Página 4 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234
+ Responder ao Tópico



  1. #19

    Padrão

    Citação Postado originalmente por abelardo Ver Post
    Coeficiente de reflexão é uma forma simplificada de medir de quão perfeito é o acoplamento do conjunto de transmissão. Quando se transmite um sinal de RF produzido por um equipamento qualquer imperfeição no cabo , na antena ou no conector leva a ter um retorno (reflexão) do sinal. Esta reflexão significa que parte do sinal não vai ser transmitido. Um sistema irradiante (cabo, conectores e antena) perfeito teria ROE = 1, ou seja , 100% de transmissão. Isto não existe. Na prática valores de 1.3 a 1.5 em 2.4GHz são bem aceitáveis. O desacoplamento é causado por defeito no cabo , cabo de baixa qualidade, ou se amassarmos o cabo durante a instalação, também é normalmente causado por um conector de baixa qualidade ou um conector montado de forma errada. Todos estes problemas levam a um coef. alto e sinal desperdiçado. Atenção : existem 2 formas de perda sinal num cabo, a mais trivial que é a atenuação causado pela resistência do mesmo, quanto mais fino o cabo maior a atenuação. E a outra perda é por reflexão, esta independe da grossura do cabo, depende mais da qualidade dos produtos e da forma correta da instalção ( ou seja - de evitarmos os problemas acima mencionados no cabo, conector e antena)
    Nas frequencias mais baixas, onde é mais fácil lidar com medidas mais precisas, se dá muita atenção ao comprimento do cabo coaxial para evitar ROE elevada.
    No entanto existem outros autores que acham que não é necessário perseguir um comprimento ideal, quando o transmissor e a antena tem a mesma impedancia. Porém reconhecem que proximidade do solo ou outros objetos pode modificar sua impedancia.

    No caso de querer casar perfeitamente a impedancia e evitando ROe elevada outros sugerem cuidar com carinho do comprimento do cabo.
    O comprimento sempre é multiplos de meia onda. Isto pode ser representado pelo desenho da senoide. Um cabo com comprimento de meia onda , a senoide encaixa certinho no comprimento do cabo e teoricamente não reflete nada.
    Então multiplos de meia onda devem ser tentados no comprimento do cabo.
    Mas já disseram aqui no forum que nestas frequencias mais altas isto é irrelevante.

    Não tenho certeza destes conceitos. Por isso poderíamos debater mais detalhadamente estes conceitos.
    Por ex. é prático o uso de stub em 2.4?

  2. #20
    Moderador Avatar de Magal
    Ingresso
    Mar 2007
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    2.043
    Posts de Blog
    118

    Padrão

    Se tratado dos polêmicos tópicos do Gilvan, o texto abaixo é perfeito:

    O paradigma da complexidade:

    “Pensem em quantas concepções científicas absolutamente novas têm surgido em nossa própria geração, quantos novos problemas têm sido formulados e que jamais foram considerados antes e então, olhe para a brevidade da carreira da ciência (...) É crível que um tal cogumelo de conhecimento, tal crescimento da noite para o dia, possa representar mais que o mais ínfimo lampejo daquilo que o universo realmente provará ser quando adequadamente compreendido? Não! Nossa ciência é uma gota e nossa ignorância, um mar.”

    "William James"


    Citação Postado originalmente por JHONNE Ver Post
    Em mais um post polêmico, o sr GilvanEnriconi falou sobre o coeficiente de reflexão e acoplamento. Sabemos que ele parece dominar o assunto, no entanto, para que possamos aprender, nos deixa a opção de ser autodidata com apostilas complicadas que ora posta ou participar de um curso em Porto Alegre, o que não chegar a ser uma opção para muitos. Assim convido vcs a debater o assunto.

    1 - Como se mede o coeficiente de reflexão?

    2 - Quando ocorre um acomplamento perfeito entre rádio, cabo e antena?

    3 - qual a razão, de ter se definido a impedância de um cabo como 50 ohms, por exemplo?

    4 - Qual a razão entre coeficiente de reflexão e tamanho do cabo?



  3. #21

    Padrão

    Tem razão O RGC8 é um cabo com diâmetro externo igual ao do RGC213, e tem perda ainda menor pois tem o condutor central mais grosso. è um pouco menos flexível que o RGC213. A Datalink tema versão premium do RGC8 que é mais flexível que o RGC8 tradicional.

  4. #22

    Padrão

    Tem um erro na informação, a Aquário usa o cabo DLC58 da Datalink (equivalente ao RGC58) nos pigtails. O RG58 tem perda muito mais alta. Em relação ao ao outro cabo de R$ 79,00 por 100m, não pode ser usado pois é um cabop de 75ohms. O sistema de spread spectrum 2.4 e 5.8 exigem cabos de 50ohms (pode ser o RGC213, RGC8 , RGC58, LMR400 dentre outros.



  5. #23

    Padrão

    Citação Postado originalmente por abelardo Ver Post
    Tem um erro na informação, a Aquário usa o cabo DLC58 da Datalink (equivalente ao RGC58) nos pigtails. O RG58 tem perda muito mais alta. Em relação ao ao outro cabo de R$ 79,00 por 100m, não pode ser usado pois é um cabop de 75ohms. O sistema de spread spectrum 2.4 e 5.8 exigem cabos de 50ohms (pode ser o RGC213, RGC8 , RGC58, LMR400 dentre outros.
    Pois uma das coisas que deve atrabalhar o Willbug.com.br de vender mais antenas, entre outras coisas é o fato de ele entregar as antenas junto com cabo 75ohms de tv. Pois aquela slot dele, trocando para 50 vai bem.