+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por granlabor Ver Post
    Se realmente for isso, vai pro chapéu meus planos de interligar os pontos com tudo Ubiquiti.

    Vou apelar pra 4 Yagi... hehehehehehehe

    ZéAlves
    Porque a nescessidade de fazer o PTP em 900, muito Longe? Pouca visada?

  2. Citação Postado originalmente por rjunior543 Ver Post
    Galera, mas vamos voltar pra parte tecnica que é o que interessa...

    Será que a aplicação multiponto em 900mhz trará realmente uma boa banda nLOS e NLOS?
    Alguém sabe qual a EIRP maxima permitida pela anatel para aplicações WIFI em 900mhz?

    A nivel de comparação, qual é a EIRP de um modem 3G e das ERBs 3G para termos uma noção ?
    Bom, olha eu aqui novamente fazendo uma pergunta noob
    como um bom viciado em mmorpg, eu deduso que o LOS quer dizer Line of Sight, se for isso mesmo, esse N ai é algo negativo pra expressar que nao ha campo de visada? se for isso mesmo, qual a diferença do NLOS e nLOS? ^^

    Regards!



  3. Citação Postado originalmente por DarthLodis Ver Post
    Bom, olha eu aqui novamente fazendo uma pergunta noob
    como um bom viciado em mmorpg, eu deduso que o LOS quer dizer Line of Sight, se for isso mesmo, esse N ai é algo negativo pra expressar que nao ha campo de visada? se for isso mesmo, qual a diferença do NLOS e nLOS? ^^

    Regards!
    nLOS = near line of sight, ou seja, visada parcial com obstrução de algum percentual da elipsóide de Fresnell (procura sobre Fresnell no Google se não souber do que se trata).

    NLOS = no line of sight. obstrução total.

  4. Pessoal, alguém sabe onde encontrar os documentos relativos a homologação de equipamentos no Brasil?

    Pelo que sei, é preciso pagar um laboratório certificado pela ANATEL e em posse dos laudos laboratoriais, entrar com o pedido de homologação, mas alguém sabe o nome de alguns laboratórios certificadores, e o tipo de empresa ou regra necessária para dar entrada no pedido de homologação?

    Porque digamos que custe 15.000 reais o processo de homologação, poderiamos nos associar e ratear a homologação dos sistemas ubnt e sairmos da dependencia exclusiva das revendas.
    Como a homologação é em relação ao equipamento e não a empresa solicitante, da minha parte não tenho o menor problema em contribuir e a empresa que estiver na regiçao mais proxima do laboratório ou que tiver maior disponibilidade de tempo para correr atrás, ficar com os creditos da homologação.
    Me interesso apenas em ter todos os equipamentos homologados o mais rapido possivel, não interessa em nome de quem (claro, que com nomes de marcas e modelos originais).
    15.000 para 30 empresas é 500 reais para cada. Uma mixaria perto do tamanho do beneficio.
    Se unirmos mais gente ainda, podemos homologar varios equipamentos por muito pouco dinheiro e sem dependencia de boa vontade alheia.

    Enfim, fica a idéia.



  5. Citação Postado originalmente por kleberbrasil Ver Post
    Ela não homologa pq nosso sistema é burocratico, quem inicia esse pedido tem que ser o fabricante ou importador, como o produto é importado, a Ubiquiti deveria ter um sistema de importação dos seus produtos e consequentemente distribuição dos mesmo, como isso não é o foco dela ficamos desamparados... O ideal seria a aplicação sugerida pelo Dr. Marcos de Souza Oliveira - gerente de Certificação da Superintendência de Radiofreqüência e Fiscalização - Publicado em 30 de setembro de 2005:
    Kleber já ouviu aquela história: Se você não pode com seu inimigo, você junta se a ele. Na minha opinião acho que deveriamos nos juntar SCM- STFC, e operadoras de telecomunicações.. enviar um oficio, para a Anatel, para proibir a entrada, a venda e a comercialização de produtos deste tipo no mercado brasileiro sem a devida autorização ou certificação da Anatel, desta forma forçaria o fabricante a homologar seus produtos, antes de colocá-lo na prateleira desta forma só entraria no mercado. Produtos liberados para o mesmo fim. Não é assim que acontece com muitos produtos como carros e eletronicos importados, antes de entrar no país tem que ter a certificação da Anatel, desta forma o consumidor brasileiro tem suas garantias legais. Logo acabaria esta festa da empresas lançar lá e jogar toda essa sujeira, que muita gente vai comprar e estragar quem está trabalhando dentro da lei. Para mim da aquela impressão que somos usados como cobáias de testes já que em país como o nosso, estes entram e saem facilmente.
    Na prática é mais ou menos assim, para mim não tem utilidade nenhuma um produto destes já que não vou usar, ai fico dependendo de um vendedor que sabe lá deus quando vai querer homologar, um equipamento desse.
    Eu sou a favor de usar a legislação vigente, se não pode usar não pode vender e não pode entrar no País.
    Nos EUA, se o governo mudar uma norma eles cumprem na hora aqui não, dai sai estas besteiras como o besta-rambo, vem aqui usa o país para seus filmes e sai falando besteira, dos brasileiros.
    Vamos nos unir a Anatel, e mandar a mesma proibir a venda, a comercialização ou a entrada de produtos wirelles não homolgados e certificados pela Anatel, como forma de proteger, o consumidor, o comprador e o pequeno provedor. Ai quero ver se eles não homologam.
    Última edição por pinhais; 02-08-2010 às 19:42.






Tópicos Similares

  1. incompatibilidade entre linha ubnt e intelbras?
    Por icarooo no fórum Intelbras
    Respostas: 24
    Último Post: 23-02-2017, 07:46
  2. Preço abusivo da linha Wom Mimo
    Por icarooo no fórum Intelbras
    Respostas: 22
    Último Post: 16-05-2016, 21:35
  3. Acessar pelo MK, Linha UBNT via SHH (Sem Senha)
    Por rodolfofp no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 16-06-2014, 12:14
  4. Montar Provedor WI-FI com linha UBNT
    Por bytegomes no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 21-02-2014, 09:33
  5. ubnt- linha "m5" output power
    Por adielsonjunior no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 04-02-2012, 11:30

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L