Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão Re: Torre sem pararraios

    o que seria aterramento virtual? protetor de surtos?

  2. #22

    Padrão Re: Torre sem pararraios

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    o que seria aterramento virtual? protetor de surtos?
    Terra virtual é quando tem no circuito (Só vejo o termo em amplificadores) um ponto em que o DDP com relação ao GND é bem baixo a força (Não por ter um mero resistor de 0,1 ohms, e sim porque há feedback ou algo do tipo criando um resistencia virtual de baixo valor com relação ao gnd).

    Também se usar pra informar que o GND do circuito não pode ser "unido" ao GND de outro aparelho similar, ou que não pode unir o terra virtual ao GND. Caso dos amplificadores com ampops em ponte, o terra é virtual que vai para o alto-falante, que se for unido/juntado ao gnd perde potencia ou danifica o circuito.

    Se você tem um transformador isolador, na entrada terá um terra ou neutro, mas na saída terá um DDP entre os 2 terminais do trafo, mas náo entre um desses terminais e o terra. Poderá ter (Probabilidade, não certeza) não por força do circuito, e sim por acumulo atmosférico transferindo carga pelo ar, acumulo que aumenta conforme aumenta o tamanho da area exposta (Torre metalica terá muito mais acumulo que se a torre fosse plastica e as ferragems fosse só das antenas e cabos).

    Só é 'tecnico' falar em 'terra virtual' em preamps, mas noutros circuitos em que temos um ponto do circuito que bem poderia ser aterrado, mas não tem contato com terra, chamamos de terra virtual pra diferenciar explicitamente do que tem algum contato com terra.

    A carcaça de um carro, é um GND, um ponto de referencia comum, que permite ligar uma 2ª bateria para ter tensão positiva, negativa, e gnd. Não é um terra virtual no sentido técnico do termo, mas como chamariamos esse gnd? Uma torre, sem aterramento, com radios alimentados por fontes chaveadas, o GND dessas fontes é virtual porque não tem contato com o neutro da rede AC, se a torre tem contato apenas com esse gnd da fonte chaveada, e não tem aterramento, ela está desacoplada do neutro, da terra, mas tera algum ddp com relação a terra, e esse ddp pode ser positivo como a terra, negativo como as nuvens proximas, ou negativo como a terra naquele local e momento, ou positivo como as nuvens proximas naquele momento.
    (A polarização da terra acompanha as nuvens, só tem descargas e raios em dias de vento e muitas nuvens porque são momentos em que nuvens de diferentes polarizações passam proximas e o fruto desse ddp todo é raio. A terra não muda tão depressa de polarização quanto o vento leva as nuvens, a descarga ar>terra ocorre em tudo, seja objeto alto, baixo, pontiagudo ou não, mas ainda assim demora pra "inverter polarização". A polarização de uma antena não aterrada ficaria ao léu, dependendo somente da sua pequena area de contato com o ar pra mudar de polarização, ou seja, se ela passar 3 dias rodeadas de nuvens de carga positiva, e uma misera nuvem de carga negativa se aproximas, a terra tem muita massa pra receber influencia, trocará de polarização mais rápido que a torre, e a torre estará então muito mais exposta a descarga do que a terra)
    Última edição por rubem; 15-08-2010 às 03:34.



  3. #23

    Padrão Re: Torre sem pararraios

    Olha, eu ja vi um raio cair em uma torre, sobro so a torre, os equipamentos forao destroçados, os coaxias virarao do avesso, na minha opinião para raio protege de pequnas descargas eletricas e nada além disso.

  4. #24

    Padrão Re: Torre sem pararraios

    Citação Postado originalmente por mutuka Ver Post
    Olha, eu ja vi um raio cair em uma torre, sobro so a torre, os equipamentos forao destroçados, os coaxias virarao do avesso, na minha opinião para raio protege de pequnas descargas eletricas e nada além disso.
    Realmente a proteção é relativa. Mas um bom aterramento conferido com terrômetro vai ajudar.
    Mas o que me motivou a abrir o tópico foi o fato de ver uma torre repetidora de tv que está lá pelo menos a 40 anos. Quando cheguei em baixo e não vi cabo de pararraios descendo, mas só a torre aterrada , fiquei intrigado. Na verdade as antenas não estão na ponta da torre, mas mais abaixo. Daí que o chamado "poder das pontas" vai funcionar como se fosse o captor de franklin e descarregar o raio direto na torre.
    Como estas antenas e equipamentos não sofrem com as descargas é que fiquei muito curioso.



  5. #25

    Padrão Re: Torre sem pararraios

    Presado 1929, fiquei curiosa, se um dia for até essa torre mede a impedancia dos aterros. E obrigado, graças ao seu avatar,que nos inspirou, estamos puchando link de Santa Cruz. Valeu pela atenção.

  6. #26

    Padrão Re: Torre sem pararraios

    Citação Postado originalmente por mutuka Ver Post
    Presado 1929, fiquei curiosa, se um dia for até essa torre mede a impedancia dos aterros. E obrigado, graças ao seu avatar,que nos inspirou, estamos puchando link de Santa Cruz. Valeu pela atenção.
    Vou colocar uma torre no mesmo cerro. Infelizmente também não tenho o terrometro para fazer esta medição com precisão. Então o expediente que utilizamos é procurar colocar o máximo de estacas de cobre. Outro dia, me passou numa pesquisa rápida alguma coisa sobre placas de cobre para aterramento. Vou ter que ver novamente isso. Pode ser mais eficiente.

    Quanto a puxar link, este é o caminho mesmo.



  7. #27
    Não Registrado(s)
    Visitante

    Cool Re: Torre sem pararraios

    ... é uma droga. masos raios ppodem realente destruiremmuitas coisas.
    cabos.sao bons condutores mas por isto memso eles nos ajudame quando cai u