+ Responder ao Tópico



  1. Colocar os nano direto na bateria que é usada para ter autonomia de energia ajuda nas descargas eletrica ou não pois antes da descarga eletrica chegar na bateria teria que entrar no carregador da bateria, isso procede?
    quanto a mudar a porta lan eles deveriam ver se e possivel pois e dificil vc fazer cada cliente aterrar a sua casa.e so uma opnião pois eu gosto dos nanos mais as portas lan queimar facil e o unico defeito significativo nos ubiquiti.
    Última edição por wala; 21-02-2011 às 06:38.

  2. Citação Postado originalmente por wala Ver Post
    Colocar os nano direto na bateria que é usada para ter autonomia de energia ajuda nas descargas eletrica ou não pois antes da descarga eletrica chegar na bateria teria que entrar no carregador da bateria, isso procede?
    quanto a mudar a porta lan eles deveriam ver se e possivel pois e dificil vc fazer cada cliente aterrar a sua casa.e so uma opnião pois eu gosto dos nanos mais as portas lan queimar facil e o unico defeito significativo nos ubiquiti.
    Bom, na maioria das vezes a descarga de um raio é tão grande que "salta" mesmo com a utilização de protetores de surto a gaz (entre os mais rapidos do mercado), então uma fonte a mais ou a menos não deve fazer tanta diferença na proteção do circuito, mas em todo caso, uma boa fonte com fusivel é uma proteção a mais, se não fizer bem, mau também não faz, mas o que realmente protege um sistema de surtos elétricos naturais é o devido aterramento do sistema com a utilização de para-raios completamente isolado seguindo todas as normas tecnicas cabiveis.

    Mas na questão especifica da queima das portas dos equipamentos da UBNT, pra mim ainda não está claro qual a origem da variação elétrica que causa a pane. Ainda não sei se o problema é fruto exclusivamente de descargas atmosféricas, que neste caso seria a corrente sendo gerada na CPE e descendo para a terra (ou subindo).
    Outro fator a se estudar é se a descarga é oriunda da rede elétrica (um raio nos postes da vizinhaça), que venha causando os problemas.

    Mas na minha experiencia, tendo a crer que o problema seja de fabricação e antes das criticas eu explico porque:
    Tenho bairros onde atendo 10 a 15 casas uma ao lado da outra, todas sem tomadas com aterramento, e acontece de no meio delas um equipamento simplesmente parar de funcionar em dia de céu claro sem sinal de raios. Ainda assim acreditando que fosse um raio em um sistema não aterrado, pelo que meus anos de experiencia me ensinaram, o raio com toda certeza deixaria sinais de sua passagem.
    Um raio dissipa parte de sua energia em calor, e quem já viu um cabo LMR1000 quase da largura de um braço se contorcer e fundir sua malha em torres de celular como eu já vi, sabe do que estou falando.
    Mesmo que fosse uma descarga muito baixa, e ainda assim o fino cabo de rede apresentaria alguma deformação, ou o POE deveria parar de funcionar após o surto, ou outros equipamentos deveria queimar no mesmo instante (pois se a descarga desceu pelo cabo e não queimou nem o POE nem o estabilizador do cliente, com toda certeza ela OBRIGATÓRIAMENTE tem que ter entrado na grade elétrica).

    Por outro lado, se a descarga fosse fruto da rede elétrica externa, com TODA CERTEZA ela deveria ter queimado os outros UBNT da vizinhança que estão na mesma rede elétrica, e isso não acontece.

    Pra mim (pessoalmente e sem querer despertar a ira de ninguém), todas as essa panes tem relação com descargas causadas por simples cargas estáticas (do proprio atrito do vento com o equipamento), mas uma variação estática deveria ser facilmente suportada por uma porta ETH, fato comprovado simplesmente pela quantidade de antenas de grade muito maiores (com mais area de arrasto) e sem maiores problemas por praticamente todos os provedores do Brasil.

    Enfim, mesmo que as instalações brasileiras tenham alguma parcela de culpa, a UBNT também tem uma grande responsabilidade sobre tantas panes, e provas disso são que existem muitos casos e relatos de queimas também no exterior, e o fato da propria UBNT aceitar RMA desses problemas independente dos resallers de qualquer lugar do mundo.



  3. Boa tarde,

    A Flytec possui dois componentes para reposição, o M-tek e o Kendin. Analisando o datasheet, verifiquei que os componentes exercem funções totalmente distintas. Um deles é o PHY (KS8721B/BT) o qual codifica/decodifica o sinal digital através de sua interface MII para Manchester ou 4B/5B, e o outro é apenas um Trafo Ethernet(h16125mcg). Como ainda não possuo um equipamento deste com problemas para fazer uma análise mais aprofundada do hardware e verificar o que realmente está queimando (PHY ou TRAFO?), então peço ajuda aos colegas aqui do forum para saber qual dos chips está dando problemas ou se é ambos.

    []'s
    Daniel
    Última edição por owner; 21-02-2011 às 12:35. Razão: Ortografia

  4. Esses componentes (kendim e Mtek) não são contantes em todos os modelos.
    Se não me falha a memória, o NS2 tem ambos, Bullets 2 e Airgrids M5 tem apenas o Mtek, já o Loco M5 não tem nenhum dos dois, outros modelos ainda não abri.

    Depois de aberto, pra trocar é preciso ter uma estação de rebaling para fazer o serviço, pois as soldas são muito pequenas, e com a estação o Mtek é até facil de trocar, já o Kendim o cara tem que ter talento, porque a solda é minuscula (eu não consegui).

    Dos 03 bullets2 e 02 airgrids M5 que troquei o Mtek, apenas um bullet e uma airgrid "voltou a vida", os outros continuaram do mesmo jeito.



  5. Citação Postado originalmente por rjunior543 Ver Post
    Esses componentes (kendim e Mtek) não são contantes em todos os modelos.
    Se não me falha a memória, o NS2 tem ambos, Bullets 2 e Airgrids M5 tem apenas o Mtek, já o Loco M5 não tem nenhum dos dois, outros modelos ainda não abri.

    Depois de aberto, pra trocar é preciso ter uma estação de rebaling para fazer o serviço, pois as soldas são muito pequenas, e com a estação o Mtek é até facil de trocar, já o Kendim o cara tem que ter talento, porque a solda é minuscula (eu não consegui).

    Dos 03 bullets2 e 02 airgrids M5 que troquei o Mtek, apenas um bullet e uma airgrid "voltou a vida", os outros continuaram do mesmo jeito.
    Gostaria de fazer uma engenharia reversa em um destes equipamentos da ubiquiti, de preferência nos modelos da série M.
    Se você estiver disposto a vender um destes equipamentos com defeito ou até mesmo cede-los para que eu possa estuda-los e posteriormente postar minhas conclusões sobre o estudo neste forum, ficaria agradecido.

    []'s
    Daniel






Tópicos Similares

  1. Link 4,2km WLA-5000 baixo sinal
    Por iuredaluz no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 13-11-2007, 21:44
  2. Link entre minha casa e minha empresa 2km
    Por inter4u no fórum Redes
    Respostas: 4
    Último Post: 09-09-2007, 14:24
  3. mini painel setorial 12dbi + 2km + 20 clientes.
    Por leandro17 no fórum Redes
    Respostas: 14
    Último Post: 24-08-2007, 22:00
  4. Não consigo fechar enlace de 3.2km com tsunami mp.11a
    Por Ednardo Braga no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 22-09-2005, 14:25
  5. Rede de 2Km de distancia c/ dados e voz
    Por Germano_Silva no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 30-05-2004, 23:47

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L