+ Responder ao Tópico



  1. #7

    Padrão

    acho que vou ligar na minha faculdade e dizer que nas ferias nao vou pagar pois nao usei a faculdade ..rsrsrsr sera que eles me perdoa

  2. #8
    Mikrotiando..
    Ingresso
    Sep 2007
    Localização
    São Paulo
    Posts
    329
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Citação Postado originalmente por WWANInternet Ver Post
    hehehe ..a mulher dele me ligou agora ..super gente boa ela calminha e morrendo de vergonha pelo escandalo que o marido fez ..pedindo mil desculpas e dizando que vai me pagar sim as mensalidades e que ela iria querer continuar coma net ... obs : toda negociação e o contrato foi assinado por ela o cara entrou de bicão e meteu o bedelho onde não é chamado ...

    Só que vou fazer o seguinte ...Não vou aceitar o pagamento vou tomar prejuizo e vou retirar os equipamentos e dizer que não quero mais fornecer a internet para eles .. pois ja ficou um clima chato e para eles arrumarem outra empresa que trabalhe com o sistema do jeito que o marido dela quer .." PELO MENOS SAIO DE CABEÇA ERQUIDA QUE NÃO DESCOMPRI COM MINHA PALAVRA E FIZ MINHA PARTE " Obrigado a todos que responderao a ajuda abraços galera

    Amigo, ja passei por algo semelhante, e tambem trabalhava de forma comodato..
    O unico jeito que encontrei para resolver isso foi cortar o cliente com 5 dias de atraso, e espero até 30 dias, se não tiver uma posição retiro o material.



  3. #9

    Padrão

    também faço o mesmo que o amigo ai cima e pelomenos a divida nao se estende por mais que um mes e o equipamento é colocado em outro cliente e o prejuizo é pequeno

  4. #10

    Padrão

    Citação Postado originalmente por fernandogomes01 Ver Post
    também faço o mesmo que o amigo ai cima e pelomenos a divida nao se estende por mais que um mes e o equipamento é colocado em outro cliente e o prejuizo é pequeno

    trabalho sempre = os 2 ultimos amigo, agente tem que entender que o cliente, quando tem as boas intenções sempre que vc costa com 5 ou 10 dias ele liga dizendo algum coisa ou vai ate a empresa assim, a empresa poderá controlar isso.



  5. #11

    Padrão

    Se ela se desculpou e está disposta a pagar, eu faria diferente. Diria: Dona, desta vêz vamos entrar num acordo. A senhora só me paga a metade do valor do tempo que ficou cortada. Ela vai ficar feliz e fiel a sua empresa. E com este susto de perder a internet, pode ser que ela venha a se corrigir quanto ao futuro.
    Afinal, cliente não está fácil de manter mesmo. A não ser que voce tenha muita procura do serviço.

    E quanto a retirar o equipamento, tem outro problema. Mesmo com contrato de comodato, se o sujeito não deixa retirar, daí só com processo judicial. Por isso é importante manter sempre um bom clima com o assinante.

  6. #12

    Padrão

    Bom pessoal depois de todos estes depoimentos me senti na pele do amigo o seguinte em uma das cidades que atuamos o pessoal é complicado para pagar com força entre 2007 e 2008 tomamos um prejuízo com este negocio de comodato, mas tinha receio de parar e perder para a concorrência,mas com a cara e a coragem criei um setor financeiro que monitora para os que ainda são comodatos.
    Em outubro de 2008 cortei o comodato, ou seja, trabalhamos como empresa grande profissional.
    Consulta SPC
    Cliente inadimplente: kit e a primeira adiantada.
    Kit: só venda
    Conclusão: demorou um pouco mas esta acabando o problema com clientes comodato.
    Obs:vendo um kit instalado a 235,00 com AP(preço de custo).
    Atraso:5 bloqueio
    Mais 25 dias carta SPC
    Mais 10 dias mando para o spc,estou seguindo orientação do advogado.
    Kit com 30 dias retiros que são comodato os que preferem continuar bloqueados mas com o nosso kit cobro 20,00 de aluguel mês .
    Sou leigo mas existe uma brecha na lei que diz que se você oferece alguma vantagem ao cliente você pode cobrar fidelidade de quebra de contrato mas não fui atrás de mais informações pois estou acabando com comodato.
    Cliente que pagou 12 meses certo estou fazendo recibo e dando kit para o mesmo ou seja fiquei traumatizado com o tal de comodato.