Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Bom dia pessoal, eu particularmente acredito que realmente atrapalha sim nosso comercio, mais por outro lado, o serviço 3G (pelo menos aque na minha região) deixa muito a desejar, alem de ser um serviço muito caro, como o esta na materia do nosso amigo Everloko, as empresas ainda precisam fazer planos para clase D e E, ou seja, eles tem um alvo mirado nos grandes, , o que pode ser nossa melhor saida, alem de tudo, nossos pequenos provedores bem montados, com servidores de chache, firewal e tudo mais, pode oferecer qualidade melhor que o 3G, infelismente nao temos o governo do nosso lado, porque o negocio e quem retorna muita grana, mais temos é que nos unir e tentar mostrar um serviço de qualidade para a populaçao, que eles se manteem fieis, acho que é por ai, e como diz um amigo engenheiro em telecomunicaçoes: concorrencia sempre existiu e sempre vai existir....

  2. Quanto mais pessoas pegam 3G, mas clientes eu acabo tendo, sabem porque? Porque de todos que sairam, todos já voltaram ao meu velho e bom provedor via rádio. Abraços!!!



  3. 3G é pura falta de competencia e consideração aos clientes.....tenho clientes que sairam do 3g pra vir ao meu provedor tmbm....e sabe o que simplismente digo a eles??

    "Como voce quer ter uma velocidade garantida, passando por diversos obstaculos dentro de onde vc estiver, sem visada alguma pra torre?
    Acha que minha antena externa, alinhada, imovel esta instalado a toa ai? pois é...tenho mais certeza que minha banda ta garantida do que a deles.

  4. Citação Postado originalmente por Everloko Ver Post
    Tecnologia 3G vira substituta da internet banda larga fixa
    4/7/2009 | Usuários brasileiros não aproveitam mobilidade do serviço, diz pesquisa

    O acesso à internet pela rede de telefonia celular de terceira geração (3G) está sendo usado como substituto à banda larga fixa. Um estudo da consultoria Yankee Group e da Ericsson mostrou que poucos usuários brasileiros realmente aproveitam a mobilidade que o 3G oferece. 83% das pessoas que responderam à pesquisa usam o 3G em casa, 27% no escritório e 18% em clientes. Os usuários podiam escolher mais de uma opção simultaneamente, por isso a soma das respostas é maior que 100%.
    "70% usam um modem USB ligado ao computador, e o perfil de uso é muito semelhante ao da banda larga fixa", diz Júlio Püschel, analista sênior do Yankee Group. Foram ouvidas 611 pessoas em São Paulo, Rio e Brasília. Todos os pesquisados assinam um contrato de dados. Os primeiros serviços comerciais de 3G foram lançados no País há cerca de um ano e meio.
    No fim de 2008, o Brasil tinha 1,692 milhão de usuários de 3G, e deve chegar a 4,686 milhões neste ano. "Os notebooks com modem embutido ainda têm menos de 1% do mercado, mas esse é um produto que deve crescer", diz Caetano Notari, diretor de Consultoria de Negócios da Ericsson. Nesses modelos, é necessário apenas colocar um chip de celular no computador para acessar a banda larga.
    Segundo o estudo, apenas 26% dos usuários usam planos corporativos de 3G. Apesar disso, 42% deles fazem uso também profissional do 3G.
    A pesquisa conduzida pelo Yankee Group mostrou que os usuários de 3G ficam conectados, em média, 2h50 por acesso. "É um perfil mais próximo do fixo do que do móvel", diz Püschel. A maioria dos usuários 3G tem idade entre 20 e 30 anos (72%), bem divididos entre homens e mulheres. 51% dos usuários de 3G não contratam um serviço fixo de banda larga em casa.
    O diretor da Ericsson destaca a importância de as operadoras criarem pacotes para as classes D e E. "Fizemos uma pesquisa no fim do ano passado e 6% das classes D e E já têm micro, mas somente 3% têm internet", afirma Notari. "A principal barreira não é o preço, mas é que a infraestrutura de banda larga não chega à casa dessas pessoas." Para Notari, um bom modelo para o público de baixa renda seria o pagamento por hora. "A referência deles é a lan house."
    Boa Noite Amigo! Aqui ainda temos gentes abandonando a banda larga fixa para a via radio por duais questoes:
    1- o preço ainda esta muito alto o mega ta a R$120,00.
    2- a qualidade, tando do serviço quanto do atendimento, que tem um "suporte tecnico" com uma receita de bolo na mão quando o cliente ta com problema.

    Isso é para os pequenos provedores muito bom! vamos investir nos erros deles. para assim termos serviços muito melhor em todos os aspctos.

    já na questão da Abramult, se houve-se mais prossesos na justiça pelo Brasil a fora nesse sentido poderia quem haver uma chance para os pequenos provedores, Não sou especialista em direito, mas tudo vai depender da interpretação do Juiz.



  5. Citação Postado originalmente por allan3000 Ver Post
    já na questão da Abramult, se houve-se mais prossesos na justiça pelo Brasil a fora nesse sentido poderia quem haver uma chance para os pequenos provedores, Não sou especialista em direito, mas tudo vai depender da interpretação do Juiz.
    Isso se pudessemos ter certeza na justiça. Tudo acaba nas instancias superiores, onde no Supremo as decisões tem sido ultimamente mais pollíticas do que jurídicas, em alguns assuntos.
    Afinal, eles são nomeados pelo patrão.
    Veja o caso do Daniel Dantas. O presidente do Supremo mandou soltar, o mesmo presidente que não gostou quando soube que ele e muitos outros dos altos escalões estavam sendo monitorados pelo delegado Protógenes. Protógenes estava agindo na legalidade? Não, mas isso não invalida as descobertas que ele fêz. Que meandros o delegado estava desbravando para descobrir "atos secretos"? E acabou o Protógenes caindo no desfavor dos grandes. Ninguém se sentiu mais seguro depois dessa, nem mesmo o presidente do Supremo.
    Até aí tudo bem, escuta telefônica sem autorização é ilegal, mas a máxima, "quem não deve não teme", não está mais valendo. Todo mundo teme. Seja por assuntos que precisam mesmo ser sigilosos ou por assuntos escusos.
    Este mesmo presidente do Supremo foi confrontado publicamente pelo outro ministro do supremo, o ministro Joaquim, num verdadeiro corpo a corpo. E no que deu? Botaram panos quentes no debate e ficou por isso mesmo. Mas o Dr. Joaquim levantou sérias questões que todos nós assistimos pasmados pela TV. E as acusações doo ministro Joaquim, ficaram sem respostas.
    A reação gerada, passados os primeiros momentos foi a mesma da Copélia do seriado "Toma lá da cá": Prefiro não comentar...

    Mas voltando ao início, porque será que o Daniel Dantas, por duas vêzes foi solto por ondem do presidente do Supremo? O mesmo Daniel que há tempos vem envolvido em escandalos, o mesmo que era dono da BrasilTelecom? São tantos os "enlaces" de negociações que já não duvido de mais nada.

    E como voce citou o exemplo da Abramulti, realmente foi uma tentativa nobre da entidade, mas parece que até agora, passado alguns meses, ainda nada de concreto aconteceu. No site da Abramulti até poucos dias atrás ainda não tinha mais comentários sobre os resultados da ação movida pela entidade. E a ação foi contra a própria Anatel. Até agora não ficamos sabendo se já foi julgada ou não. Mas a mim me parece que o resultado já é previsível.

    Tomara que eu esteja errado.






Tópicos Similares

  1. O fim da internet grátis!
    Por TreiscBr no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 2
    Último Post: 28-03-2015, 09:20
  2. Respostas: 15
    Último Post: 28-05-2010, 10:11
  3. Respostas: 14
    Último Post: 09-05-2009, 10:29
  4. Respostas: 66
    Último Post: 01-05-2009, 17:01
  5. Respostas: 2
    Último Post: 01-08-2005, 14:03

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L