+ Responder ao Tópico



  1. #181

    Padrão

    Citação Postado originalmente por jpjust Ver Post
    Aahhh, maluco. Você pensa como eu

    Comecei por aqui: Madwifi

    A partir dos textos dessa página, dá pra pegar como o madwifi funciona e sair mexendo.
    MAD para mim é "destruição mútua assegurada" hehehehe!

    Brincadeiras a parte, é uma pena meu conhecimento não chegar nem aos pés do de vocês para ver esse madwifi mais de perto. Mas deu para sentir que as possibilidades são muito grandes.

    Alguém citou a pouco sobre SNR. O que eu posso dizer é que fomos instalar num cliente, lugar ruim, e deu sinal -84 a -90. Deu até medo e queriamos descer tudo e ir embora. Mas para surpresa nossa, a pessoa está llá navegando que é uma beleza e até é um dos nossos melhores propagandistas.
    Bullet2 + antena de grade de 25dbi. Mas uma coisa que tenho notado em todos ubiquiti, a leitura de nível de ruido é sempre muito baixa que chego até a desconfiar da exatidão, sempre dando -95 a -96.

  2. #182
    engenheiro eletricista
    Ingresso
    Nov 2006
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    182
    Posts de Blog
    1

    Padrão

    Jorge e JPJUST, como é bom falar a mesma língua. Discussão técnica de alto nível e bem fundamentanda. Sem mágica, estórias transcedentais ou blá-blá-blá.

    Saudações,

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Vamos por partes :

    1 - Celulares usam protocolos sem contenção (TDMA, FDMA e CDMA etc).
    2 - Ethernet usa protocolo com contenção (CSMA/CA).

    Pois bem, nos protocolos sem contenção a janela de transmissao do aparelho é predeterminada. Nos baseados em contenção a janela é aleatória.

    No celular, então, a potência de saida da ERB e o ganho de recepção são ajustados conforme o cliente. Mas por que ela consegue fazer isso ? Por que os protocolos de acesso ao meio (MAC) permitem que a base SAIBA QUANDO um ou outro cliente vão transmitir (Ele pode até não transmitir, mas se transmitir, será sempre na mesma janela), assim podendo PREEMPTIVAMENTE regular o ganho de entrada do receptor conforme a necessidade do cliente.

    Por que o o que o Gilvan falou não faz sentido ?

    Por que no wireless a BASE não tem como saber QUANDO o dito cliente (STA) vai transmitir, logo, ela não tem como se ajustar !

    Quando o pacote do cliente chegar, AI SIM a base vai saber quem foi que transmitiu, mas então, o pacote já vai ter sido transmitido.

    O mais próximo disso que podemos chegar no wireless seria regular a potência de SAIDA do nosso radio conforme o cliente para quem vamos mandar o pacote (Boa parte dos chipsets atheros pode fazer isso).

    Por que a equalização de antena do Sr. Gilvar não faz sentido ?

    Por que o que ele quer obter depende de potências/ganhos constantemente regulados, em intervalos de tempo, para compensar a DINAMICA dos ruídos (Potencia na entrada não é o que importa, o que importa é a relação dessa potência com o RUIDO - SNR).

    Portanto, uma "equalização" ESTÁTICA como o Sr. Gilvan propõe, não faz sentido.

    Outro ponto é que, se tivessemos como usar equalização dinâmica - Por exemplo, mudando de CSMA/CA para TDMA, como é possível com alguns produtos atheros, tornando o protocolo deterministico, e com isso regular o ganho de entrada e a potência de saída do AP dinamicamente, ainda assim isso não significaria grande coisa no WIFI, pois a granularidade das modulações que possuímos não tiraria vantagem disso.

    Como eu disse, os ruidos não cooperam, não é pq voce equalizou a potência (signal strength) de todos os seus clientes em relação à sua base que o ruido vai ficar equalizado...

    As fontes de ruido em 802.11 são muitas, incluindo ai o famigerado multi-path, que depende de fatores variáveis que estão foram do controle dos instaladores.

    Tentar fazer a relação de ondas estacionárias se aproximar de 1:1 eu até acho legal. Mas qualquer coisa além disso é sem sentido.

    O Sr. Gilvan alega sintonizar as antenas. Não sei como ele faz isso, até porque ruído não é apenas sinal que entra no rádio por, sei la, algum tipo de deficiência na seletividade do dito cujo... O ruido esta presente TAMBEM no canal que desejamos sintonizar, dai que, sintonizar a antena, não vai reduzir isso.

    Outra coisa, ter uma antena sintonizada para um canal especifico não é prático. E se eu quiser mudar de canal ? Vou jogar a antena fora ? Sintonizar tudo de novo ?

    Se alguem quer "resolver" os problemas do wireless, pode pensar em outro meio, pois não está na camada fisica.

    O maior problema do protocolo 802.11 esta no MAC, medium access control, que não levou em consideração o fato de que, na prática, usamos 802.11 como uma rede em estrela e não um barramento.



  3. #183

    Padrão

    Ótimo,

    Alguém aqui conseguiu explicar como funciona a transmissão dos celulares.

    Alguém mais vai querer comparar rede TDMA como WIFI ?

  4. #184

    Padrão

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Vamos por partes :

    1 - Celulares usam protocolos sem contenção (TDMA, FDMA e CDMA etc).
    2 - Ethernet usa protocolo com contenção (CSMA/CA).

    Pois bem, nos protocolos sem contenção a janela de transmissao do aparelho é predeterminada. Nos baseados em contenção a janela é aleatória.

    No celular, então, a potência de saida da ERB e o ganho de recepção são ajustados conforme o cliente. Mas por que ela consegue fazer isso ? Por que os protocolos de acesso ao meio (MAC) permitem que a base SAIBA QUANDO um ou outro cliente vão transmitir (Ele pode até não transmitir, mas se transmitir, será sempre na mesma janela), assim podendo PREEMPTIVAMENTE regular o ganho de entrada do receptor conforme a necessidade do cliente.
    Entenderam porque não dá pra comparar uma com a outra?

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Por que o o que o Gilvan falou não faz sentido ?

    Por que no wireless a BASE não tem como saber QUANDO o dito cliente (STA) vai transmitir, logo, ela não tem como se ajustar !

    Quando o pacote do cliente chegar, AI SIM a base vai saber quem foi que transmitiu, mas então, o pacote já vai ter sido transmitido.

    O mais próximo disso que podemos chegar no wireless seria regular a potência de SAIDA do nosso radio conforme o cliente para quem vamos mandar o pacote (Boa parte dos chipsets atheros pode fazer isso).
    Regular a potência e dimencionar o conjunto cabo/antena.


    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Por que a equalização de antena do Sr. Gilvar não faz sentido ?

    Por que o que ele quer obter depende de potências/ganhos constantemente regulados, em intervalos de tempo, para compensar a DINAMICA dos ruídos (Potencia na entrada não é o que importa, o que importa é a relação dessa potência com o RUIDO - SNR).

    Portanto, uma "equalização" ESTÁTICA como o Sr. Gilvan propõe, não faz sentido.
    Se não temos equalização dinâmica, porque não podemos amenizar o problema com a equalização estática?
    .
    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Edit3: No 802.11g temos 1, 2, 6, 9, 12, 18, 24, 36, 48, 54mbit/sec disponíveis (Data Rates). Pois bem, se eu consigo instalar a antena com SNR suficiente para 48mbit, mas inferior a 54mbit, e todos os meus clientes estão na faixa entre 48mbit e 54mbit, todos vão enlaçar a 48mbit/sec, mesmo que seus SNR sejam diferentes, compreende ? Não há necessidade de equalizar, e sim de colocar todos na mesma faixa de SNR. Em parte o Sr. Gilvar tem razão, mas o que eu quero dizer eh que não há necessidade para essa paranóia. (Tá complicado explicar onde o Sr. Gilvan esta errado, mas consiste na insistencia em fazer todos terem o mesmo EXATO Signal-Strength, e chamar isso de lençol eletromagnético e outros merchandisings. Não há nenhum mistério. Basta, na instalação, você detectar qual a velocidade normal do aparelho - Navegando - para determinar que o ponto foi ou não bem instalado e proceder com a mudança da posição da antena se não for).

    Regra : Faça com que todos os aparelhos fiquem na mesma forma de modulação (Esqueca SNR por um instante), Ex: Todos em 6mbit/sec, ou todos em 48mbit/sec. Tome o aparelho com a menor velocidade por padrão. Se estão conectando a 1mbit/sec e isso é muito lento, visite a instalação com 1mbit/sec e verifique se há algo a ser feito para melhorar a qualidade, levando-a à velocidade padrão desejada.

    Pronto, temos um "lençol eletromagnetico" do jeito que o Sr. Gilvan falou, sem osciloscópio, gerador de sinal, nem a gambiarra toda.
    Progressos ... já estamos concordando: mesmo SNR, instalação ... instalação? Precisa cuidar na instalação da antena? Opa, Gilvan, o pessoal tá começanda a se preocupar com a instalação da antena.



  5. #185

    Padrão

    Citação Postado originalmente por marcos do vale Ver Post
    Ótimo,

    Alguém aqui conseguiu explicar como funciona a transmissão dos celulares.

    Alguém mais vai querer comparar rede TDMA como WIFI ?
    Continuo comparando sim. Sabe qual o problema? Estamos usando uma tecnologia com protocolo para uso interno em ambiente externo, saturado de interferências e ruídos. Não tem milagre, lençol digital nem nada que faça o Wi-Fi funcionar a partir de um certo momento, onde tem trocentas redes compartilhando o canal.

    E se não desse pra comparar TDMA com Wi-Fi, a UBNT não teria criado o AirMax.

  6. #186

    Padrão

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    ...
    Pega uma rede que só tem clientes em média a 1km de distância da torre e adiciona um cliente a 20km na mesma torre (usando o mesmo AP que os outros clientes). Pronto, esse cliente de 20km vai ter uma enorme dificuldade em "pegar" o canal, e ainda por cima vai atropelar - de vez em quando - as estações próximas. O "hang time" da onda eletromagnética vai passar a ter efeito no protocolo de enlaçe. Aqui vale uma equalização, colocando linhas de retardo nos clientes próximo para eles "parecerem" estar à uma mesma distância da torre. (Só não sei que efeito isso teria, como eu disse, vale um estudo).
    E se alguém fizer isto na sua rede WIFI e apelidar esta técnica de "Lençol Magnético" ?



  7. #187

    Padrão

    MATEI A COBRA E MOSTREI O PAU
    Sábado foi dia de curso, aconteceu no Rio de Janeiro á sombra do Corcovado. Que cidade. O curso começou com a turma entrando na sala de cara atada, sorriso fechado e olhar de soslaio. Parece até que vierem para quebrar os pratos.
    Digo que ciências físicas á a arte das adequações, então começo o baile. Claro que o primeiro assunto é o famoso Lençol Digital. A pergunta mordaz é assim:
    -Isso existe?
    A resposta óbvia é a única verdadeira.
    -Não. Lençol Digital é um aforismo, é uma maneira de estabelecer uma terminologia para podermos abordar os fenômenos físicos que estamos mergulhados por trabalharmos com as LAN wireless. Para não ser complexo, digo que aforismo é uma maneira fácil de falar alguma coisa difícil. Querem ver outro aforismo?
    -"A inteligência superior vive em débito com os admiradores, que lhe exigem tudo." Não acham que esta foi capciosa?
    Mas voltado no tempo, comecei explicando porque na transmissão deve-se fazer a tal da EQUALIZAÇÃO. Um quera sentado lá atraz da sala me contestou.
    -Equalizar o que na transmissão se só tem um AP?
    Legal a pergunta, me lembrou dois viventes, o JorgeAldo e o JPJust que são como aqueles que não gostam de botar assucar no chimarrão. Respondi com o cuidado de quem entra na água onde existe jacaré.
    -Mas se numa mesma antena setorial estiver sendo iradiado dois AP? E se forem quatro AP? Eu tinha na manga um T Mágico para provar que isso era possível. Levei os dois trumbicos para eles não me desaforarem. O quera pensou, coçou o queicho e botou uma mão no bolço. Pensei que ele ia tirar o fumo para picar, mas acho que ele se conteve e ficou quietão. O curso continuou, pena que aqueles dois viventes não estavam lá para desembanharem a longa espada das suas argumentações.
    Chegou a hora de sustentar o Lençol Digital na recepção. A partida estava um a zero para mim, mas lá é a terra do Flamengo onde tem até imperador, eu tinha que ser zelozo nas idéias, nobre nos gestos, perfeito nos argumentos para poder fazer meu segundo golo. Coisa nada fácil, pior do que receber a bola na pequena área, driblar todo o outro time e entrar com bola e tudo no golo do adversário. Coisa que os colorados vão fazer na final da copa Barsil. Não me a frouxei e sai com essa.
    Pois o Lençol Digital na recepção, faz com que todos os usuários do AP que recebe o sinal, tenham a mesma qualidade. Olhem bem, não disse o mesmo sinal. Esta afirmação seria erronea e própria de quem não tenha entendido. Moro? Ou todos os clientes do AP estão bom ou todos estão ruim. Esta é a regra “sine qua non” que deve trabalhar um provedor que saiba aquilo que está fazendo. Ou voces acham que um cliente que paga um determinado preço tem direito de receber um sinal melhor que outro que paga o mesmo preço? Não vejo o porquê.
    O resto do dia foi o aconchego com as doze ferramentas necessárias para se construir um Lençol Digital democrático. Gostaram desta?
    Tenho tambem um recado para dar para alguns. SNR não existe. Não digam que o SNR derruba pacotes ou que é responsável por qualquer mal funcuionamento de um sistemna de comunicação. Esta afirmação é uma gafe. Vejam bem. SNR quer dizer: Sinal dividido por ruido. Relação neste termo significa divisão. Ora, se tu divides duas grandezas de mesma unidade o resultado é um número admencional, ou uma grandeza escalar. Como pode um artifício de raciocínio homano interferir em alguma coisa? Qua...qua...qua... É como Dividir 20 bananas por 10 bananas o resultado não é banana, é um numero admencional. Moro? A não ser que se acredite em alma do outro mundo, dai aquilo que não existe pode interferir naquilo que existe. PS. Esta asserção não é um aforismo.
    Na saida do curso todos afirmavam que o seu Lençol Digital seria o melhor. Nos rostos só sorrisos e satisfação. Duvidam? Fale com eles.
    Dia 15 de Maio o curso em Porto Alegre será barganhado. Qualquer compra á cima de R$ 1.000,00 dará o ingresso para uma pessoa assistir o curso. Venha aprtender a trabalhar com as doze ferramentas.

  8. #188

    Padrão Bandeira Branca

    Caro colega Jorge Aldo
    Gosto de trocar balãozinho com a bola, com outras pessoas, desde que seja com a cabeça e dentro dela ao invés de vazio haja conhecimento.
    Se você possui muitos anos de experiência em debate político como afirmas, por certo serás muito mais convincente que eu, mesmo quando estiveres assobiando no vento. Vou tentar sobreviver a esse vendaval de erros que tu escreveste e convencer ou outros a tomarem outro caminho. O caminho do certo. Desculpe mas quando o assunto é Telecom eu derrapo na ladeira da vaidade.
    Nomundo, a ciência é a arte das adequações corretas, mas no Brasil os discursos políticos á a arte de outro tipo de adequações. Contenha-se no conteúdo científico ou fique fora do debate. Aqui os maus anteneiros são só aperitivo. Cuidado para não ser uma grandeza escalar que existe, mas não tem direção ou sentido.
    O fato de o curso existir torna as minhas afirmações corretas pelo simples fato que o curso é a prova. No curso, não uso o “eu acho”, ou então “na minha opinião” não faço experiências tolas. Quando eu digo que está certo é porque está. Se alguém duvidar eu demonstro com a prova. Não fui eu quem inventou, mas eu aprendi corretamente o inventado.
    .
    20 bananas / 4 bananas = 5. Este cinco é adimensional porque banana simplifica com banana
    20 bananas / 4 pessoas = 5 bananas por pessoa. Não é adimensional por que possui uma unidade que é banana por pessoa.
    .
    Se um sinal é igual a 20dBm S=20dBm
    Se o ruído é igual a 4 dBm N = 4dBm
    SNR = 20dBm / 4dBm = 5. Este 5 é adimensional não possui unidade.
    .
    Tem gente que me acusa de mágico. Magia seria uma coisa adimensional interferir em algo dimensional. As grandezas adimensionais são só artifícios de raciocínio. Vai por mim, senão vou começar a te chamar de Merlin.
    .
    Querem outro exemplo? Lá vai: Pi não existe. O número 3,14..... resultante da divisão da circunferência pelo seu diâmetro não existe. No entanto se conhecemos o diâmetro, podemos calcular a circunferência. Viram. Usei um artifício para calcular uma grandeza, mas em nenhum momento eu criei uma grandeza com um artifício.
    Vai por mim. Ainda vamos tomar um chope junto e brindarmos as coisas que existem ou as que existirão como poderá vir a ser a nossa amizades.



  9. #189
    engenheiro eletricista
    Ingresso
    Nov 2006
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    182
    Posts de Blog
    1

    Padrão Re: Bandeira Branca

    Citação Postado originalmente por GilvanEnriconi Ver Post
    Se um sinal é igual a 20dBm S=20dBm
    Se o ruído é igual a 4 dBm N = 4dBm
    SNR = 20dBm / 4dBm = 5. Este 5 é adimensional não possui unidade.
    Gilvan, as propriedades dos logarítmos dizem que uma subtração em escala logarítmica equivale a uma divisão em escala linear. Ou seja, não se divide dois números em dBm (vide: O deciBel). O correto seria 20 dBm - 4 dBm, que seria igual a 16 dB que é um número adimensional. Fica registrada a obsevação.

    Sds,
    Última edição por motacosta; 28-04-2010 às 12:24.

  10. #190
    engenheiro eletricista
    Ingresso
    Nov 2006
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    182
    Posts de Blog
    1

    Padrão Re: Física Azul

    Também não tenho nada contra ninguém, mas técnica é técnica. Não me levem a mal. Isso á um forum técnico.

    Saudações.

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Bem, sinceramente, não tenho nada contra os cursos do Gilvan, como eu disse, são boas práticas de instalação.

    Alias, nem sei pq entrei nessa briga, não vejo necessidade nisso. O mercado tem espaco para todos (E eu sequer sou concorrente do Gilvan).

    Agora essa do Lençol Eletromagnético, você vai ter que admitir que é jogada de marketing... :P



  11. #191

    Padrão Re: Física Azul

    Com licenca pessoal, já que a coisa(limão) por aqui tá meio "azedo", deixa eu colocar acucar e quem sabe sai uma limonada.

    Escelente está o tópico, parabens Moderadores, realmente merecia ser fixado.

    Vamos as "Fatos":

    - Afinal Nossos rádios são digitais ou analógicos, ao meu entendimento são os 2, (transformam sinais digitais em sinais eletromagnéticos e vice-versa)???

    - O Gilvan Falou" PRIMEIRO- Só existe enlace ponto á ponto." Já pensarão nisso???? isso tava caindo de maduro, era obvio mas os fabricantes nos vendem a ideia de que temos equipamentos ponto-multiponto...

    - Ainda Sobre o Givan - Mas afirmo para os colegas daqui que o sinal que entra numa antena não é o sinal que entra no rádio. O sinal que entra numa antena pode ter ruido ou interferencia, mas o sinal que o rádio recebe pode não ter. Depende de como o anteneiro usa as ferramentas teóricas de instalação de antenas. .... Que velho matreiro...., este aqui tb tá passando despercebido, não sei se o Gilvan já comentou sobre isso, mas é exatamente isso que o T Magico faz (cavidade ressoanante que atraves de parafusos poem em curto determinados canais e outras cositas mais, por exemplo deixar passar somente o canal 1 e "mata" os restantes.....puts Gilvan agora o "T" não é mais mágico).

    - HAAAA Gilvan achou que eu ia te poupar né ... mas ai vai, sobre equipamentos chamados CPE'S do tipo NANOSTATION (não gambiarras que tenho visto por ai) o que vc me diria a respeito de ACOPLAMENTO????

    Considerações Finais:

    Quando o Gilvan apareceu aqui no forum chamando anteneiros de "Cortadores de cabo e apertadores de parafusos" fiquei puto e na primeira oportunidade fui la em POA fazer o curso e até mais para dizer umas verdades a ele, chegando lá conheci uma das pessoas mais interessantes que já vi, um velho, de cabeça branca, apaxonado pela matematica e fisica (coisas que sempre me fascinaram tambem) demonstrando com provas instrumentais (OSCILOSCOPIO) o que dizia, falar é facil, provar é que é.....

    Quanto a questão do Markting, acho normal, afinal de contas quem nao quer vender seu peixe .....
    Quanto as antenas, em testes aqui realizados com PLUTON, OIW, EMCTEST, TSM, ZIROK OTOTECH, GEENGE esta ultima para nossa empresa, teve o melhor DESEMPENHO/CUSTO/BENEFÍCIO

    ABRAÇOS a todos.
    Última edição por jodrix; 28-04-2010 às 01:08.

  12. #192

    Padrão Re: Física Azul

    Onde é que andavas, Jodrix.
    Tão perto e tão longe ao mesmo tempo?

    Tenho acompanhado esta peleia desde o início. Cheguei a combinar com o Jodrix me encontrar no primeiro curso, mas não deu.
    De lá para cá minha cabeça ficou totalmente confusa com tantas explicações. Os questionamentos contrários são sempre muito bem raciocinados e embasados.
    Os argumentos apresentados últimamente tem sido bem técnicos, feitos por quem é do ramo de engenharia de telecom.

    O JPJustus também fêz o curso e não aprovou. O Jodrix fêz e aprovou.

    O que precisamos nesta altura do campeonato é isso mesmo.
    Depoimentos de quem fêz o curso. De quem gostou e aproveitou e de quem deu com os burros n'água.



  13. #193

    Padrão Re: Bandeira Branca

    Citação Postado originalmente por motacosta Ver Post
    Gilvan, as propriedades dos logarítmos dizem que uma subtração em escalar logarítmica equivale a uma divisão em escala linear. Ou seja, não se divide dois números em dBm (vide: O deciBel). O correto seria 20 dBm - 4 dBm, que seria igual a 16 dB que é um número adimensional. Fica registrada a obsevação.

    Sds,
    Correto. E ainda tem mais, imagine que o nível de sinal é positivo e o ruído = 0 dBm (altíssimo por sinal ). Como dividiríamos isso? Teríamos então um SNR tendendo para + infinito? rsrs

  14. #194

    Padrão Re: Física Azul

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    O JPJustus também fêz o curso e não aprovou. O Jodrix fêz e aprovou.
    Realmente eu não aprovei. Digo isso porque no curso, percebi que era mais um "manual das antenas Geenge". Somente duas coisas davam pra por em prática com antenas comum: o Stub (que já desmistifiquei no meu blog) e o Lençol (que estamos desmistificando agora). O resto, era tudo recurso das antenas Geenge.

    O lance de diminuir o ganho da antena pra assim diminuir também o ruído, eu até gostei, mas só dá pra fazer nas antenas dele (a não ser que os outros fabricantes também façam antenas que deem pra enfiar um parafuso na cavidade do dipolo).

    O lance do T mágico, na época que fiz o curso, ainda não tinha, mas digo agora: ele não serve pra diminuir ruído ou interferência. Porque se você tem um AP no canal 1, por exemplo, o T mágico vai filtrar os outros canais, deixando passar somente o que vier na frequência do canal 1. Isso não vai adiantar muito pra retirar ruído ou interferência, pois justamente o ruído do canal 1 é que vai te atrapalhar de verdade.

    A idéia do T mágico, segundo o próprio Gilvan, é colocar mais de um rádio na mesma antena. Porém, a não ser que o T mágico permita dois rádios em dois canais diferentes (1 e 6, por exemplo), ele também não vai funcionar. Por que não? Porque se ligarmos dois rádios na mesma antena, usando o mesmo canal, um vai interferir no outro. E por causa do CSMA/CA, o throughput somado dos dois rádios vai ser o mesmo que um rádio só. Não adiantou nada.



  15. #195

    Padrão Re: Física Azul

    Jorge, eu queria mudar um pouquinho o foco da questão atual, mas sem sair do assunto interferência.

    O firmware da ubiquiti tem o recurso "noise immunity" que quando ativado se propõe a reduzir o efeito de ruídos.
    Não sei como ele funciona mas o que se observa é que os ubiquiti tem desempenho melhor em ambientes com sinal fraco.
    Já leu alguma coisa sobre como ele faz isso?

  16. #196

    Padrão Re: Física Azul

    Aqui quando ativo o noise immunity o link fica muiiito ruim.. diminui o ccq e o ptrougthput..

    Alem do ping ficar mais alto...

    Não sei porque isso acontece.!



  17. #197

    Padrão Re: Física Azul

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Não, não sei que mágina é essa que eles fazem...
    Pois é. O Gilvan vem aqui, mata a cobra e mostra o pau ... e o pessoal cai em cima dele.
    Agora, pro recurso "noise immunity" ninguém se mete?
    O pior de tudo é que o tal "noise immunity" é a coisa mais simples que existe.
    Não difere muito do que o Gilvan ensina, só que é na parte de RF do rádio.

  18. #198

    Padrão Re: Física Azul

    Citação Postado originalmente por marcos do vale Ver Post
    Pois é. O Gilvan vem aqui, mata a cobra e mostra o pau ... e o pessoal cai em cima dele.
    Agora, pro recurso "noise immunity" ninguém se mete?
    O pior de tudo é que o tal "noise immunity" é a coisa mais simples que existe.
    Não difere muito do que o Gilvan ensina, só que é na parte de RF do rádio.
    Calma! Eu nem cheguei ainda

    O Adaptive Noise Immunity é uma técnica do pessoal da Atheros, onde eles tentam detectar o que é ruído de ambiente e assim, aplicar mudanças nos parâmetros do rádio, com o intuito de eliminar essa interferência. Um dos parâmetros, por exemplo, é a sensibilidade do rádio. Mais detalhes em:

    United States Patent Application: 0050100119

    E o quê que isso tem a ver com Gilvan? Matar cobra e mostrar pau? Fiz o curso do Gilvan. Ele não matou nenhuma cobra, tampouco mostrou pau (ainda bem, rsrs).



  19. #199

    Padrão Re: Física Azul

    Citação Postado originalmente por jpjust Ver Post
    Calma! Eu nem cheguei ainda

    O Adaptive Noise Immunity é uma técnica do pessoal da Atheros, onde eles tentam detectar o que é ruído de ambiente e assim, aplicar mudanças nos parâmetros do rádio, com o intuito de eliminar essa interferência. Um dos parâmetros, por exemplo, é a sensibilidade do rádio. Mais detalhes em:

    United States Patent Application: 0050100119

    E o quê que isso tem a ver com Gilvan? Matar cobra e mostrar pau? Fiz o curso do Gilvan. Ele não matou nenhuma cobra, tampouco mostrou pau (ainda bem, rsrs).
    Agora quem matou a pau foi o Jpjust.
    Vi lá que é um algorrítmo que faz constantemente a leitura.
    Daí me veio a mente a alegação mais acima do Tiago Melo, de que quando desativa melhora o link.
    Será que este algorritmo fica constantemente processando mesmo nos casos onde não há interferencias e daí poderia degradar o desempenho? Já em ambiente com interferencia esta degradação pelo processamento seria menor do que o prejuizo da interferencia e por isso melhora?
    Fiz um teste aqui, desativando e continuou igual a leitura do noise floor. Indicaria isso que não está havendo ruído na rede?

  20. #200

    Exclamation O valor da ignorância

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Onde é que andavas, Jodrix.
    Tão perto e tão longe ao mesmo tempo?

    Tenho acompanhado esta peleia desde o início. Cheguei a combinar com o Jodrix me encontrar no primeiro curso, mas não deu.
    De lá para cá minha cabeça ficou totalmente confusa com tantas explicações. Os questionamentos contrários são sempre muito bem raciocinados e embasados.
    Os argumentos apresentados últimamente tem sido bem técnicos, feitos por quem é do ramo de engenharia de telecom.

    O JPJustus também fêz o curso e não aprovou. O Jodrix fêz e aprovou.

    O que precisamos nesta altura do campeonato é isso mesmo.
    Depoimentos de quem fêz o curso. De quem gostou e aproveitou e de quem deu com os burros n'água.
    Salve Meste 1929, realmente tava desaparecido, muito serviço, muita correria, graças a Deus, pelo que vi o topico evoluiu, que bom que temos divergencias, assim todos crescem e aprendemos uns com os outros, na verdade, como disse Sócrates "so sei que nada sei", nada nos afasta mais do conhecimento do que o pseudo-conhecimento, para que tentemos alcançar o conhecimento, antes devemos nos dar conta de que somos ignorantes.

    Mas é preciso ter humildade, e aprender com quem realmente "sabe", com especialista na "area", uns são Analistas de Sistemas outros Especialistas em Redes, outros Políticos, outros são Curiosos e poucos...mas muitos poucos são Engenheiros de Telecom, portanto, cada macado no seu galho.

    Consideraçoes Finais.

    "Eis que o semeador saiu a semear.
    E quando semeava, uma parte da semente caiu ao pé do caminho, e vieram as aves, e comeram-na;
    E outra parte caiu em pedregais, onde não havia terra bastante, e logo nasceu, porque não tinha terra funda;
    Mas vindo o sol, queimou-se, e secou-se, porque não tinha raiz.
    E outra caiu entre espinhos, e os espinhos cresceram, e sufocaram-na.
    E outra caiu em boa terra, e deu fruto: um a cem, outro a sessenta e outro a trinta.
    Quem tem ouvidos para ouvir, ouça".
    (Mateus, XIII, 3 a 9).