+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão SAPIRANGA DIGITAL

    Piada vejam o site www.sapirangadigital.net.br sao parceiros ate da anatel, nao tem licenca de nenhuma torre na cidade, e irao dar internet nas choxas sem usar ou mesmo ter contrato com um provedor que realmente tenha scm, pesso pra galera que vejam isso e relatem o que acham disso, pois vai que vira moda vai todas as prefeituras fazer isso nas choxas tb e quem sabe acabar ferrando muitos provedores.
    Última edição por rafaeltdk; 19-09-2009 às 13:33.

  2. #2



  3. #3

    Padrão

    amigo , se voce não sabe ainda , isto se chama inclução digital, a prefeitura ou governo do estado, pode sim fornecer internet gratis para comunidade sem precisa de contrato ou scm como, e feito para provedores comerciais, só para vc ter ideal na minha cidade tem internet em quase toda cidade gratis para qualquer morador, o gorverno do estado do Pará esta implatando inclusão digital no estado e montando cidades digitais, onde todos tem acesso a internet gratis.

  4. #4

    Padrão

    Citação Postado originalmente por rafaeltdk Ver Post
    ninguem ainda

    Acho que essa é uma tendencia e que cada dia mais cidades digitais estarão presentes no nosso dia a dia, isso ja aconteceu com a internet discada e nem por isso precisa se ficar preocupado, importante apenas ter qualidade nos serviços ainda mais que pelo observado cada torre tem apenas 300kb deve ser uma tartaruga esse sistema



  5. #5

    Padrão

    É rapá, nego nao tem luz mas tem internet, nego nao tem agua mas tem internet, nego nao tem telefone mas tem internet...

  6. #6

    Padrão E tudo lindo

    Citação Postado originalmente por lipeiori Ver Post
    É rapá, nego nao tem luz mas tem internet, nego nao tem agua mas tem internet, nego nao tem telefone mas tem internet...
    Pra ganhar voto fazer alarde e tudo muito lindo, porem tem tanta coisa ainda pra resolver na cidade mas, no momento o que importa e ganhar voto, e tanta grana rolando e nunca foi tao facil usar a internet para projeto de voto disfarcado, falar em seguranca em saude em emprego nao da mais voto, agora procura no google sobre inclusao digital, to vendo que se realmente isso for verdade a cosia vai ser complicada, link dedicado carissimo operadoras vendendo 10 mega por 59,90, prefeitura virando provedor, para competir com isso so vendendo link acima do mega, e os clientes que usam planos reduzidos estes podemos tirar da lista de clientes pois serao os primeiros a cair fora.



  7. #7

    Padrão BHAAAAA

    MAS BHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA TCHEEEEEEEEE
    SEM PALAVRAS....
    EU É QUE NÃO QUERIA TER PROVEDOR EM SAPIRANGA/RS..

    Meus pesames aos amigos que provem serviço nessa cidade.

  8. #8
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Bom dia,

    não é exatamente verdadeiro que "prefeitura não precisa de licença ou outorga" para operar. Ocorre que prefeituras não precisam seguir todo os trâmites de uma outorga SCM, mas precisam de uma licença SLP e registrar estações. Caso contrário, estarão "piratas" e operando de maneira ilegal.

    Mas, preparem-se: próximo ano de eleições. Teremos muitos projetos pipocando pelo país. Vocês sabem: políticos são oportunistas por natureza. Concordo com o colega que disse que no país em que muitos não tem eletricidade em casa, dentre várias outras coisas, às vezes nem o que comer nem onde morar. Entretanto, aparecem tantos projetos "politiqueiros". Digo politiqueiros (sem medo de errar) pois a saúde é péssima, segurança nem se fala, educação precisa melhorar muito e muitos não tem o que comer.

    Inclusão digital não é isso. Inclusão digital é a prefeitura preparar salas, telecentros e escolinhas para os cidadãos aprenderem a utilizar o computador, acesso à internet para quem não tem computador em casa, facilitar a aquisição de computadores para baixa renda e várias outras formas de agir.

    Internet grátis? Politicagem na certa, concorrência desleal e uma grande possibilidade de corrupção.



  9. #9

    Padrão

    Aqui na minha cidade, Cascavel/PR, também está ocorrendo o mesmo... É ver no que dá... Mas já estou pensando em como reagir/sobreviver nesse cenário... Acho que, como provedores, temos que nos unir e pensar em novas estratégias/serviços. Semana passada ainda circulou por aqui no forum uma matéria sobre uma política do governo federal de inclusão digital, onde teria uma série de medidas, inclusive, para auxílio aos provedores via-rádio. Acho que a saída será justamente as chamadas Parcerias Público/Privadas com os governos, sejam eles municipais, estaduais ou até federal.

  10. #10

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lipeiori Ver Post
    É rapá, nego nao tem luz mas tem internet, nego nao tem agua mas tem internet, nego nao tem telefone mas tem internet...
    e usam notebook que funciona com manivela, hehehhe



  11. #11
    Não Registrado
    Visitante

    Padrão Inclusão Digital

    "Inclusão digital não é isso. Inclusão digital é a prefeitura preparar salas, telecentros e escolinhas para os cidadãos aprenderem a utilizar o computador, acesso à internet para quem não tem computador em casa, facilitar a aquisição de computadores para baixa renda e várias outras formas de agir."

    A cidade de Sapiranga conta com diversos telecentros e praticamente todas as escolas municipais possuem acesso à Internet há muitos anos. Com projetos de financiamento como do Banco do Brasil é muito fácil adquirir computadores (mesmo à manivela!!!) de baixo custo (netbooks)... O Sapiranga Digital foi o próximo passo: o cidadão tem acesso na própria residência.

    Mas como uma família que tem renda total de 500 pilas vai pagar mais de 100 reais por mês pra ter Internet (conta junto telefone, com a "pequena" taxa básica)?

  12. #12
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Olha,

    a questão não é exatamente essa: duvido que somente as famílias de baixa renda terão internet gratuita, mas todos. Considero justo que pessoas que não tenham condições tenham ajuda. Porém, o poder público não pode bancar o "paizão" sempre. Aliás, os políticos só tem interesse em ajudar onde dá mídia. Saúde, educação, alimentação e segurança para o povão são coisas de último plano.

    Não pensem todos que estou "legislando em causa própria". Para mim tanto faz atender um cliente pessoa física, jurídica ou governo. Alías, tenho clientes como prefeituras e alguns órgãos. Não tenho mais porque não tenho interesse: há muito jogo de interesse e propostas nada éticas. Entretanto, insistir nisso só traz aborrecimentos (de minha parte). Portanto, que o mercado regule tudo isso e vamos ver até que ponto esses projetos sobreviverão. Somente preferi opinar e não "lavar as mãos" para e em tudo o que acontece. Como diz os sábios do interior: "o mal feito é da conta de todo mundo".