mesmo que fique sobrando mais ip´s sem uso só para servidores ) mas nada impede que você use.

    Nesse exemplo vamos pegar o primeiro bloco e determina-lo para uso nas RB´S vamos quebrar essa classe de ip´s em um bloco que tem 30 ip´s disponíveis, usaremos apenas 10.
    200.150.240.1/27 LAN RB1000

    RB433-1 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-2 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-3 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-4 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-5 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-6 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-7 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-8 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-9 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-10 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1

    Feito esse primeiro procedimento chega a hora que parece tão temível,
    porém nada de complicado, em cada RB da classe de ip´s
    200.150.240.1/27 vamos criar uma rota para os ip´s válidos dos blocos que sobraram

    Na RB100 iremos dizer o seguite para ela o seguinte

    A RB433-1 COM IP DE WAN 200.150.240.2/27 deve atribuir aos clientes conectados a ela a classe de ip´s
    200.150.241.1/28

    A RB433-2 COM IP DE WAN 200.150.240.3/27 deve atribuir aos clientes conectados a ela a classe de ip´s
    200.150.241.16/28

    RB1000
    add comment="" disabled=no distance=1 dst-address=200.150.241.1/28 gateway=200.150.240.2 scope=30 target-scope=10
    add comment="" disabled=no distance=1 dst-address=200.150.241.16/28 gateway=200.150.240.3 scope=30 target-scope=10

    E assim por diante... até quantas RB´S ou servidores estiverem atras da sua RB1000
    que é o seu roteador principal ela é a WAN de toda a sua rede.


    Vamos as RB´S não irei fazer uma por uma, apenas duas já é o bastante.


    RB433-1
    WAN 200.150.240.2/27 ( TEM COMO GW A RB100 QUE ESTÁ COM END DE WAN 200.150.240.1 )
    LAN 200.150.241.1/28 ( ONDE OS SEUS CLIENTES FICARAM PENDURADOS )

    Então nos clientes da RB433-1 fica o seguinte:

    CLIENTE 1
    IP 200.150.241.2
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.1

    CLIENTE 2
    IP 200.150.241.3
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.1

    CLIENTE 3
    IP 200.150.241.3
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.1

    E assim por diante

    Tudo passando sem nenhum NAT.

    Essa rede que fizemos tem os endereços
    200.150.240.2 <== WAN DA RB433-1 ( GW 200.150.240.1 RB1000 )
    255.255.255.240 <== Mascara de rede
    200.150.241.14 <== Esse é o ip do seu ultimo cliente
    200.150.241.15 <== Aqui acaba os ips da sua RB ( para mais ip´s basta subdividir novos blocos
    ou mesmo utilizar outros ips do mesmo bloco que não foi usado ainda, depede da sua vontade x necessidade.

    ###############################################################################################


    RB433-2
    WAN 200.150.240.3/27 ( TEM COMO GW A RB100 QUE ESTÁ COM END DE WAN 200.150.240.1 )
    LAN 200.150.241.16/28 ( ONDE OS SEUS CLIENTES FICARAM PENDURADOS )

    Obs ( veja que nesse ponto utilizamos o primeiro ip do range que dividimos depois do
    broadcast da RB433-1 o ip com final 15 não é utilizado ele delimita o final da rede
    da primeira RB433-1, então na segunda a rede começa a partir de 16 e vai até 30
    totalizando mais uma SUB-NET )

    Então nos clientes da RB433-2 fica o seguinte:

    CLIENTE 1
    IP 200.150.241.17
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.16

    CLIENTE 2
    IP 200.150.241.18
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.16

    CLIENTE 3
    IP 200.150.241.19
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.16


    O mais importante é lembrar que não se pode errar na hora das subdivisões dos blocos
    que a operadora repassa, seguindo esses principios é bem tranquilo sem qualquer transtorno
    acho que ficou claro, heheheh eu acho!!!
    Qualquer coisa poste ai novamente, atualmente ando muito ocupado e quase sem tempo
    de frequentar o forum, mas na medida do possível estamos ai.
    Última edição por Michael; 25-02-2009 às 19:28.



  3. Citação Postado originalmente por Michael Ver Post
    Vamos ao exemplo

    Obs ( No exemplo que descrevo abaixo o PTP entre a RB1000 e a RB1 deve esta em BRIDGE transparente )

    A operadora lhe passa primeiramente um endereço de Wan
    e em seguida os endereços de LAN onde estão seus ip´s válidos!

    WAN
    EMBRATEL RB1000
    200.200.123.10/30 <== GW WAN 200.200.123.11/30
    LAN 200.150.240.1/27


    Endereços Embratel Cliente

    200.150.240.0/24
    200.150.241.0/24
    200.150.242.0/24

    Aqui digamos que vc queira usar ai 10 RB´S para distribuir ip´s válidos aos clientes que estiverem atras delas, primeiramente deveria rotear esses 10 Ip´s válidos para suas RB´S que por sua vez iram rotear ip´s válidos do mesmo range ou não para os clientes, ( Particurlarmente não sei nem porque, mas creio que por paranóia ou qualquer outra coisa eu não gosto de usar o mesmo bloco de ip´s que uso em servidores para clientes finais, sempre preferi usar outro mesmo que fique sobrando mais ip´s sem uso só para servidores ) mas nada impede que você use.

    Nesse exemplo vamos pegar o primeiro bloco e determina-lo para uso nas RB´S vamos quebrar essa classe de ip´s em um bloco que tem 30 ip´s disponíveis, usaremos apenas 10.
    200.150.240.1/27 LAN RB1000

    RB433-1 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-2 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-3 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-4 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-5 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-6 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-7 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-8 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-9 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-10 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1

    Feito esse primeiro procedimento chega a hora que parece tão temível,
    porém nada de complicado, em cada RB da classe de ip´s
    200.150.240.1/27 vamos criar uma rota para os ip´s válidos dos blocos que sobraram

    Na RB100 iremos dizer o seguite para ela o seguinte

    A RB433-1 COM IP DE WAN 200.150.240.2/27 deve atribuir aos clientes conectados a ela a classe de ip´s
    200.150.241.1/28

    A RB433-2 COM IP DE WAN 200.150.240.3/27 deve atribuir aos clientes conectados a ela a classe de ip´s
    200.150.241.16/28

    RB1000
    add comment="" disabled=no distance=1 dst-address=200.150.241.1/28 gateway=200.150.240.2 scope=30 target-scope=10
    add comment="" disabled=no distance=1 dst-address=200.150.241.16/28 gateway=200.150.240.3 scope=30 target-scope=10

    E assim por diante... até quantas RB´S ou servidores estiverem atras da sua RB1000
    que é o seu roteador principal ela é a WAN de toda a sua rede.


    Vamos as RB´S não irei fazer uma por uma, apenas duas já é o bastante.


    RB433-1
    WAN 200.150.240.2/27 ( TEM COMO GW A RB100 QUE ESTÁ COM END DE WAN 200.150.240.1 )
    LAN 200.150.241.1/28 ( ONDE OS SEUS CLIENTES FICARAM PENDURADOS )

    Então nos clientes da RB433-1 fica o seguinte:

    CLIENTE 1
    IP 200.150.241.2
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.1

    CLIENTE 2
    IP 200.150.241.3
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.1

    CLIENTE 3
    IP 200.150.241.3
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.1

    E assim por diante

    Tudo passando sem nenhum NAT.

    Essa rede que fizemos tem os endereços
    200.150.240.2 <== WAN DA RB433-1 ( GW 200.150.240.1 RB1000 )
    255.255.255.240 <== Mascara de rede
    200.150.241.14 <== Esse é o ip do seu ultimo cliente
    200.150.241.15 <== Aqui acaba os ips da sua RB ( para mais ip´s basta subdividir novos blocos
    ou mesmo utilizar outros ips do mesmo bloco que não foi usado ainda, depede da sua vontade x necessidade.

    ###############################################################################################


    RB433-2
    WAN 200.150.240.3/27 ( TEM COMO GW A RB100 QUE ESTÁ COM END DE WAN 200.150.240.1 )
    LAN 200.150.241.16/28 ( ONDE OS SEUS CLIENTES FICARAM PENDURADOS )

    Obs ( veja que nesse ponto utilizamos o primeiro ip do range que dividimos depois do
    broadcast da RB433-1 o ip com final 15 não é utilizado ele delimita o final da rede
    da primeira RB433-1, então na segunda a rede começa a partir de 16 e vai até 30
    totalizando mais uma SUB-NET )

    Então nos clientes da RB433-2 fica o seguinte:

    CLIENTE 1
    IP 200.150.241.17
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.16

    CLIENTE 2
    IP 200.150.241.18
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.16

    CLIENTE 3
    IP 200.150.241.19
    MASC 255.255.255.240
    GW 200.150.241.16


    O mais importante é lembrar que não se pode errar na hora das subdivisões dos blocos
    que a operadora repassa, seguindo esses principios é bem tranquilo sem qualquer transtorno
    acho que ficou claro, heheheh eu acho!!!
    Qualquer coisa poste ai novamente, atualmente ando muito ocupado e quase sem tempo
    de frequentar o forum, mas na medida do possível estamos ai.
    Olá Michael!

    Muitíssimo obrigado pelo esquema de roteamento que vc postou :-) eu ja havia feito um esquema seguindo o conceito de um post anterior (by sergio) e tbm do blog do alexandre que fala sobre divisao de redes em sub-redes, o conteúdo desses citados me deram bastante entendiento de roteamento estatico, mas o seu post me abriu mais a mente sobre o assunto e sua aplicação principalmente, vou estudar com mais atenção o que vc postou, até instalei no wine uma ferramenta (Packet Tracer 4.11) da cisco para testar melhor esquemas de roteamento estatico e outros, fiquei de postar resutados na sengunda-feira que passou mas a embratel ainda nao me passou os ips prometidos e pediram mais 7 dias úteis para tal, desde já muito grato e por-favor nao esqueça desse tópico, pois estarei aqui postando dúvidas novidades e resutados dos testes de implementação.

    Agraços
    Última edição por rrinfor; 25-02-2009 às 20:23.

  4. Citação Postado originalmente por rrinfor Ver Post
    Olá Michael!

    Muitíssimo obrigado pelo esquema de roteamento que vc postou :-) eu ja havia feito um esquema seguindo o conceito de um post anterior (by sergio) e tbm do blog do alexandre que fala sobre divisao de redes em sub-redes, o conteúdo desses citados me deram bastante entendiento de roteamento estatico, mas o seu post me abriu mais a mente sobre o assunto e sua aplicação principalmente, vou estudar com mais atenção o que vc postou, até instalei no wine uma ferramenta (Packet Tracer 4.11) da cisco para testar melhor esquemas de roteamento estatico e outros, fiquei de postar resutados na sengunda-feira que passou mas a embratel ainda nao me passou os ips prometidos e pediram mais 7 dias úteis para tal, desde já muito grato e por-favor nao esqueça desse tópico, pois estarei aqui postando dúvidas novidades e resutados dos testes de implementação.

    Agraços
    Valeu rrinfor

    Revendo o tópico encontrei um erro corrigido abaixo com relação aos ips das RB´s !

    RB433-1 200.150.240.2/27 GW 200.150.240.1
    RB433-2 200.150.240.3/27 GW 200.150.240.1
    RB433-3 200.150.240.4/27 GW 200.150.240.1
    RB433-4 200.150.240.5/27 GW 200.150.240.1
    RB433-5 200.150.240.6/27 GW 200.150.240.1
    RB433-6 200.150.240.7/27 GW 200.150.240.1
    RB433-7 200.150.240.8/27 GW 200.150.240.1
    RB433-8 200.150.240.9/27 GW 200.150.240.1
    RB433-9 200.150.240.10/27 GW 200.150.240.1
    RB433-10 200.150.240.11/27 GW 200.150.240.1






Tópicos Similares

  1. Respostas: 13
    Último Post: 07-07-2011, 12:14
  2. Problema para acessar outra RB na Rede!
    Por rjmathias no fórum Redes
    Respostas: 9
    Último Post: 30-09-2010, 22:40
  3. Respostas: 4
    Último Post: 04-11-2009, 07:40
  4. Estou para enlouquecer com lentidão na rede!!! Squid?
    Por CEP no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 20-01-2006, 21:25
  5. problemas para bloquear o MSN na rede
    Por noir no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 15
    Último Post: 09-09-2004, 11:12

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L