Página 3 de 10 PrimeiroPrimeiro 12345678 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #13

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Nks Ver Post
    oba,, desulpe a minha ignorancia, mais o que eh ack!? como resolvo isso!?
    abracos

    ack, deve ser cabo em curto, aqui antes nós não soldava os conectores, ai tinha esse problema direto, ai agora estamos soldando os conectores ai amenizou uns 90%.

  2. #14
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Nks Ver Post
    oba,, desulpe a minha ignorancia, mais o que eh ack!? como resolvo isso!?
    abracos
    Amiguinho,

    "ack" ou "acknowledgment" é uma comunicação bi-direcional entre dois equipamentos em que um transmite e o outro responde (no caso de ter recebido). "Ack" alto é equivalente a latência alta em rede de dados (entre origem e destino do famoso ping)... quanto mais alto o ack mais ruim é o sinal. Entendeu?



  3. #15

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Amiguinho,

    "ack" ou "acknowledgment" é uma comunicação bi-direcional entre dois equipamentos em que um transmite e o outro responde (no caso de ter recebido). "Ack" alto é equivalente a latência alta em rede de dados (entre origem e destino do famoso ping)... quanto mais alto o ack mais ruim é o sinal. Entendeu?
    olá marcelo, ack (Acknowledge) sinal eletrônico de reconhecimento usado em transmissões de dados (entre computador e impressora por exemplo), para informar status: "pode enviar mais dados", "não recebi", etc.
    só nao sei direito o que siginifica ack em 30, ack em 150, isso é tempo, volume, qual a quantificação disso, prq eu lembro que disseram que pra distacias longas ,nao lembro onde vi, mas um enlace de 30 e poucos km eles tiveram que setar o ack em um numero bem alto, (2xx) pra haver comunicação.

  4. #16

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lioneinformatica Ver Post
    ack, deve ser cabo em curto, aqui antes nós não soldava os conectores, ai tinha esse problema direto, ai agora estamos soldando os conectores ai amenizou uns 90%.
    trabalha com qual cabo amigo e qual conector?



  5. #17

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Olha,

    o cartão mais robusto que usei até hoje é o Senao NL-2511CD Ext2. Nesse já vi 80 simultâneos, mas com clientes a baixas velocidades (128K e 200K). Para 512Kbps não vai ser possível. Também já tentei implementar com clientes de 400K e 500K, mas somente fica bom até uns 30 simultâneos, depois disso latência alta e perda de pacotes.
    Éra justamento o que eu ia dizer, tenho saudades desses cartões, primeiro que eu achava lindo eles num PC-AP, mas infelizmente acabou, esses sim aguentava porrada! Agora respondendo a pergunta do amigo do fórum: É o seguinte, já testei tudo quanto foi cartões com RB e PC-AP, e o melhor numero de conexões simultâneas foi mesmo com 30 clientes em cada miniPCI, tanto em miniPCI como placas PCI (D-link, TP-link, Greatek entre outros...). Aconselho a mesma coisa que o nosso colega fernandofiorentinn falou, coloque sempre RB´s a mais de acordo com a necessidade, pois lembre-se que você está com o cartão modulando a 11Mbps que é o trafego que você pode passar nesse cartão e ainda sim 30 mantera um nivel bom de qualidade ao cliente, pois temos que pensar neles, a gente mesmo reclama que as Telecoms só querem ganhar lucros colocando mais e mais clientes pendurados nos seus links, no que acaba acarretando seus backbones, nós temos que preservar ao maximo a qualidade das nossas conexões, pois infelizmente ainda somos mal vistos por muita gente, então é sempre bom mantermos um nivel de clientes nesses cartões que não comprometam o restante da rede, caso haja a necessidade de por mais clientes o negóçio é por mais painéis em polarização invertida e mais miniPCI´s e RB´s para não comprometer a qualidade do serviço!

  6. #18
    xargs -n 1 kill -9 Avatar de sergio
    Ingresso
    Jan 2004
    Localização
    Capital do Triângulo
    Posts
    5.202
    Posts de Blog
    9

    Padrão

    Pessoal venhamos e convenhamos... mesmo que o xr2 seja O CARTÃO, ele ainda continua a ser padrão 802.11.

    Citação Postado originalmente por maia
    Em um ambiente multiponto no cenário mais comum que é o 802.11b, temos uma velocidade nominal máxima de 11 mbps, podendo fazer fallback para 5.5, 2 e 1 mbps. Quando se trabalha em 11 mbps pode-se provar que, considerando pacotes médios de 512 bytes, o máximo de troughput real que se consegue é 7 mbps para tráfego UDP e 6 mbps para tráfego TCP. Isso é tudo que um cartão feito pela Ubiquiti, pela Cisco ou pelo Xing-Ling pode dar e diga-se ainda que em half duplex!

    Esse troughput agregado máximo vale para um ambiente multiponto onde TODOS os clientes estão modulando a 11 mbps, ou seja, tem uma capacidade máxima de canal de troca com o AP de 11 mbps (6 a 7mbps real). Nesse caso todos os clientes tem peso 1 para disputar essa banda agregada e será extraido o máximo desempenho do cartão. Quando na mesma célula temos clientes modulando com taxas mais baixas o "peso" desses clientes é maior.

    Assim em uma célula em que tinhamos 10 clientes modulando a 11 mbps podiamos dizer que a banda agregada poderia ser dividida pelos 10 clientes igualmente, ou seja, cada um deles teria teoricamente a chance de chegar a cerca de 700 kbps caso todos estivessem demandando os mesmos recursos. Quando um mísero cidadão dessa célula por qualquer motivo passa a modular a 1 mbps, ele sozinho passa a gastar 11 vezes mais o tempo do Ap que os outros clientes e portanto podemos dizer que tem peso 11 na conta. Ou seja, nossa célula tem para entregar os mesmos 7 mbps mas agora enxerga 9 + 11 = 20 clientes, ou seja agora para atender o cidadão com velocidade ruim ela gasta 11 vezes mais o tempo que gasta com outros clientes e como todo mundo é tratado igual pode agora obter somente 350 kbps.

    Isso é só o que acontece no meio Wireless entre cliente e AP e aí começam a aparecer um monte de outros problemas relacionados a uma topologia de rede inadequada, falta de controles efetivos de acesso e de banda, broadcasts excessivos, etc, etc.
    Então como podemos ter por exemplo: 60x128 (60 clientes multiplicado por 128 kbps)=7680kbps em apenas um cartão? e ainda funcionando perfeito? Mesmo que conseguissemos a situação ideal (o que é praticamente impossível) não teríamos banda disponível.

    Quanto ao SENAO 2511, sim era "excelente", pois não possuia feature nenhuma, portanto mascarava todos os problemas da rede (sinal ruim no cliente, instalações inadequadas, etc, etc). Era o sonho de consumo de todo montador de antena "porco", pois sempre mostrava que seu serviço era bom.