+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por nikollas Ver Post
    Caramba tb estou perdido nisto, mais pensandoa aqui já que não precisa de um profissional para expedir então poderia compra esta equipamento para medir e com isto medir os concorrentes e assim quem tiver fora das normal fazer a denucia a Anatel, porque só um seguir as normal enquantos outro faz o que quer sem lincença ou SVA da vida e sem nenhum dor de cabeça, pois a anatel só fiscaliza quem tem resgistro é muito mais facio para ela.
    Gosto de comparar sempre à uma construção civil, vc pode instalar o autocad e fazer o projeto da sua casa, respeitando as normas para esse fim, mas para ter validade como projeto, o mesmo precisa ser assinado por um engenheiro e ter a anotação de responsabilidade técnica, essa lógica serve para todas as áreas da engenharia, inclusive telecomunicações.

    Abraços!

  2. Alguns amigos engenheiros não concordariam com essa analogia ... hehehehehehehe ... mas, tendo o equipamento para fazer é isso aí mesmo que o Kleber falou.



  3. Alguém já respondeu para Anatel sobre o assunto: Lei 11.934 de 5 de maio de 2009 considerando determinação constrate do Acórdão no 2658/2009 TCU-Plenário?
    tem que manda um laudo ou somente responder dizendo que os equipamento estar usando esta dentro das normas.
    Att...

  4. Amigos.

    Vejam a resposta que recebi de um Engº, quando fiz uma consulta sobre a confecção do Laudo Radiométrico.

    O Laudo radiométrico não é um procedimento tão simples como vem sendo passado. Este laudo, deve ser elaborado com maiores detalhes e informações, além do que é demonstrado no Anexo à Resolução 303/2002 da Anatel.

    A Resolução apenas passa a parte mais simples, para a elaboração de um laudo simples. Os laudos elaborados por nós vão com maior quantidade de informações, pois para isso é feita uma vistoria na estação do cliente, onde são retiradas todas as informações necessárias para que o laudo atenda ao que pede a agência.

    Os cálculos devem levar em conta, além da potência do rádio e do ganho da antena, a altura das antenas, e, caso tenha mais de uma frequência de trabalho na torre, de outra operadora, por exemplo no caso de autorizadas que compartilham torres de celular, ou com outra autorizada, deve-se levar em conta TODAS as antenas e frequências utilizadas, para que realmente a estação atenda ao que pede esta resolução.

    No laudo elaborado por nós, também é levado em conta os índices de absorção permitidos pela legislação, onde são feitos os cálculos utilizando a massa de indivíduo, por membros, ou seja, cálculos específicos para absorção em todo o corpo, desde a cabeça, membros superiores e inferiores, onde fica explícito que a estação atende ou não à todos os requisitos solicitados pela Anatel.

    Tal laudo deve ser acompanhado pela ART emitida pelo profissional que elaborou o mesmo, que deve ser registrada no CREA de origem da estação licenciada, dando assim a validade necessária ao mesmo.

    As estações repetidoras, ou isentas de licenciamento, não são obrigadas a manter tal laudo, mas, o mesmo pode ser solicitado à qualquer tempo pela Anatel, de qualquer estação conforme o Art. 66 da resolução 303/2002 que diz:

    “Art. 66. Estão isentas da necessidade da avaliação por profissional habilitado, as estações transmissoras de radiocomunicação enquadradas nos seguintes casos:

    I. Estações com operação itinerante, definidas pela Agência;
    II. Estações de aeronaves e embarcações;
    III. Estações de radiocomunicação isentas de licença para seu funcionamento;
    IV. Estações de enlaces ponto-a-ponto cuja radiofreqüência de operação seja superior a 2 GHz e a potência do transmissor seja inferior a 2 (dois) watts;
    V. Estações terminais para as quais o licenciamento é efetuado observando procedimento próprio estabelecido no Regulamento para Arrecadação de Receitas do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações – FISTEL, aprovado pela Resolução no 255, de 29 de março de 2001, excetuando-se os terminais portáteis enquadrados no Capítulo II, do Título III, deste regulamento.

    § 1o. A isenção de que trata o caput, não exime as estações transmissoras de radiocomunicações do
    atendimento aos limites de exposição estabelecidos.

    § 2o. A Anatel poderá determinar, a qualquer momento, que quaisquer estações, mesmo as
    enquadradas nos incisos acima, sejam avaliadas para demonstração do atendimento aos limites de
    exposição estabelecidos.”


    Qualquer nova solicitação estou à disposição.


    Diante do acima exposto, vejo que não é assim tão simples a confecção deste laudo. Quem tiver mais novidades sobre o mesmo, que poste aqui no forum.


    Saudações a todos.



  5. Hoje falei com eng. que dar suporte quando precisamos e o mesmo nos informou que foi até a central da Anatel e o que aconteceu foi um erro da mesmo que startou esta correspondência para todos que critérios e que não vale para nos provedores que tem SCM.
    Fica aqui a dica onde muito eng. esta aproveitando para ganhar um $$ a mais.
    Att....






Tópicos Similares

  1. Engenheiro que ja fez laudo radiométrico
    Por Atunes no fórum Redes
    Respostas: 16
    Último Post: 30-09-2015, 22:42
  2. Laudo Tecnico para Banco
    Por sneeep no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 9
    Último Post: 05-08-2012, 15:56
  3. Respostas: 32
    Último Post: 14-03-2012, 21:10
  4. LAUDO RADIOMETRICO
    Por Genis no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 14-03-2012, 11:54
  5. Laudo Técnico
    Por luciano9135 no fórum Redes
    Respostas: 6
    Último Post: 26-12-2010, 23:26

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L