+ Responder ao Tópico



  1. Pessoal,

    Após estudar um pouco a respeito do 802.11x e rádios pensei em escrever isto para que todos que queiram façam criticas ou sugiram coisas que podemos acrescentar e iluminar um pouco mais nossas mentes sobre a capacidade dos rádios do mercado.

    Normalmente o chipset dos rádios possuem um determinado chip ou chips denominados de SOC ou System on Chip e nesse chip (ou chips) é realizado todo um trabalho dedicado para uma determinada função ou funções. No caso do WiFi estes chips são os responsáveis pelo tratamento apenas do protocolo 802.11x, ou seja, é o responsável por encapsular e desencapsular os dados dentro de um quadro do protocolo, além de transmitir e receber o sinal de RF. Também é responsável pelo controle de colisão e da criptografia dos dados.

    O quadro 802.11x possui 2.346 bytes sendo que destes 2.312 bytes (~18500 bits) é o tamanho do payload que é onde os dados vão guardados. O pacote em si chega a ter no total 18.768 bits.

    De acordo com o protocolo e dependendo do rádio e distancia que estamos usando, podemos ter taxas de transmissão por volta de 5 Mbps, quando estabelecemos o enlace do cliente a antena do pop.

    Tomando como base que temos uma taxa de 5 Mbps estabelecida entre um cliente e o pop, e um cliente que contratou uma banda de 1 Mbps, o 802.11x irá montar algo como 56 quadros para transmitir essa banda.


    Como o quadro possui 18.768 bits os 56 quadros irão totalizar 1.051.000 bits. Se a taxa do enlace é de 5 Mbps para transmitir o 1 Mbps do cliente vamos tomar aproximadamente o tempo de 1/5 do segundo para transmitir os 56 quadros do 1 Mbps, ou seja, 200 ms.

    Sendo assim e imaginando que não ocorrerão colisões na transmissão um cliente com a banda de 1 Mbps irá levar o tempo de 200 ms para transmitir um pacote e assim, estimando um tempo de processamento de 2 ms no rádio podemos ter no mesmo rádio 5 clientes de 1 Mbps pendurados simultaneamente.

    Tomando estes cálculos como premissa o segredo é estabelecer para um mesmo rádio enlaces com no mínimo de 10 Mbps para os clientes e com isso a capacidade de clientes simultâneos cresce para 10 clientes.

    Se utilizar o 802.11g e conseguir estabelecer enlaces de 24 ou 36 Mbps entre cliente e pop (camada física do 802.11x) o número de clientes simultâneos de 1 Mbps sobe para algo como 20 ou 30 clientes respectivamente. O tempo de transmissão do pacote de 1 Mbps no caso do enlace de 24 Mbps fica em torno de 46 ms (0,046 s).

    Conclusão, quanto maior a capacidade do enlace estabelecido na camada física do 802.11x, maior o número de clientes que podem ser pendurados no mesmo rádio.

    Gente este “pensamento” está baseado no principio de que o rádio somente fará o encapsulamento/desencapsulamento do protocolo 802.11x e o processamento de controle de banda, nat, roteamente, etc. estará a cargo de outro circuito ou parte do circuito e que inicialmente neste tópico eu citei que seria uma RB433AH.

    Ficou faltando neste post uma forma de determinar a quantidade de clientes que podemos pendurar seguramente no mesmo rádio tendo em vista o uso estatistico deste tipo de rede e vou pensar em algo para postar em outra ocasião.

    Bom, este é uma ídeia inicial de uma forma de planejamento para determinar a capacidade de um pop.

    Fiquem a vontade para criticar este post.

    Abraços,
    Última edição por wagnerb; 07-12-2009 às 00:36. Razão: grafia

  2. Citação Postado originalmente por wagnerb Ver Post
    Pessoal,

    Após estudar um pouco a respeito do 802.11x e rádios pensei em escrever isto para que todos que queiram façam criticas ou sugiram coisas que podemos acrescentar e iluminar um pouco mais nossas mentes sobre a capacidade dos rádios do mercado.



    ...

    Ficou faltando neste post uma forma de determinar a quantidade de clientes que podemos pendurar seguramente no mesmo rádio tendo em vista o uso estatistico deste tipo de rede e vou pensar em algo para postar em outra ocasião.

    Bom, este é uma ídeia inicial de uma forma de planejamento para determinar a capacidade de um pop.

    Fiquem a vontade para criticar este post.

    Abraços,

    Cara, acho que vc acertou em cheio... bate com o que eu tenho como sendo o modo como as coisas funcionam e ainda explicou uma coisa que não entrava na minha cabeça...
    Isso:
    "Gente este “pensamento” está baseado no principio de que o rádio somente fará o encapsulamento/desencapsulamento do protocolo 802.11x e o processamento de controle de banda, nat, roteamente, etc. estará a cargo de outro circuito ou parte do circuito e que inicialmente neste tópico eu citei que seria uma RB433AH."
    É muito importante e não tinha me dado conta... Mas é claro que tem de ser assim...

    Não sei se foi a forma como vc falou ou se eu mesmo que não entendi como devia, mas tinha para mim que rádio era o conjunto todo, processamento era só em CPU do 'conjunto todo', mas agora entendi que quando vc falou em processamento algumas vez, estava se referindo ao processamento do rádio(que para mim seria o transmissor/receptor)... E vc não está errado, afinal o encapsulamento tem de ser processado, mas isso é feito no chip do transmissor/receptor e não na CPU... acho que agora alinhamos os ponteiros... hehe como diria o kiko: "Ahhh mas se é assim, sim..." heh

    Sobre o limite de usuários, deixando de lado a questão da trasmissão/recepção, pode haver o limite por processamento de CPU, a cada cliente a mais, esse processamento aumenta (por roteamento, controle de banda e etc...) e pode-se, por exemplo atingir 100% de CPU sem atingir a capacidade do transmissor/receptor... o gargalo seria a CPU e não o transmissor/receptor... Eu nunca ouvi falar em haver gargalo no transmissor/receptor, mas sempre imaginei que existisse um limite, e é ai que a minha dúvida se torna a mesma que a sua... como saber esse gargalo... a capacidade do transmissor/receptor (ou o seu chip...)

    Pois é... se alguém puder dar uma luz! acho que é de grande valia mesmo!
    Última edição por pedemesa; 07-12-2009 às 08:47.



  3. Citação Postado originalmente por pedemesa Ver Post
    Cara, acho que vc acertou em cheio... bate com o que eu tenho como sendo o modo como as coisas funcionam e ainda explicou uma coisa que não entrava na minha cabeça...
    Isso:
    "Gente este “pensamento” está baseado no principio de que o rádio somente fará o encapsulamento/desencapsulamento do protocolo 802.11x e o processamento de controle de banda, nat, roteamente, etc. estará a cargo de outro circuito ou parte do circuito e que inicialmente neste tópico eu citei que seria uma RB433AH."
    É muito importante e não tinha me dado conta... Mas é claro que tem de ser assim...

    Não sei se foi a forma como vc falou ou se eu mesmo que não entendi como devia, mas tinha para mim que rádio era o conjunto todo, processamento era só em CPU do 'conjunto todo', mas agora entendi que quando vc falou em processamento algumas vez, estava se referindo ao processamento do rádio(que para mim seria o transmissor/receptor)... E vc não está errado, afinal o encapsulamento tem de ser processado, mas isso é feito no chip do transmissor/receptor e não na CPU... acho que agora alinhamos os ponteiros... hehe como diria o kiko: "Ahhh mas se é assim, sim..." heh

    Sobre o limite de usuários, deixando de lado a questão da trasmissão/recepção, pode haver o limite por processamento de CPU, a cada cliente a mais, esse processamento aumenta (por roteamento, controle de banda e etc...) e pode-se, por exemplo atingir 100% de CPU sem atingir a capacidade do transmissor/receptor... o gargalo seria a CPU e não o transmissor/receptor... Eu nunca ouvi falar em haver gargalo no transmissor/receptor, mas sempre imaginei que existisse um limite, e é ai que a minha dúvida se torna a mesma que a sua... como saber esse gargalo... a capacidade do transmissor/receptor (ou o seu chip...)

    Pois é... se alguém puder dar uma luz! acho que é de grande valia mesmo!
    Acima havia explicado de forma mais simples sobre isso, que quanto mais dispositivos conectados trafegando, havera um aumento da CPU, agora eu sempre tive essa sua dúvida tambem que é sobre a capacidade do transmissor e receptor. Bom... vamos estudando e discutindo, estamos chegando an resposta!

    Abraços!

  4. Citação Postado originalmente por pedemesa Ver Post
    Cara, acho que vc acertou em cheio... bate com o que eu tenho como sendo o modo como as coisas funcionam e ainda explicou uma coisa que não entrava na minha cabeça...
    Isso:

    Sobre o limite de usuários, deixando de lado a questão da trasmissão/recepção, pode haver o limite por processamento de CPU, a cada cliente a mais, esse processamento aumenta (por roteamento, controle de banda e etc...) e pode-se, por exemplo atingir 100% de CPU sem atingir a capacidade do transmissor/receptor... o gargalo seria a CPU e não o transmissor/receptor... Eu nunca ouvi falar em haver gargalo no transmissor/receptor, mas sempre imaginei que existisse um limite, e é ai que a minha dúvida se torna a mesma que a sua... como saber esse gargalo... a capacidade do transmissor/receptor (ou o seu chip...)

    Pois é... se alguém puder dar uma luz! acho que é de grande valia mesmo!
    É Pedemesa,

    O luz me chegou quando eu lembrei de um rádio da NEC o Pasolink para um circuito que projetei para uma localidade do Amazonas (Coari) esse rádio tem o módulo de RF separado do processamento dos canais E1 e conversando com uma amigo que me falou a mesma coisa cheguei a esta conclusão.

    Fora os datasheets dos radios que encontrei eu vi que o chipset é bem dedicado a este protocolo.

    O limite de usuários tem muito a ver com a CPU, mas o rádio aguenta que sejam "enlaçados" na camada física muitos clientes remotos, já li que chegam a 100 clientes.

    Agora dependendo do número de clientes pela banda contratada podemos ter um gargalo já no rádio e isto vai depender da estatistica de acesso dos clientes de forma simultanea.

    Mas isto é coisa pra uma matematica legal e também de um controle do provedor em ficar verificando a forma de acesso dos seus clientes para determinar se um determinado rádio do pop esta chegando ao seu limite.

    Abraços,



  5. Pessoal, como eu escrevi o chipset da realtek o RTL8186 que equipa um bando de radios no mercado faz tudo q é preciso no 802.11x e chega a ter 2 portas ethernet de 10/100 Mbps.

    É equipado com um processador Lexra e possue diversas funcionalidades.

    Agora resta fazer um estudo mais detalhado desse chip pra entender a capacidade dos radios do mercado.

    Abraços,
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos RTL8186spec_preliminary.pdf  






Tópicos Similares

  1. Respostas: 1
    Último Post: 16-12-2015, 18:22
  2. Qual a capacidade de um POP com nv2???
    Por jcmaster85 no fórum Redes
    Respostas: 8
    Último Post: 05-06-2015, 10:42
  3. Respostas: 1
    Último Post: 08-06-2006, 20:54
  4. Respostas: 2
    Último Post: 12-01-2005, 22:14
  5. Mais de um radio na maquina
    Por Bronius no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 13-07-2004, 09:10

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L