+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por rogeriosims Ver Post
    Tirar a exigencia de ser leilão não vejo como, pois se ficar livre como a freq de 2.4 e 5.8 vai virar a mesma coisa, poluição e bagunça.
    Não há outro jeito a não ser por leilão regional, assim cada um teria autorização para usar a faixa em determinada localidade.
    Problema que leilão, vai inflacionar. As teles que estão manipulando a consulta não vão deixar outros entrarem.

  2. Realmente o leilão não deve ser barato para nossos bolsos isoladamente, mas para uma associação ou uma empresa tipo a Unotel já fica mais facil.
    Sobre a manipulação das teles não vi muito isso, nas contribuições inclusive representantes das teles fazem apelos para a liberação da freq.. para as SCM. então acho que essa pressão está sendo mais da parte do governo do que o LOB das telecom propriamente dito.
    Sobre o uso da faixa, não sei se seria muita vantagem das teles arrematar mais uma faixa com as que elas tem da pra fazer o atendimento, elas nao fazem porque não tem interesse. Se eles comprarem essa faixa acho vai ser só dificultar pra os pequenos mesmo, porque usar ela não acredito.

    Abraço



  3. Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Problema que leilão, vai inflacionar. As teles que estão manipulando a consulta não vão deixar outros entrarem.
    Mencionando novamente o leiláo 3,5 Ghz de 2006, para quem não acompanhou, este foi um presente da ANATEL para nós provedores, o edital foi feito para os pequenos, de 10 canais licitados, dois era reservado para lances a nível nacional - se as teles não tivesse conseguido liminares para participar, me diga qual a entidade na época que poderia, acho que somente a GI - os demais canais eram regionalizados pelos ANF ( ou DDD, ex: 63 do tocantins, 61 de Brasília, 11 da Grande São Paulo, etc), Tinhamos 5 anos para pagar, isso mesmo, parcelado em 5 anuidades.

    Espero que formatem novamente nesses moldes, a ANATEL naquela época já sabia que nós é quem de fato fazemos a verdadeira inclusão digital, mas o poder econômico das Teles e sua influência política, fez com que a licitação fosse suspensa e posteriormente cancelada. Agora sabe o que as teles querem? É que a frequência 3,5 Ghz seja exclusiva para as SMP...

    Apesar de tudo colegas, a Agência tá do lado da sociedade e da proliferação das telecomunicações, não podemos somente ver o lado ruim das coisas, acredito que se contribuirmos em massa nessa consulta, o leilão que irá por vir, poderá nos beneficiar, temos exemplos disso (quem não lembra do licenciamento somente da estação de interconexão? Isso foi uma vitória nossa pós consulta pública).

    Abraços,

  4. Kleber, o que eu adimiro é este teu otimismo.

    Precisamos de vêz em quando tomar um banho de otimismo mesmo. Senão a gente acaba pensando só no lado ruim das coisas.
    Pois o que mais se vê é a manipulação das coisas para favorecimento de interesses pessoais escusos.
    Eu vejo, nem tanto a pressão das Teles, mas o interesse do poder central para no futuro barganhar com os grandes. Se a lei favorecer os grandes, mesmo que eles agora não tenham interesse, quem sabe no futuro não haja uma troca de favores?

    Tomara que a Anatel consiga manter sua independência. Pois temos visto alguns diretores serem sumariamente afastados por não concordar com algo.

    Vamos então fazer a nossa parte, participando da consulta.



  5. Rogério,

    Por questões de integridade do conteúdo como fonte confiável, seria possível vc imprimir em PDF a tela de resposta no FOCUS e anexa-la aqui ou envia-la por email? Esse questionamento foi muito inteligente, bem elaborado e não deixou dúvidas, entretanto, teremos fiscais que não terão conhecimento disso e mostrar essa resposta, da forma solicitada poderá evitar muitos aborrecimentos e prejuízos.. Grato!!

    Citação Postado originalmente por rogeriosims Ver Post
    Pessoal finalmente a Anatel respondeu o questionamento. Não foi lá essas coisas a resposta mas dá pra ter uma ideia.

    Vou refazer a solicitação desta vez diretamente a agencia e por carta. assim não terão como enrolar.


    Segue na integra resposta recebida.

    Prezado Sr. Rogério,

    Em atenção aos seus questionamentos realizados via sistema FOCUS, informamos que, com base nas informações encaminhadas via sistema, a placa RouterBoard 433AH isoladamente não é passível de certificação compulsória. Para as placas mães de computadores, os módulos que são passíveis de certificação é quem devem estar devidamente homologados pela Agência. As estações, no entanto, devem estar em conformidade com a legislação vigente para cada tipo de serviço ao qual os equipamentos servirão como plataforma para sua prestação. Por isso, quando do projeto de uma estação ou plataforma para prestação de serviços de telecomunicações, a área competente da Agência que emitiu a outorga para o serviço deverá ser consultada.

    01/06/2009 Solicitação concluída.

    01/06/2009 A Gerência de Certificação informou o seguinte complemento para a providência: Por fim, com relação aos procedimentos quanto a importação de produtos e a sua regularização no Brasil, solicitamos que entre em contato com a Receita Federal do Brasil, a qual poderá lhe esclarecer as dúvidas quanto a sua pergunta 4. Com relação à homologação, o Regulamento aprovado pela Resolução nº 242 é quem estabelece as regras gerais para a homologação de produtos.

    Atenciosamente,

    Gerência de Certificação






Tópicos Similares

  1. Respostas: 2
    Último Post: 11-01-2014, 10:03
  2. Oficio Exigencia Anatel SCM tentetiva Homologação
    Por gabrielgiro no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 19-11-2012, 10:08
  3. Respostas: 9
    Último Post: 28-07-2011, 09:48
  4. Respostas: 1
    Último Post: 24-10-2007, 09:47
  5. Hub ou Switch homologado Anatel. Alguem sabe?
    Por Arcanjo_tc no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 21-06-2007, 19:35

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L