+ Responder ao Tópico



  1. rogeriodj me passa ai a marca do nobre.. que vc comprou por favor estou com serios problemas e vou adquirir cum profissional tambem obrigado.

  2. e existe alguma forma de eu ligar por exemplo:
    10 baterias de 45 amp ligadas em série totalizaria 120volts
    só restaria saber se as fontes dos micros guentam 120 volts, e se existe um carregador inteligente para 110~120 volts. ou então comprar 10 carregadores de 12V e 3 amperes e ligar um em cada bateria

    ai teriamos energia pura.

    acredito que 10 baterias de 45 amp dura muito, tipo umas 30 horas frocho.



  3. Cidadão.

    Você não está esquecendo de nada não?

    Bateria é CC (corrente contínua) a tensão da tomada da residência/comércio é CA (corrente alternada).

    Liga um micro em uma tomada de 127VCC e veja o que acontece.

  4. Citação Postado originalmente por gzanatta00 Ver Post
    e existe alguma forma de eu ligar por exemplo:
    10 baterias de 45 amp ligadas em série totalizaria 120volts
    só restaria saber se as fontes dos micros guentam 120 volts, e se existe um carregador inteligente para 110~120 volts. ou então comprar 10 carregadores de 12V e 3 amperes e ligar um em cada bateria

    ai teriamos energia pura.

    acredito que 10 baterias de 45 amp dura muito, tipo umas 30 horas frocho.
    Baterias usam C.C. (corrente contínua) e eltrônicos em greal que possuem fontes internas usam A.C. (Corrente Alternada).

    No caso de alimentar circuitos DC como diretamente RB's e outros circuitos que usem fontes externas, uma excelente dica é colocar no caso das RB's duas baterias em série para obter 24V, e um carregador "Inteligente"que não sature a carga ! No caso de precisar de 12V pode-se extrair de uma das baterias.
    Ou seja resumindo 2 Baterias em série 24v para RB's e dispositivos compatíveis com essa voltagem
    1 Bateria 12V para compatíveis com essa voltagem
    No caso de usar 2 em série com carregador de 24V e Amperagem compatível com o tempo de recarga desejado, tem se a vantagem de obter 12V retirando a voltagem diretamente dos polos de uma das baterias.
    Quanto a Amperagem do carregador é em relação ao tempo que ele vai levar para recarregar a bateria escolhida.
    É uma boa escolha um carregador de pelo menos 5 - 10 Ah para recarregar um bloco de até 60Ah 12v ou 120Ah 24V
    Se o carregador for muito fraco (baixa amperagem) pode não conseguir recarregar uma bateria completamente esgotada.

    Se as dicas foram úteis não esqueça de clicar na estrelinha aqui em baixo e qualificar ! Obrigado!



  5. As fontes chaveadas de PC, RB's, monitores, operam com CC normalmente, elas tem uma ponte de diodos na entrada pro CA da rede virar CC.

    Tem que ver o seguinte, fontes com seleção manual de tensão (Voltagem é o %&$@#) com a chave em 115V operam com dobrador de tensão na entrada (Os 2 capacitores grandes na entrada), com a chave em 220V ela opera como as outras fontes. O problema disso é: Precisa uma tensão CC bem alta pra essas fontes, algo na casa dos 260VCC já é suficiente.
    (Fontes que operam de 90-240VCA operam tranquilo a partir dos 130VCC, ou seja, "só" 13 baterias 12V)

    Se usar bateria de chumbo ácido seriam hipotéticas 130 células, ou 21 baterias de 12V. O problema é que a celula não pode descarregar além de 1,8V (Ou 10,8V em baterias 12V), nem ultrapassar 2,25V (Ou 13,5V em baterias 12V), de modo que precisaria um carregador pra flutuar a tensão em uns 280VCC, e cortar a alimentação quando a tensão baixasse pra 225VCC. Uma coisa trabalhosa.
    Como seriam 126 celulas de chumbo-acido em serie, as chances de problemas em uma célula existem. A resistencia interna dessas celulas varia no mesmo lote e na mesma bateria 12V, teria que ter carga em C10 (10% da capacidade da bateria, se a capacidade é de 60A a carga deve ser feita com corrente de 6A ou menos para maximizar a vida util da bateria e extrair o maximo dela) e precisaria controle de temperatura. Alias, pra bateria render mais o consumo também deve ser de até uns 10% da capacidade nominal da bateria, o ideal mesmo seria uns 5% da capacidade (Se é bateria de 60A o consumo que a fará entregar 60A será 3A, porque se o consumo for de 10A ela entregará somenta 55A (Ou 5 horas e meia a 10A)).

    Enfim, é trabalhoso fazer isso.

    A estratégia inicial de usar inversor e carregador todos desrecomendaram mas ninguem falou o motivo: Inversor de preço acessível, e fonte chaveada de preço acessível, duraria poucos meses operando 24h.dias, teria que ser uma fonte de corrente bem maior que o exigido, e um inversor de potencia maior que o consumido, para que o aquecimento fosse menor, e consequentemente a vida util dos 2 aparelhos fosse aceitavel.

    O rendimento dos inversores e fontes chaveadas claro que é um problema, não nego, mas o fato de uma fonte 13,5V 20A de R$ 150, e um inversor de 2000W de R$ 350, pifarem somente após 3 meses de uso 24x7, acho um custo maior que a perda energética.
    (Uma fonte chaveada 13,5V (Pra bateria flutuar não pode ser fonte 12V, tem que ser 13,5 ou 13,8V) com rendimento de 70 ou 75% é o que há no mercado. Inversor com rendimento de 70-75% também o mais normal no mercado. Como a fonte chaveada das RBs, as fontes chaveadas de switch e roteador, as fontes ATX de desktops (Servidores) também está na casa dos 75%, vamos a conta: Uma RB600 com 4 cartões, consome uns 35W, um switch qualquer digamos 10W, um par de modens mais uns 10W, um servidor desktop uns 60W, digamos que dá um total de 115W. Na entrada das fontes teriamos 152W, na entrada do inversor teriamos consumo de 202W, na entrada da fonte chaveada que carrega a bateria teriamos 268W, ou seja, desperdício REAL de uns 133%, você pagaria mais que DOBRADO pela energia consumida no fim da ponta.
    (Claro que mesmo direto na tomada você pagaria 33% a mais devido ao rendimento das fontes, mas é uma diferença de 100% a mais)

    Por isso o uso de nobreaks com entrada de bateria externa é a opção mais usada, para quem não quer fazer verificações de rotina, nem precisa autonomia gigante, nem quer gastar muito, é o jeito simples e prático.

    Se conseguir nobreak 24V ou 36V melhor. Atentem a corrente maxima que esses nobreaks carregam, se o nobreak tem capacidade de fornecer digamos 10A na carga é fundamental que as baterias nunca ZEREM se somarem mais de uns 45A. A corrente para quando a bateria está zerada (Ou na casa dos 1,5V por celula (Bateria 12V tem 6 celulas)) é bem alta, tome por media uns 35% da capacidade nominal da bateria. Se o nobreak dá conta de desligar quando a tensão baixa de 1,8V por célula as baterias podem somar 10 vezes o valor da corrente de carga (Lembrando que carga decente é carga lente, ou seja, em 12 horas).
    Última edição por rubem; 10-10-2010 às 01:47.






Tópicos Similares

  1. Construindo um Shield para a Rocket Dish
    Por leandromaciel no fórum Redes
    Respostas: 112
    Último Post: 01-02-2013, 23:34
  2. Construindo um WATTIMETRO WIFI
    Por joaocaramba no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 27-11-2007, 21:52
  3. Criando um Super Servidor de Squid
    Por fabio-ensite no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 23-01-2006, 08:12
  4. Configurar um Super-Server???
    Por ifc0nfig no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 14-11-2005, 11:49
  5. Como criar um super usuario ??
    Por giuliano no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 8
    Último Post: 12-10-2004, 20:31

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L