+ Responder ao Tópico



  1. "Ideal"?

    Bateria automotiva é ideal pra automóveis.

    Pra usar parado em rack, com flutuação sob baixa corrente, com consumo pequeno mas constante, ideal é bateria estacionária.

    Pra consumo de 300A em 0,8 segundos é preciso uma construção interna beeeeeem diferente de um projeto pra consumo tipo 5A por 10 horas, mudando o material da grade, placas e papel separador se consegue obter digamos 300A por meio segundo sem danificar a bateria, mas o efeito colateral é oxidação rápida se for usado sob consumo e flutuação de corrente baixa continuamente. Então bateria automotiva está beeeem longe de ser 'ideal' pra uso estacionário. Funcionar funciona... mas não é o 'ideal' (Porque dependendo do carregador as vezes tem que dar uma carga lenta a parte, dura pouco tempo, perde a capacidade muito mais rapidamente...).

  2. O Rubem está certo.
    Bateria automotiva não é recomendada para operação de descarga longa.

    Meu alunos sempre perguntam a diferença entre as baterias e alguns técnicos de baterias que pararam no tempo geram mais confusão do que ajudam. Pra suprir meus alunos com informações mais consistentes contatei alguns fabricantes e garimpei a informação abaixo em sites gringos:

    Qual a diferença antre a bateria ESTACIONÁRIA DE CICLO PROFUNDO e a bateria VEICULAR (carro, moto ou caminhão)?

    Construção das placas da bateria:
    a) Bateria Veicular (carro-moto-caminhão) - Formada por PLACAS FINAS que entregam alta amperagem em curto espaço de tempo.
    b) Bateria de Ciclo-Profundo (estacionária) - Formada por PLACAS GROSSAS que entregam baixa amperagem para drenagens constantes e de longa duração.

    Autonomia dos tipos de bateria (informação extra-oficial):
    a) Bateria Veicular (carro-moto-caminhão) - 25% de sua capacidade em ampere
    b) Bateria de Ciclo-Profundo (estacionária) - de 50 a 75% de sua capacidade em ampere (as mais comuns oferecem 50%)

    Vida útil aproximada dos tipos de bateria em regime estacionário:
    a) Bateria Veicular (carro-moto-caminhão) - 6 a 12 meses
    b) Bateria de Ciclo-Profundo (estacionária) - 36 a 50 meses

    Composição química da solução ácida:
    Aqui é um ponto controverso. Alguns afirmam ter diferença entre a solução da bateria estacionária, outros afirmam que é a mesma da bateria automotiva. Melhor desconsiderar qualquer diferença e considerar todas iguais pela solução ácida.


    O Uilson falou de um ponto importante na mensagem dele que é o CONTROLADOR DE CARGA.
    O controlador de carga é o cérebro do sistema fotovoltaico. Ele evita que a bateria descarregue abaixo de 10.5 VDC (causa problemas e encurta a vida útil) ou sobrecarregue acima de 14.5 VDC (Superaquece e encurta a vida útil).

    Você pode comprar controladores de carga com 5, 10, 15, 20 ou mais ampere. Os melhores que encontrei com bom preço são os da PHOCOS (alemão), mas deve ter outros bons por aí que eu não conheço.


    FIAÇÃO:
    O sistema é mais eficiente e a autonomia aumenta quando todo o conjunto está próximo. Quando o componente ficar distante, tem de usar cabos de bitola mais grossa correspondente à amperagem usada. Dá uma pesquisada no google sobre bitola de fio em sistemas fotovoltaicos.


    Abraço,

    ZéAlves



  3. Colocar uma fonte no-break com uma bateria estacionária e reguas POE resolveria seu problema, e o circuito ficaria mais seguro.

  4. Olá Amigo !.

    Um carregador de bateria inteligente + inversor; não é o ideal :

    1 - Inversor desperdiça muita energia com o aquecimento e na transformação, de 12 Volts para 127 Volts.
    2 - Carregador inteligente de quantos amperes ( corrente ) ?; de 6 amperes já é grande e caro se for preciso um igual ou maior que 20 amperes, aí nem se fale no tamanho e preço ( pense naqueles grandes que tem em borracharia ) !.

    VAMOS PENSAR UM POUCO:
    3 nanostation; consumo = 3A (ampere)
    1 switche consumo = 1A (ampere)
    1 ata vop consumo = 2A (ampere)
    Obs: só aí já dá 6 A ( amperes), foro os 2 amperes necessários para a carga lenta das baterias.
    Obs: Nesse caso seria necessário um carregador de 10 amperes (grande e caro)

    OBS: A solução é a seguinte :

    1° - 2 Fontes ATX ou AT (de computador) , com as tensões somadas para dar 17 Volts e ligar as mesma no controlador de carga.
    Obs: muitas dessas fontes tem 20 amperes ou mais em 12 Volts e até 35 amperes em 5 Voltes.
    Obs: Ou seja 3 fontes ATX, somando-se, as tensões de 5 Voltes; teremos 15 voltes por 35 amperes!.
    Obs: Ou somar apenas 5 Voltes de uma fonte ATX, com 12 Voltes da outra Fonte ATX; teremos 17 voltes, por 20 amperes.
    Obs: Se em 5 voltes, essa fonte tem 35 amperes e na outra fonte em 12 voltes tem 20 amperes, fica valendo o total de 20
    amperes, ou seja soma se as tensões e mantém a corrente (ampere), considerando a corrente (ampere) mais baixa.
    Obs: Se as duas fontes ATX; a de 5 Voltes e a de 12 voltes tivessem 35 amperes cada um, então ficaria 17 voltes por 35 amperes.

    2° - Controlador de carga ( usado em painel solar ), de 20 ou mais amperes !.
    Obs: Esse controlador de carga, recebe das fontes ATX ; tem uma saída para as baterias e uma saída para os equipamentos.

    TESTES REALIZADOS, AQUÍ NA MINHA HUMILDE BANCADA:
    1 Bateria automotiva de 60 amperes instalada com um inversor e alguns equipamentos; durou 1 hora e 25 minutos
    2 A mesma bateria ligada direto sem inversor, durou o dia iiiiinteiro.


    CUIDADO !,,,,, CUIDADO !,,,,,, CUIDADO !,,,,, .
    1 - a tensão que sai do controlador da carga para os seus equipamentos é a mesma de carga da bateria, ou seja 13,8 a 14,5 voltes
    Obs: para os Nanostation e as Rb Mikrotik, não tem problemas pois o mesmos trabalham com tensões de 12 a 24 voltes
    Obs: Os demais equipamentos de 9 e 12 voltes, terá de ser alimentados, usando controladores de tensão.

    Obs: Eu fiz o seguinte:
    comprei alguns controladores de tensão ( lm2496 ) e os coloquei dentro de um hub ( antigo ) de 8 ou 16 portas e nas
    saídas (portas rj45) usando conectores rj45, fiz os cabinhos que conecta nos equipamentos ( Switches, Ata Voip, Modems, etc ); ou seja a saída do controlador de carga eu pego e jogo nesse hub de 8 portas através de 2 bornes (conectores) adaptados nesse hub.

    CUIDADO !,,,,, CUIDADO !,,,,,, CUIDADO !,,,,, .
    Providencie fusível de segurança entre a bateria e o controlador de carga !.
    Obs: Compre em autopeças, o fusível e o suporte , para o mesmo!.


    É isso aí ! . . .
    J.Uilson Sacramento



  5. Nanostation consumindo 1A em 12V?
    Switch 8 portas consumindo 1A em 12V?
    ATA consumindo 2A em 12V?

    Tem algo errado nessa conta.

    NS geralmente consome 7W no pico.
    Switch geralmente consome 1W por porta, partindo de uns 4 ou 5W (Mas com 4 portas em uso brando geralmente fica nuns 6W, nunca ví consumo maior que isso em switch 10/100 comum)
    Ata Voip comum geralmente também consome uns 6W.
    Se pegar 6W de media pra cada, sendo 5 itens, dá 30W, em 12V isso são 2,5A. Bem fácil usar nobreak DC quando tem consumo tão baixo.

    Recomendaria uma fonte de 15 ou 16V nos controladores de painel solar 12V, a maioria dos controladores tem dropout meio alto tipo 0,5 a 0,7V, então só chegará a 14,4V (A maioria usa tensão de carga cíclica, não de flutuação) se tiver 14,4+0,7= 15,1V.

    Controladores baratos no Ebay ( http://www.ebay.com/itm/CMP-Solar-Pa...-/380773686996 ) tem dropout de 0,5V e fazem carga até 14V, então precisaria na entrada uns 14,5V ao menos (Pode ter 15V sem problemas), eles infelizmente não casam bem com as fontes industriais baratas tipo:
    http://www.ebay.com/itm/gib-New-Swit...-/181242149218
    Essas tem ajuste fino de tensão (Via trimpot), mas mal chega a 13,6V. Então o jeito é escolher fontes industriais de tensão maior tipo:
    http://www.ebay.com/itm/Aluminum-Swi...-/121203576552

    No brasil, tinha dessas fontes industriais na cinestec.com.br e no MercadoLivre (Usadas pra CFTV), a durabilidade delas geralmente é excelente devido a boa ventilação. Obviamente não dá pra esperar durabilidade se usar em consumo alto, tipo 65W de consumo numa fonte que promete 75W, melhor limitar a nuns 60% da potencia nominal (Até por questão de rendimento, o melhor rendimento fica entre 30 e 70% da potencia nominal, se usar fonte de 20A onde o consumo é de 2A o rendimento deve piorar 10 ou 15%, isso dá uma boa diferença na conta de luz ao longo do ano).






Tópicos Similares

  1. Respostas: 5
    Último Post: 07-05-2015, 12:23
  2. Respostas: 20
    Último Post: 22-11-2010, 23:39
  3. Alimentar Nanos com bateria
    Por 1929 no fórum Redes
    Respostas: 12
    Último Post: 27-07-2010, 21:13
  4. Respostas: 8
    Último Post: 10-04-2008, 20:55
  5. No-break com Bateria Automotiva Recarregada
    Por WesleyDias no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 2
    Último Post: 11-01-2008, 07:04

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L