Página 3 de 18 PrimeiroPrimeiro 12345678 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. É isso ai amigo, tem que aproveitar a oportunidade! Aqui se alguém aparecer para comprar e oferecer um valor razoavel eu não pensaria 2X. Aqui minha dor de cabeça é ainda maior pois o escritório fica ao lado de casa, ou seja qq dor de barriga o cliente vem até aqui no portão. A adrenalina do negócio para quem gosta é muito louca, mas vai se acabando ao longo do tempo com o rumo que o ramo vai tomando, todos os lugares é a mesma coisa, frequencia poluida, clandestinos, roteadores e mais roteadores não tem mais pra onde apelar, tentei trabalhar com equipamento proprietário aqui (Canopy) veio um provedor FERRADO aqui na cidade e até as APs motorola começaram a entrar em modo de proteção, ou seja inviabilizou uma tentativa, 5.8Ghz ja era tmbm a prefeitura montou uns 20 enlaces cortando a cidade inteira em 5.8 com grades enormes da Hyp. E a Anatel? nada... Temos link da telefonica aqui parado, a mesma é pésssima de negocio e altamente burocratica pagamos sem usar aguardando uma droga de fidelidade. Bom mesmo é para os piratas de quarteirão, mal sabe eles o transtorno que causam para uma empresa de verdade que paga uma tonelada de impostos e tem funcionários, eles com 2MB ADSL colocam 30 clientes, pagam o link e ainda tiram um salario!!!! Sem dúvida para quem começou agora deve ser bacana mais quando cai a ficha dá até pânico!

  2. Citação Postado originalmente por alamdias Ver Post
    Sempre acima... realmente não existe sucesso que compense o fracasso da família
    "Nenhum sucesso na vida, compensa o fracasso no lar" (David O. Mackey) Só essa frase justifica sua decisão... Felicidades Alan!!!



  3. Caro Alam,

    Li seu relato e concordo em gênero e grau, até parece que as palavras sairam da minha cabeça.

    Como o colega disse: provedor é tudo igual, só muda o nome.

    Concorrência desleal, fiscalização falha, altíssimos impostos, cliente chato, link caro além de boicote são algumas dos vários problemas que as vezes perdemos o "gás", como disse o Pirigoso.

    Desejo a você boa sorte nesta guinada em sua vida.

  4. neste ramo nos tornamos refens do nosso próprio negócio e não sei o que acontece que acabamos por gostar disso,agora em relação a tempo a familia e para nós mesmos ,isso não existe reconhecimento perante aos clientes sem chance, as vezes passa pela cabeça ' O quê que estou fazendo aqui? 'rs rs...Que Deus ilumine seu caminho (agora mais light) e aproveite bem seu tempo junto a sua familia ,abraços e boa sorte......



  5. Amigo Alam!

    Pelo teu depoimento, vê-se que é algo bem pensado. Não é por impulso, quando a maioria de nós começou. E a mudança de runmos está acontecendo de forma digna, como é próprio da tua pessoa.
    E na verdade você não vai mudar de ramo, pois o provedor era um dos produtos da tua empresa. Os outros continuarão através da loja de informática.
    Com certeza todos nós agradecemos os conselhos e orientações que recebemos em inúmeros posts onde tu sempre passou a experiência pessoal na área.

    Este negócio de não ter horário e tempo nem para liberar nossas flatulências, como citou outro amigo, é pura verdade. E a medida que passa o tempo fica mais difícil sair do ramo, pois uma vêz começado não tem como parar, a não ser de forma drástica e brutal, como um lacre, falta de link, etc. etc. Mas sempre muito traumática.
    A forma que tu encontrou com certeza foi a melhor, pois manteve teu relacionamento inabalado com teus clientes.
    Eu tenho pensado nisso, pois estou a caminho dos 64 e não encontrei ninguém ainda que num futuro próximo venha a assumir esta bronca. Dos filhos, ninguém quer.

    E agora, com mais tempo, gostaríamos de usufruir da presença do amigo com mais assiduidade, já que não terá mais a pressão do dia a dia causado pela atividade do provedor.
    Tua presença é muito importante para troca de experiências e até de algum puxão de orelha quando necessário.

    E sempre que surgir a questão da viabilidade de um provedor, tua palavra terá o peso correto, pois estas saindo no momento exato e com as coisas sob controle. Tenho lido muitas vezes que o mais importante é ter um bom serviço para manter clientes, o que não deixa de ter uma parcela de verdade, mas há momentos em que não depende mais de nós, mas de situações as quais não estão sob o nosso controle.

    E, durante este ano, muitas coisas ainda virão atormentar ou até aliviar nossa atividade. O plano Nacional de Banda Larga vai deixar o papel e virar uma realidade.
    Dias desses ouvi um depoimento de uma conselheira da Anatel, onde ela deixou transparecer que está em estudo até uma possível tarifação do serviço de banda larga, aos moldes da tarifação em telefonia, o que pode ser bom ou não, dependendo do desenrolar dos acontecimentos.

    Abraços






Tópicos Similares

  1. Despedida do ramo de provedores.
    Por dmnetcatende no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 10
    Último Post: 28-04-2013, 16:07
  2. Alteração Do Quadro Societario De Provedores
    Por alexebrom no fórum Redes
    Respostas: 18
    Último Post: 16-05-2012, 16:04
  3. Realidade de Provedores do Interior de SP
    Por fwsolutions no fórum Redes
    Respostas: 9
    Último Post: 04-03-2011, 09:43
  4. Respostas: 89
    Último Post: 19-02-2009, 07:20
  5. Respostas: 16
    Último Post: 04-09-2007, 11:58

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L