Pelo que vejo, o futuro do MySQL não será negro...
A Oracle quer um software livre para afogar outros concorrentes como o PostgreSQL ou o FireBird.
Não sei o quanto ele será aberto aos desenvolvedores, mas certamente não deixará de ser livre.
Outra coisa é matar algo que já tem código distribuído em milhares de computadores, basta um pouco de boa vontade dos usuários, renomear o MySQL e seguir em frente...