Resultados da Enquete: Você utiliza Cache Full ?

Votantes
117. Você não pode votar nesta enquete
  • Sim

    79 67,52%
  • Não

    38 32,48%
Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão

    Amigo, aqui no meu caso é o seguinte.
    Tenho um link de 2MB full, tenho uma torre com 4 cartoes 2.4 B/G e 4 antenas setoriais OIW de 90.

    Tenho mais uma repetidora com outro cartao 2.4 B/G, e aproximadamente 155 clientes.

    As vezes dá de 70 a 80 conectados simultaneamente, meu link fica em 1800k 1900k..... e a saída do servidor, com o cache full, fica em 3.4MB....3.0MB.....cada cartao nao passa de 1MB, é raro, agora 10MB em um cartão B nunca ví.
    Aqui nao tive problemas com tráfego devido minha quantidade de clientes, mas também estou montando mais duas repetidoras em minha cidade para "desafogar" meus cartões.

    Respondendo sua pergunta, com certeza vale a pena ter um cache full, isso se você tiver uma rede bem estável e várias repetidoras para não "afogar" sua rede.

    Abraço.

  2. #22
    Patrocinador Avatar de edcomrocha
    Ingresso
    Aug 2007
    Localização
    São Paulo, Brazil, Brazil
    Posts
    840

    Padrão

    Citação Postado originalmente por alexandrecorrea Ver Post
    juntamente com o cachefull vc pode colocar uma regra pra limitar o cachefull somente por tamanho.. por ex..

    os 2MB iniciais.. vai pelo cachefull.. o resto.. vai pela conexao do cliente...

    Alexandre tem como vc dar uma dica onde se faz essa regra, eu acho que é no mangle, mais nao sei se é foward, prerouting ou postrouting, se você ou alguem que saiba puder da uma ajuda

    Agradecido desde ja

    Abraços a todos



  3. #23

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Raniel Ver Post
    Olá meu caro,
    O que eu costumo fazer é o seguinte:
    1º - meço o tráfego geral que a rede trafega;
    2º - faço uma análise do comportamento dos navegantes;
    3º - libero uma velocidade sendo que deixo uma sobra para não acarretar este tipo de problema.

    Exemplo:
    Minha rede trafego 10Mb(isto em 1 cartão), recebo um link de 4 Mb, os clientes consomem 3Mb(isto sem usar o cache). No caso sobraram 1Mb do link e 7Mb de tráfego na rede, nesta parte não teremos problemas. Aí eu libero o cache(sem controle, como é o caso de muitos) e em momentos a minha rede vai ter problemas. O que fazer para coibir isto? Se me restaram 7Mb de tráfego, sendo que posso usar 1 para o link, eu simplesmente controlo a velocidade de saída do cache. No caso eu liberaria apenas 4Mb para o cache, ou controlaria grupos(este seria de acordo com o comportamento de cada cliente). Assim eu "terei" 3Mb de sobra na minha rede para uma sustentação.
    Esta é a maneira que uso para este problema e nunca tive problemas.
    Vamos esperar mais prontificações...

    Mestre poderia postar tuas configuração queue tree e type

    grato

  4. #24

    Padrão

    Pessoal, achei uma solução mais fácil para a implantação do cache full, vou testar e depois posto aqui.
    Esta solução foi implementada pelo nosso colega criador do MK-AUTH, Pedro Filho, verifiquem no fórum.

    Definitivamente estou convencido, vou implantar o cache full, principalmente para melhorar aqueles clientes que estão nos planos de baixa velocidade, pois não achei nenhuma maneira de utilizar o burst em clientes pppoe.



  5. #25

    Padrão

    Citação Postado originalmente por agpnet Ver Post
    Pessoal, achei uma solução mais fácil para a implantação do cache full, vou testar e depois posto aqui.
    Esta solução foi implementada pelo nosso colega criador do MK-AUTH, Pedro Filho, verifiquem no fórum.

    Definitivamente estou convencido, vou implantar o cache full, principalmente para melhorar aqueles clientes que estão nos planos de baixa velocidade, pois não achei nenhuma maneira de utilizar o burst em clientes pppoe.

    amigo o brust eu utilizo da maneira que esta no site do mk esta abaixo

    Here are some Rate-Limit examples:
    • 128k - rx-rate=128000, tx-rate=128000 (no bursts)
    • 64k/128M - rx-rate=64000, tx-rate=128000000
    • 64k 256k - rx/tx-rate=64000, rx/tx-burst-rate=256000, rx/tx-burst-threshold=64000, rx/tx-burst-time=1s
    • 64k/64k 256k/256k 128k/128k 10/10 - rx/tx-rate=64000, rx/tx-burst-rate=256000, rx/tx-burst-threshold=128000, rx/tx-burst-time=10s

    agora o que eu acho porem não testei ainda, na aba wireless da interface tem 2 opções "default-client-tx-limit" e "default-ap-tx-limit"

    se eu não me engano podemos colocar no default-ap-tx-limit a quanto nosso ap vai trabalhar, isso é o maximo do ap, e no default-client-tx-limit até quanto nosso clientes podem utilizar individualmente, se for do jeito que estou imaginando me corrija se eu tiver errado, se eu colocar a velocidade de digamos 1m para cada cliente e ativar o cache full, ele vai obedecer esse limite no cache assim dividindo por igual o beneficio do cache, e em queue tree marcar para o cache não estrapolar o cartão.

    isso é o que acho, porem não testei se alguem testar por favor verifique se é isso mesmo

    obrigado a todos

  6. #26

    Padrão

    Fica muito bom o cache full com burts de velocidade.



  7. #27

  8. #28

    Padrão

    e a mágica do 10mb no cartão, ainda nao vi a resposta.

    quanto ao cache full, não tem mistério para nao atolar a rede, e só limitar com queue tree o trafego GERAL do cache full em uns 2 ou 3 megas.

    O cara contrato 256k, e recebe pacote do cache a quase 2mb, tá bão demais.

    abraços



  9. #29

    Padrão

    Não discordando totalmente dos amigos mas, tem sim muitos 'segredos' para se utilizar de forma eficiente e eu diria inteligente o conteúdo do cache.

  10. #30

    Padrão

    Concordo.. mas é um assunto complexo..

    Pode ser uma arma mortal, tal do squid.

    Abraços



  11. #31

    Padrão

    Amigos deixa eu ver se eu entendi se eu colocar o cache full posso matar minhas aps, pois se um cliente começa a ver video e pode pegar toda banda disponivel no cartão somente para ele ou seja os outros clientes estarão mortos os pings vão pra alturas, um fica legal e o outros se complica? Desculpe se entendi mal, mas essa foi a minha maior duvida!

    Obrigado pela atençao de todos!

  12. #32

    Padrão

    Citação Postado originalmente por adepad Ver Post
    Amigos deixa eu ver se eu entendi se eu colocar o cache full posso matar minhas aps, pois se um cliente começa a ver video e pode pegar toda banda disponivel no cartão somente para ele ou seja os outros clientes estarão mortos os pings vão pra alturas, um fica legal e o outros se complica? Desculpe se entendi mal, mas essa foi a minha maior duvida!

    Obrigado pela atençao de todos!
    Mas aí você pode controlar a velocidade do cliente na saida do ap que está na casa dele. Ou então no MK.
    O Cache tem por melhor benefício, poupar o link de internet.
    Dentro da sua rede, deixa todo mundo dentro do contratado. Não libera full para o cache.
    Eu estou montando um cache e vou fazer assim.



  13. #33

    Padrão

    Citação Postado originalmente por adepad Ver Post
    Amigos deixa eu ver se eu entendi se eu colocar o cache full posso matar minhas aps, pois se um cliente começa a ver video e pode pegar toda banda disponivel no cartão somente para ele ou seja os outros clientes estarão mortos os pings vão pra alturas, um fica legal e o outros se complica? Desculpe se entendi mal, mas essa foi a minha maior duvida!

    Obrigado pela atençao de todos!
    É por aí mesmo, pode estourar o AP, temos que controlar a banda do cache full.

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Mas aí você pode controlar a velocidade do cliente na saida do ap que está na casa dele. Ou então no MK.
    O Cache tem por melhor benefício, poupar o link de internet.
    Dentro da sua rede, deixa todo mundo dentro do contratado. Não libera full para o cache.
    Eu estou montando um cache e vou fazer assim.
    Controlar em ap de cliente é tenso. Mais uma coisa pra administrar. O correto é tratar dentro do provedor, limitando o cache full.

    Abraços

  14. #34

    Padrão

    Caros colegas

    se utilizar cache fhull realmente prejudica anavegacao dos demais, a solução é criar uma classe e joga o cache nessa classe, aqui utilizo uma classe com 2mb e 100 clientes sumulteneos, a quase 2 anos sem problema



  15. #35

    Padrão

    Citação Postado originalmente por alamdias Ver Post
    Controlar em ap de cliente é tenso. Mais uma coisa pra administrar. O correto é tratar dentro do provedor, limitando o cache full.

    Abraços
    Aparentemente o que vou escrever não estaria dentro do tema, mas no fim tudo está interligado.

    Alam, tudo o que voce fala tem fundamento. Já resolvi vários probleminhas e problemões com suas dicas.
    E agora vou aproveitar esta deixa para entrar nesta questão do controle de banda.
    Eu estou atualmente fazendo no mikrotik e estava pensando em mudar por ler alguns argumentos que preconizam fazer no AP do cliente, pois assim ele não vai enviar mais pacotes do que a banda permite e assim não iria sobrecarregar desnecessariamente o tráfego até o provedor. Assim os pacotes não precisariam chegar no provedor para então serem descartados.
    E que também evitaria o broadcast, etc. etc.

    Mas agora fiquei na dúvida. Porque iria ser mais uma coisa para administrar, já que depois de configurado o AP, não mudaria mais?
    Tem mais desvantagens do que vantagens?
    Explica melhor para nós estes mecanismos.

  16. #36

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Aparentemente o que vou escrever não estaria dentro do tema, mas no fim tudo está interligado.

    Alam, tudo o que voce fala tem fundamento. Já resolvi vários probleminhas e problemões com suas dicas.
    E agora vou aproveitar esta deixa para entrar nesta questão do controle de banda.
    Eu estou atualmente fazendo no mikrotik e estava pensando em mudar por ler alguns argumentos que preconizam fazer no AP do cliente, pois assim ele não vai enviar mais pacotes do que a banda permite e assim não iria sobrecarregar desnecessariamente o tráfego até o provedor. Assim os pacotes não precisariam chegar no provedor para então serem descartados.
    E que também evitaria o broadcast, etc. etc.

    Mas agora fiquei na dúvida. Porque iria ser mais uma coisa para administrar, já que depois de configurado o AP, não mudaria mais?
    Tem mais desvantagens do que vantagens?
    Explica melhor para nós estes mecanismos.
    Eu aqui uso dessa forma...

    analisemos:
    se vc tem um radio, rb, seja la o q for...
    enviando o sinal para o cliente...

    porem, esse seu equipamento aguenta trafego de 2mb. e tem processamento X.
    se vc nao fizer nenhum controle no cliente, esse tera trafego liberado ate o seu radio
    assim, em momento de muito trafego, o processamento do seu radio fica la em cima... ja q ele esta descartando mtos pacotes...

    porem, fazendo o 1 controle no cliente, o trafego desse ja saira na velocidade contratada...
    o q iria diminuir o processamento dos radio..
    Porem, lembre-se... faca sempre 1 segundo controle de trafego (na central)... pois o cliente pode por algum motivo, conseguir acessar o radio e mudar as configuracoes.

    dica de equipamento: aprouter faz isso.. em controle de interface



  17. #37

    Padrão 10 mb é o que pode chegar !!!!

    marcosddc e braw..
    esses 10mb no caso é o que "pode" chegar o trafego de um cartão.....isso que entendi...estou correto Raniel ?

  18. #38

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Aparentemente o que vou escrever não estaria dentro do tema, mas no fim tudo está interligado.

    Alam, tudo o que voce fala tem fundamento. Já resolvi vários probleminhas e problemões com suas dicas.
    E agora vou aproveitar esta deixa para entrar nesta questão do controle de banda.
    Eu estou atualmente fazendo no mikrotik e estava pensando em mudar por ler alguns argumentos que preconizam fazer no AP do cliente, pois assim ele não vai enviar mais pacotes do que a banda permite e assim não iria sobrecarregar desnecessariamente o tráfego até o provedor. Assim os pacotes não precisariam chegar no provedor para então serem descartados.
    E que também evitaria o broadcast, etc. etc.

    Mas agora fiquei na dúvida. Porque iria ser mais uma coisa para administrar, já que depois de configurado o AP, não mudaria mais?
    Tem mais desvantagens do que vantagens?
    Explica melhor para nós estes mecanismos.
    O que você citou, realmente faz sentido. Mas vamos observar alguns pontos, que eu acredito.

    Cliente faz um solicitação de arquivo de 10mb:

    Logo fica assim

    Cliente =========solicitação====> MIKROTIK (ou qualquer outro contrle de banda), daí:

    MIKROTIK =========resposta (com shape, controle de banda) ====> cliente

    Logo, seu retorno já está controlado.

    Se o cliente fizesse UPLOAD, até entenderia, pois estaria enviando uma rajada de por exemplo 5mb/s, esperando o shape de tráfego.

    Essa é a primeira analogia.

    A segunda:
    Sempre que possível, qualquer administração deve ser feita pela empresa, pq :

    1-) Em caso de aumento de banda, vc vai lá mexer no rádio do cliente ? ou simplesmente libera no MK.

    2-) Em caso de substituição de um rádio, é simples configurá-lo e mandar o instalador fazer a troca, essa coisa de ficar fazendo config em rádio é tenso.

    3-) Aqui, controlo a banda dinamicamente, em certas horas, sei q tem pouca gente, e libero mais banda, á noite, dou uma travada e libero o cache, pq tem mais gente pra usar, se tiver travado no rádio, já era.

    A princípio seria isso, podem até ter algumas vantagens, mas no momento, não vejo nenhuma. Prefiro esperar algum camarada do forum dar uma luz.



    Citação Postado originalmente por mascaraapj Ver Post
    Eu aqui uso dessa forma...

    analisemos:
    se vc tem um radio, rb, seja la o q for...
    enviando o sinal para o cliente...

    porem, esse seu equipamento aguenta trafego de 2mb. e tem processamento X.
    se vc nao fizer nenhum controle no cliente, esse tera trafego liberado ate o seu radio
    assim, em momento de muito trafego, o processamento do seu radio fica la em cima... ja q ele esta descartando mtos pacotes...

    porem, fazendo o 1 controle no cliente, o trafego desse ja saira na velocidade contratada...
    o q iria diminuir o processamento dos radio..
    Porem, lembre-se... faca sempre 1 segundo controle de trafego (na central)... pois o cliente pode por algum motivo, conseguir acessar o radio e mudar as configuracoes.

    dica de equipamento: aprouter faz isso.. em controle de interface
    Vide acima.

    Citação Postado originalmente por Luspmais Ver Post
    marcosddc e braw..
    esses 10mb no caso é o que "pode" chegar o trafego de um cartão.....isso que entendi...estou correto Raniel ?
    Depende em alguns casos:

    1-) Do cartão, modelo.
    2-) Tecnologia, frequencia, modulação etc.. utilizada
    3-) Onde ?

    Geralmente em b (802.11b) modo 11mbps conhecido por alguns, 4 é o limite, em um espectro limpo..

    Abraços a todos
    Última edição por alamdias; 24-07-2009 às 22:31. Razão: ortgrafia



  19. #39

    Padrão

    Citação Postado originalmente por alamdias Ver Post
    O que você citou, realmente faz sentido. Mas vamos observar alguns pontos, que eu acredito.

    Cliente faz um solicitação de arquivo de 10mb:

    Logo fica assim

    Cliente =========solicitação====> MIKROTIK (ou qualquer outro contrle de banda), daí:

    MIKROTIK =========resposta (com shape, controle de banda) ====> cliente

    Logo, seu retorno já está controlado.

    Se o cliente fizesse UPLOAD, até entenderia, pois estaria enviando uma rajada de por exemplo 5mb/s, esperando o shape de tráfego.

    Essa é a primeira analogia.

    A segunda:
    Sempre que possível, qualquer administração deve ser feita pela empresa, pq :

    1-) Em caso de aumento de banda, vc vai lá mexer no rádio do cliente ? ou simplesmente libera no MK.

    2-) Em caso de substituição de um rádio, é simples configurá-lo e mandar o instalador fazer a troca, essa coisa de ficar fazendo config em rádio é tenso.

    3-) Aqui, controlo a banda dinamicamente, em certas horas, sei q tem pouca gente, e libero mais banda, á noite, dou uma travada e libero o cache, pq tem mais gente pra usar, se tiver travado no rádio, já era.

    A princípio seria isso, podem até ter algumas vantagens, mas no momento, não vejo nenhuma. Prefiro esperar algum camarada do forum dar uma luz.





    Vide acima.



    Depende em alguns casos:

    1-) Do cartão, modelo.
    2-) Tecnologia, frequencia, modulação etc.. utilizada
    3-) Onde ?

    Geralmente em b (802.11b) modo 11mbps conhecido por alguns, 4 é o limite, em um espectro limpo..

    Abraços a todos
    simples e facil a resolucao...

    1> basta marcar a opcao: Ativar Gerenciamento pela porta WAN
    nos aps... dessa forma... vc podera acessa-lo de qualquer lugar e aumentar ou abaixar a banda.

    2> ou... vc pode simplesmente, ja deixar controlado no cliente... o dobro da velocidade que ele contratou.
    ou seja.. se ele contratou 128... vc deixa marcado la... 256'
    porem, no controle na empresa.. vc deixa os 128 marcado.


    outra coisa...
    vc iria fazer todas as config q vc sempre faz... a unica coisa diferente.. seria ir ate a aba: controle de banda
    ai vc ativaria o controle por interface e colocaria a velocidade...
    para fazer isso, vc nao leva nen 10 segundos.
    Última edição por AndrioPJ; 25-07-2009 às 10:11.

  20. #40

    Padrão

    Mas aí neste caso de controlar no cliente eu acho tenso se precisar reconfigurar. Eu acesso os rádios dos clientes ( mas não em todos, esta é uma outra dúvida que tenho. Alguma coisa impede este acesso em alguns), mas 10 segundos para um cliente, mas se tiver 50, 100 online, aí já viu né?
    Com o controle no MK, dá para fazer em lotes, mas quando altero a banda do cliente, ele não vai alterar pois já está conectado.
    Eu fiz este teste e para pegar a nova banda, precisei derrubar ele. Tem outra maneira de fazer isso?
    Última edição por 1929; 26-07-2009 às 13:54.