Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão

    Fala mestre 1929....

    A que distancia tu foi com o notebook para fazer a leitura do sinal emitido? porque perto o sinal sempre é forte.
    R. instalei em um cliente aprox. 3,5 km da torre com antena de grade 24 aquario

    E outra coisa, este stub é cortado e acertado para esta determinada antena e para aquele local onde ela está sendo aferida. Se levar para outro lugar, esta aferição pode não ser a mesma. É isso?[/quote]
    R. Perfeito, é isso mesmo.

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Eu fiz com um conector T modelo F. É baratinho e fica fácil com o conector F rosqueado fixar o cabo coaxial.

    A que distancia tu foi com o notebook para fazer a leitura do sinal emitido? porque perto o sinal sempre é forte.

    E outra coisa, este stub é cortado e acertado para esta determinada antena e para aquele local onde ela está sendo aferida. Se levar para outro lugar, esta aferição pode não ser a mesma. É isso?
    E quanto ao preço das antenas, sabe qual a diferenca, ja que tem o mesmo ganho?????

    Abraços.

    Jodrix

  2. #22

    Padrão

    https://under-linux.org/forums/attac...abo-antena.jpg

    KKKKKKKKKKK

    Deve tá tentando receber sinal das sondas espaciais..

    ehehehehhehehe

    Abraços.

    Jodrix



  3. #23

    Padrão

    Citação Postado originalmente por jodrix Ver Post
    Fala mestre 1929....

    A que distancia tu foi com o notebook para fazer a leitura do sinal emitido? porque perto o sinal sempre é forte.
    R. instalei em um cliente aprox. 3,5 km da torre com antena de grade 24 aquario


    E quanto ao preço das antenas, sabe qual a diferenca, ja que tem o mesmo ganho?????

    Abraços.

    Jodrix
    Tu fêz o stub na base ou no cliente?
    Se fêz no cliente, o notebook com o netstumbler ficou onde? Será que eu me posicionei errado então?
    Porque se eu fico próximo ao AP no cliente, o netstumbler dá sempre sinal alto.

  4. #24

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Tu fêz o stub na base ou no cliente?
    Se fêz no cliente, o notebook com o netstumbler ficou onde? Será que eu me posicionei errado então?
    Porque se eu fico próximo ao AP no cliente, o netstumbler dá sempre sinal alto.

    Fiz no cliente e, usei o AP cliente dele pra testar, não uso netstumbler ... o que fiz foi ligar o note via cabo de rede no apcliente e medir o sinal conforme ia cortando o stub...


    Abraços
    Jodrix



  5. #25

    Padrão

    Citação Postado originalmente por castilhos Ver Post
    Ok Jpjust, Não precisa te preocupar, embora o comprimento de onda de 2,4 Ghz é de 12,5cm, sendo 1/4 de onda 3,12 cm(31,5mm). Para saber o comprimento de onda aproximado, é só dividir a velocidade da luz(300.000Km/s),pela freqüência ex: 300.000/2400 Mhz(2.4Ghz) = 125mm ou 12,5cm
    300.000/144 Mhz = 2.083mm ou 2,08 metros(frequencia de 2 metros VHF (usada por rádio amadores).

    Nestas frequências altas como disse , devemos nos preocupar com o comprimento e qualidade do cabo. Importante também é a qualidade da antena e seu R.O.E( potência refletida), conhecida por ondas estacionárias. No nosso site da tecnociência, vais encontrar matérias sobre o assunto: "instalação de antenas 2.4 e 5.8Ghz" e "antena, elemento irradiante"
    abraços
    castilhos
    Obrigado, Castilhos

  6. #26

    Padrão

    Citação Postado originalmente por jodrix Ver Post
    Fiz no cliente e, usei o AP cliente dele pra testar, não uso netstumbler ... o que fiz foi ligar o note via cabo de rede no apcliente e medir o sinal conforme ia cortando o stub...


    Abraços
    Jodrix
    Ok.
    Daí então o que tu mede é o sinal na recepção, em porcentagem e não em dbm.
    Pelo menos no Aprouter não tem opção de medir em dbm. E também não mede o ruído.

    Acertando a recepção, automaticamente a transmissão vai ser acertada também.
    É isso?



  7. #27

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Ok.
    Daí então o que tu mede é o sinal na recepção, em porcentagem e não em dbm.
    Pelo menos no Aprouter não tem opção de medir em dbm. E também não mede o ruído.

    Acertando a recepção, automaticamente a transmissão vai ser acertada também.
    É isso?
    Sim....é isso mesmo..

    Tenho um Aprouter que mede em dbm e porcentagem....

    Abraços
    Jodrix

  8. #28

    Padrão

    Citação Postado originalmente por jodrix Ver Post
    Sim....é isso mesmo..

    Tenho um Aprouter que mede em dbm e porcentagem....

    Abraços
    Jodrix
    Opa, o Ap é Aprouter ou só o firmware.
    Eu tenho Aprouter 6.1 em GTS, Alfa, e Gi-link, mas não achei a opção de medir por dbm.
    Eu configurei eles em WDS, pois como ainda não tenho muitos assinantes por não ter ainda na mão a documentação, não quero abrir geral. Só tenho pessoas mais achegadas. Isto também me ajudou a ir acertando os ponteiros da transmissão. Se eu tivesse começado logo com assinantes eu teria ficado louco. Mas como tudo era testes, ninguém reclamou e até me deram força.
    E WDS está se mostrando muito versátil, só que não dá para abusar, né.
    Mas vou trocar a configuração nos clientes para Ap cliente. SErá que é por isso que não aparece dbm?



  9. #29

    Padrão

    isso é muito para minha cabeça....mas gostei da antena do cara , vai falar com os et´s em marte....kkkkkkk

  10. #30

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Opa, o Ap é Aprouter ou só o firmware.
    Eu tenho Aprouter 6.1 em GTS, Alfa, e Gi-link, mas não achei a opção de medir por dbm.
    Eu configurei eles em WDS, pois como ainda não tenho muitos assinantes por não ter ainda na mão a documentação, não quero abrir geral. Só tenho pessoas mais achegadas. Isto também me ajudou a ir acertando os ponteiros da transmissão. Se eu tivesse começado logo com assinantes eu teria ficado louco. Mas como tudo era testes, ninguém reclamou e até me deram força.
    E WDS está se mostrando muito versátil, só que não dá para abusar, né.
    Mas vou trocar a configuração nos clientes para Ap cliente. SErá que é por isso que não aparece dbm?
    A versão que uso é a 7.3 ptbr e o ap é aprouter mesmo veja:


    https://under-linux.org/forums/attac...1&d=1237386018

    https://under-linux.org/forums/attac...1&d=1237386018

    Abraços

    Jodrix
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         survey.JPG
Visualizações:	761
Tamanho: 	90,4 KB
ID:      	3787   Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         status.JPG
Visualizações:	686
Tamanho: 	34,2 KB
ID:      	3788  




  11. #31

    Padrão

    Lí por aí que as antenas para 2.4Ghz são sintonizadas no canal 6. O comprimento do cabo deve casar com a antena e não com o canal do rádio estou certo?

  12. #32

    Padrão

    Citação Postado originalmente por bjaraujo Ver Post
    Lí por aí que as antenas para 2.4Ghz são sintonizadas no canal 6. O comprimento do cabo deve casar com a antena e não com o canal do rádio estou certo?
    As antenas são construidas para o máximo de rendimento para o meio da faixa de frequencia.
    Então teoricamente o canal 6 seria o ideal. Mas muitos outros fatores fazem com que ela não tenha o melhor rendimento no canal 6. Para mim, na verdade ficou muito melhor no 14. Só que não é liberado pela legislação.

    E quanto a comprimento de cabo, stub, etc. é na maior parte "purismo" da nossa parte.
    Com o menor comprimento de cabo e uma antena de boa qualidade vai resolver.
    Mas tem casos onde fica muito complicado, e aí, fazer o correto casamento de impedância pode ser a diferença entre navegar ou não.
    Mas concordo com o Castilhos, que é um saco trabalhar nestas medidas tão pequenas.
    Só em último caso, mas os princípios são os mesmos para qualquer frequencia.

    Nós incentivemos ao ver o exemplo do radioamador maluco. Imagine o que este sujeito calculou e depois deve ter testado inúmeras vêzes até chegar no resultado que ele queria.



  13. #33

    Padrão

    Pelo que entendi na figura o stub é um pedaço de cabo "solto" no "T" que deve ser cortado para ajustar a "sintonia" é isso? E depois eu deixo ele solto lá? Posso enrola-lo?

  14. #34

    Padrão

    Citação Postado originalmente por bjaraujo Ver Post
    Pelo que entendi na figura o stub é um pedaço de cabo "solto" no "T" que deve ser cortado para ajustar a "sintonia" é isso? E depois eu deixo ele solto lá? Posso enrola-lo?
    é isso.Só que não é solto. É fixado no T e a ponta dele sim é que é livre mas encircuitada quando achar a sintonia certa.
    Eu achei mais fácil usar um T modelo F, pois é simples de conectar. Mas não é para todos os casos não.
    Só vai dar resultados visíveis naqueles casos mais difíceis de recepção.
    Mas não faz milagre também. Se não recebe nada de sinal, não vai adiantar.
    Em situações onde está recebendo bem, acho que não vale a pena o esforço.

    Eu tenho um cabo pronto aqui. Mais tarde passo a mão numa câmera e tiro uma foto e posto.



  15. #35

    Padrão

    Quero muito ver essa foto ;-). O que seria "encircuitada"? Esse stub seria então não um melhorador de ganho mas um "afastador" de interferência (interferômetro, hehe)?


    Off: sabe dizer se o ap WR 542 G tp-link repassa mac com cliente bridge?

  16. #36

    Padrão

    Aqui vão fotos do que eu fiz.

    Aproveitei um conector T modelo F.
    No meu caso eu fiz um comprimento total do coaxial de 120cm, o que corresponde a 10x o comprimento de onda.
    Daí, cortei nos 12cm que é um comprimento de onda e coloquei o conector T

    O pedaço que não tem nada numa das pontas é o stub propriamente dito.
    Tem 36 cm, o que corresponde a 3x o comprimento de onda.
    Este é que vai tirando aos poucos, de 1 em 1 cm e de´pos encircuita.

    Tem um post do Sérgio mais atrás que tem um esquema da geringonça.
    Nesta parte da sintonia, dá uma olhada mais para trás onde tem um post do Jodrix que explica.
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMGP6146-1.jpg
Visualizações:	163
Tamanho: 	138,8 KB
ID:      	3816   Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMGP6147-1.jpg
Visualizações:	158
Tamanho: 	148,2 KB
ID:      	3817  




  17. #37

    Padrão

    Mas o conector F não é de 75 ohms? Os equipamentos Wi-Fi trabalham com 50 ohms.

  18. #38

    Padrão

    Me desculpe a enorme ignorância mas o que seria encircuitar? Fechar um curto, ligar a outro cabo?

    Valew pelas fotos, vou caçar esse conector por aqui.



  19. #39

    Padrão

    Sim, eu também me preocupei com este detalhe dos 75ohms, no início.

    Mas lendo e relendo em alguns sites, como é feito um casamento de impedância, vai ser indiferente, pois com o corte vai se ajustando até a impedancia casar certinho entre o rádio e a antena.

    Pois se no rádio sai 50ohms e na antena tem 50ohms, teoricamente não deveria haver perdas e não seria necessario o acoplamento.
    Mas como objetos próximos e também características dos cabos e conectores podem alterar esta relação, é aí que entra o papel do stub para fazer o correto acoplamento.
    Mas como eu disse antes, se o sinal está bom, o stub não vai resolver muito.
    Eu mesmo não notei muita diferença. E se cortar para menor, vai até piorar. Por isso ele é 3x o comprimento de onda. Se passou do ponto no primeiro comprimento de onda, ainda restam 2x o comprimento para acertar. Por isso vai contando quantas vêzes cortou e se passou, aí acerta o comprimento para 2x e corta igual vezes o que cortou no anterior. É meio complicado expor por escrito mas é mais ou menos isso.

    Quando eu operava bastante no radioamadorismo eu tinha um acoplador de antena com medidor de ROE e então não havia nem a necessidade de se preocupar muito com cabo se era 50 ou 75. O acoplador que era de potenciometro variável, fazia o acoplamento correto. E se sabia que estava correto porque o medidor de ROE indicava a leitura mais baixa da onda refletida.
    Procurando na net eu encontrei tempos atrás medidor de ROE para a frequencia de 2.4. Se existe é porque deve ter fundamento. São uns medidores onde se troca umas pastilhas, para cada faixa de frequencia.
    Mas eu ainda estou no campo experimental com o stub. O Jodrix está mais a par deste assunto e pode nos ajudar.

    Editando: ia me esquecendo, encircuitar é isto sim, unir as pontas do cabo, malha com miolo.

  20. #40

    Padrão

    1929,

    Então encircuitar, seria fechar curto entre o condutor e a malha? como seria feito isso? soldando um ao outro e depois vedando?

    Abraço