O problema em tudo isto é o "se"!

Empresas não idôneas, ou até se possa dizer que sejam idôneas, mas na maioria dos casos, mesmos as idôneas, na hora de dividir o jóio, dão um jeitinho brasileiro, para não pagarem o RT, se calam, fazem obras, serviços na surdina, e o RT da empresa no CREA, num caso de omissão por parte da diretoria da empresa, em que não lhe informou, não lhe divulgou, e negligenciou a participação técnica e que faria jus a sua remuneração, dita e, que pode ter fixado salário de ajuda de custos, e ganhos em ART´s por serviços e obras, assim a diretoria da empresa "idônea" não comunica o RT, e um dia quando algo der errado, o CREA notificar, ou a prefeitura, ou o Ministério do Trabalho, ou de outros órgãos competentes, até de Medicina do Trabalho, na falta de EPI`s o que é muito comum no Brasil, vai penar no inferno de Dantes.

Vejo muitas obras da construção civil com trabalhadores acima do permitido por lei, que é de 2,00 metros bem acima em pavimentos já com mais de 7 metros só com guarda corpo de periferia (tais grades metálicas em alvenaria estrutural) e sem linha de vida, por que nem EPI´s usam ai não teria como prender o talabarte na linha de vida.

No interior dos estados não usam linhas de vida, mas dentro de usinas de açucar e alcóol, atende as normas regulamentadoras.

Nestas condições precárias que o RT é colocado, no tribunal será isentando de culpa, civil e criminal, por que a diretoria agiu na surdina, sem ART, sem conhecimento e participação técnica do RT dela no CREA.

Já fui em tribunais, me defender contra empresas idôneas de grande porte, que usam de RT para seu proveitos, e o juiz disse: - quem assina a ART é o responsável técnico e não a empresa. Mas, se não houve a ART, mas houve serviços e obras quem responde é a empresa e, o RT é isentado, por que não gerou a ART por ter sido omitido e não recebeu seus honorários, como vai ser responsável de algo que nunca existiu para o RT!!!!!!!

Isto é muito comum no Brasil, por que não existe auditoria do CREA nas empresas, para apurar responsabilidades, só o RT no CREA é o suficiente? Não é.

A gente não tem como mudar o mundo, é assim o CREA não faz auditoria nas empresas, o que deveria fazer, por que constar no papel lá no CREA, isto é de praxe e, mais se voce entrar no portal do CREA de qualquer estado e fazer a pesquisa de empresas registradas, para ver quem é o RT da empresa, muitas vezes, ou em suma, muitas empresas por mim pesquisadas estão sem RT desde a década de 90, isto o CREA diz que quem sabe ou leu isto, tem que denunciar, assim tem empresas que já foram denunciadas, e pagaram multas por todos os anos que ficaram sem RT, por serem empresas pequenas fecharam, por que pagar multas de anos a anos, é algo muito grande, só para empresas grandes, conseguem sobreviver, mas as grandes tem RT por que possuem capital de giro, assim as pequenas que são micros - ME que se cuidem, se bobearem a continuar a omitir o RT de serviços e obras, ele pode entrar com ação de ajuste trabalhista e é de direito do autônomo ser registrado em carteira, (a lei do trabalhador brasileiro) e, irá ganhar indenização trabalhista, por que se é autônomo, foi registrado em carteira e receberá por efeito retroativo o piso do CREA de todos os anos que foi omitido serviços e obras, e isto já é comum.

Conheço RT, que processaram pequenas empresas e a empresa teve que registrar em carteira e pagar os pisos do CREA não pago em todos os anos que usaram e abusaram do RT.

É, isto, este meu esclarecimento é para o pequeno empresário que se julga "expert" no dia, mas no futuro, poderá ter sua empresa embargada por irregularidades administrativas e quem responde é a diretoria e não o RT nestes casos de que são manipulados por representar no CREA e nada receber, e serviços e obras sem ART´s.

O CREA tá de olho nesta prática, e a qualquer momento o pequeno empresário receberá os fiscais do CREA solicitando as ART´s de serviços e obras de até cinco anos atrás, ai meu caro, venda seu carrão importado, sua mansão, seu apartamento nos EUA, se não vai se lascar.

Mas, tem hoje a maioria dos pequenos empresários se legalizando e passando ao seu RT o diário de obras da empresa, aonde dividem o jóio, por que já pagaram o mico no passado, e assim se vai quem quer qualidade, tem que investir na empresa e não comprar carrão importado, ficando no facebook o dia todo, e não trabalhando em beneficio de sua empresa, vai se lascar é o que já está em voga.

Sei de empresas que estão proibidas de trabalharem em outros estados, por que para lá foram sem obter o Visto do CREA, e pesa multas altas, se voltar para lá, terá que quitar as multas, ou seja, o cara vai ficando no seu estado, e também terá que fechar a empresa por que estar inadimplente com o RT e o CREA, pode fechar a empresa, mas antes terá que pagar o CREA em outros estados e a Receita por ter sonegado impostos, que não foram tributados do ganho do seu RT.