+ Responder ao Tópico



  1. #25

    Padrão

    Eu acho muito complicado querer manter uma rede para atender 12.000 usuários, como é o caso aí, e deixar tudo aberto. É muita falta de profissionalismo.
    Rede em hotspot aberto só é admissível em locais público como rodoviárias, aeroportos ou shopings onde o serviço está ali mais para favorer o usuário em transito.
    Fora isso tem que cercar mesmo com todas as medidas de segurança, o que não parece ser o caso aí.
    Agora, como o Emerson citou, um projeto bem elaborado pode ser o caminho para a integração entre a inclusão digital via administração pública e a iniciativa privada.
    Pelo visto o Emerson tem mais experiencia no assunto. Poderíamos pensar em um modelo de projeto, que atendesse a esta necessidade mas preservasse a iniciativa privada.
    Um dos pontos de cara seria impedir acesso a Orkut e MSN, sites pornô e pedófilos. Tenho a impressão que um senador que gostaria de apoiar isso seria o Magno Malta, que está numa verdadeira caça aos pedófilos. Fazer ele ver o perigo destas infovias amadoras na disseminação da pedofilia, pode ser uma mão na roda. O cara briga mesmo.
    Vamos pensar nisso? Não precisa nada muito extenso, só as linhas gerais que regulamentariam este tipo de serviço.

    Com este projeto em mãos, pode ser que ele e outros bem intencionados, vistam a camiseta e façam com que isso seja uma norma para que o poder central libere verbas para as prefeituras. Senão eles vão liberar de qualquer jeito e aí já viu né, vai virar bagunça mesmo.

  2. #26

    Padrão

    amigo, com equipamentos de qualidade e bons servidores (proxy,dns, autenticação e controlede banda) tenho certeza que não preciza nem de 10 pops pra atender essa cidade, e de forma alguma vão chegar a atender 12.000 pessoas, pois acredito que no maximo 30% da população usa computadores, e ate hoje todos nos sabemos que em wireless quanto menos melhor, porque quero ver como fica a interferencia causada a eles proprios, e usar paineis de 14 e 17 dbi pra atender usuarios a no maximo 300 mtrs, isso é ridiculo, comentei com um cara que trabalha la e ele disse que usam potencia baixa, agora pergunto o minimo do mikrotik (default é 50mw) 50 mw num painel de 17 dbi pra 300 mtrs? isso ta certo? se tiver paro agora e nunca mais quero mecher com isso e nem internet quero mais.



  3. #27

    Padrão

    Citação Postado originalmente por meganett Ver Post
    amigo, com equipamentos de qualidade e bons servidores (proxy,dns, autenticação e controlede banda) tenho certeza que não preciza nem de 10 pops pra atender essa cidade, e de forma alguma vão chegar a atender 12.000 pessoas, pois acredito que no maximo 30% da população usa computadores, e ate hoje todos nos sabemos que em wireless quanto menos melhor, porque quero ver como fica a interferencia causada a eles proprios, e usar paineis de 14 e 17 dbi pra atender usuarios a no maximo 300 mtrs, isso é ridiculo, comentei com um cara que trabalha la e ele disse que usam potencia baixa, agora pergunto o minimo do mikrotik (default é 50mw) 50 mw num painel de 17 dbi pra 300 mtrs? isso ta certo? se tiver paro agora e nunca mais quero mecher com isso e nem internet quero mais.

    mais importante que a potência é a qualidade da antena, para se ter uma idéia com 63 mv tem se em torno de 16dbm e com 1W tem se 30dbm a potência subiu cerca de 15 vezes para nem dobrar o ganho.

  4. #28

    Padrão

    Wimax em 5.8? Essa eu não sabia...



  5. #29

    Padrão

    bom a principio o projeto era fazer todos os ptp em fibra, mas ai acho que ficou muito caro rsrsrsrs e passarama fazer em radio 5,8 mesmo, agora não é porque uma cidade tem 45 mil habitantes aproximadamente 12.000 resedencias e estabelecimentos comerciais que todos vão queerer usufruir da infivia, acredito que em 5 anos ( se é que isso dura todo esse tempo) não terá mais que 5 mil usuarios. bom o negocio éo seguinte ate agora todo mundo falo quase a mesma coisa, eu gostaria que pelo menos os mais esperientes em wireless e roteamento falacem o que achão desse rede.
    o que posso adiantar é que todas as torres possuem uma rb 433 e 4 setoriais hyperlink de 14 e algumas de 17 dbi ( tambem tem algumas torres com radior MRV que recebem o link via fibra optica e convertem em radio frequencia e estão ligados a omnis acho que de 10 ou 12 dbi).
    eu particularmente gostaria de saber se:
    1° a anatel permite que a prefeitura por ser um orgão publico realize esse trabalho sem ter licença scm? ou existe outra licença para esse tipo de rede publica?
    2° a anatel permite que a prefeitura use equipamentos não homologados? ( pois alguns que estão usando não são)
    3° existe algum projeto ou associação de provedores que briga contra isso? ou pelo menos que defenda a tese de que orkut, msn, sites pornograficos e pirataria não tem nada a ver com inclusão digital? po que eu duvido que se derem internet de graça pra um estudante ele ira usar pra pesquisas escolares.
    4° a prefeitura pode passar a cobrar pelo serviço assim como cobra pela agua, esgoto, e outros impostos?
    5° não seria mais justo se a prefeitura abriçe licitação para empresas concorrerem e apenas uma que ganhar a licitação ficar responsavel pelas instalações? em algumas cidades isso acontece mas aqui não.
    6° quanto as instalações esta certo isso de quanto mais pontos melhor?
    fazem ptp em 5,8 e distribuem em 2,4 todas as antenas na vertical e 56 pontos de distribuição numa cidade tão pequena, pra voces terem uma ideia tem locais que tem 3 torrer na mesma rua.
    e como fica a questão da interferencia?
    por enquanto é só. rsrsrrs.

  6. #30

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lipeiori Ver Post
    Wimax em 5.8? Essa eu não sabia...
    Eu tb não podia deixar passar essa!!
    Wimax não e 5,8 e 3,5.
    Bom esse papo de infovia e mole de ser contestado na justiça, so pra um cafézinho.
    Eu não costumo fazer isso mas pode consultar qq advogado decente pra vc ver.

    Rapidim vc trava isso tudo, arruma um advogado que gosta de briga, e que não esteja a venda. Depois que o projeto for implantado, voce impetra uma ação civil pública obrigando a prefeitura a pagar sua conta de agua, luz, taxa de lixo e afins, depois do 1° despacho do Juiz, antes da audiencia vc junta tudo que vc tiver sobre o projeto, folder, contrato, propaganda tudo mesmo alegando e claro que se a prefeitura da internet tem que dar pelo menos a luz pra funcionar a internet. E lógico que o juiz vai negar né! imagina se ele vai obrigar a prefeitura a pagar suas contas.
    So um detalhe, quando for impetrar a ação fazer um atestado de pobreza. Pra não pagar as custas processuais!
    Ok, agora com o despacho do Juiz na mão, em favor da prefeitura, dizendo que ela não pode pagar suas contas e blablablabla, vc impetra outra ação, agora acusando a prefeitura de Irresponsabilidade Fiscal , pra quem não quiser ler a matéria, e uma Lei de 2001, que obriga a prefeitura a gastar so o necessário. Pronto, agora o prefeito pra não se enrrolar vai ter que colocar um custo no acesso, seja ele qual for se for R$1,99 ele ja está explorando o SCM sem registro e voula, e so entregar ele pra ANATEL.

    Demora? Sim!
    Vale a Pena? Talvez, isso e vc quem sabe. a unica coisa que eu sei e que tem que ter disposição pra brigar e coragem, pq a reeleição desse prefeito provavelmente depende disso, e ele quer sim mamar na teta mais quatros anos!

    E em relação a ligar escolas e postos fala sério né!! qq tec da microlins sabe que muitas fromas de fazer isso sem sair dando acesso pra geral!