Página 8 de 16 PrimeiroPrimeiro ... 345678910111213 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por osmano807 Ver Post
    Tentei achar referência à um órgão internacional, mas nada...
    Uma regulamentação internacional de aparelhos de radiofrequência seria bom.
    Apesar de cada país estipular limites próprios, seria uma forma de agilizar o processo de certificação à faixas de potência e protocolos, com a agência local confiando nos dados da agência superior.
    Pensei alto né?
    Até 2002 éra aceito certificação FCC. depois de 2002 que saiu a resolução obrigando produtos a serem testados por SOAs brasileiras, e o laudo avaliado "imparcialmente" pela anatel.
    Ps= digo imparcialmente pois acho estranho certas antenas da aquarios ter homologação. Mais quando vejo o Dirceu da anatel nas paletras na fabrica Aquario aqui no paraná. entendo o que pode estar acontecendo.
    Abraço a todos.

  2. Citação Postado originalmente por osmano807 Ver Post
    [...]
    A infraestrutura tá pronta, seria necessário cobrar só pelos serviços DIRETAMENTE oferecidos.
    Humm, estranho pensar assim né?
    Será que aquele PLC ultrapassa para a rede externa? Seria uma mão na roda, humm... conexão 'de graça' com os vizinhos, humm... Infraestrutura tá pronta...
    Para o provedor a infraestrutura seria acesso ao backbone. Para o cliente o provedor oferece infraestrutura, suporte e acesso, além de outros serviços.



  3. a famosa venda casada vendo internet de 1mega por 35.00 e telefone por 50.00 ate as grande ja estão se manifestando
    Exigência de Dilma gera impasse em plano de internet

    Publicidade
    JULIO WIZIACK
    DE SÃO PAULO
    VALDO CRUZ
    DE BRASÍLIA
    As operadoras entenderam o recado dado pela presidente Dilma Rousseff, mas afirmam que as negociações com o governo em torno do "novo PNBL" (Plano Nacional de Banda Larga) exigem contrapartidas "efetivas".
    Diante desse cenário, o Telebrasil, associação que representa operadoras fixas e móveis, contratou uma consultoria para preparar o "PNBL das teles" que será enviado ao governo. A previsão é que fique pronto em junho.
    A proposta é apresentar um conjunto de medidas e políticas possíveis do ponto de vista das operadoras --fixas e móveis.
    Uma das propostas em estudo é a criação de um cronograma de cobertura de cidades pelo PNBL até 2014 que acompanhe a expansão do serviço já em curso pelas operadoras. Segundo elas, os preços já estão caindo e, aos poucos, será possível --sem tantas contrapartidas-- levar a internet ao país todo.
    Na edição de domingo, a Folha antecipou que Dilma quer planos de 1 Mbps (e não mais 600 Kbps, como propuseram as teles) pelos mesmos R$ 35. Nos Estados que concederem isenção de ICMS, o preço seria R$ 29,80.
    Para isso, uma das contrapartidas do governo seria um "esforço" pela aprovação do projeto de lei que pretende liberar o mercado de TV a cabo. Para as teles, da forma como está, esse projeto não é uma contrapartida.
    Isso porque elas teriam aumento de receita com esse novo mercado, mas ele não compensaria os investimentos necessários para a ampliação da capacidade das redes em locais onde, supostamente, não há poder aquisitivo para internet e TV.
    A conta começaria a fechar se o projeto as autorizasse a comprar direitos de exibição de conteúdos televisivos, como o Brasileirão.
    Uma saída imediata seria o governo aceitar que a oferta de internet pelo PNBL seja atrelada à venda de linhas telefônicas. O preço da assinatura cobriria a diferença de investimento. Mas, para técnicos da Anatel, isso seria "venda casada", proibida pelo Código do Consumidor.

    dilma abaixa o preço do alcool vai mexer com os usineiros que abaixaram os salário dos trabalhadores
    abaixa a gasolina que o brasil ja é alto sustentavel e vende para outros países que cobram bem mais barato que no brasil
    abaixa o preço dos pedágios ja pagamos ipva para rodar
    a

  4. Já disse e repito quanto o governo se mete onde não deve só há prejuízos para todos, exceto o governo que joga a culpa na iniciativa privada e ainda recebe aplauso de ignorantes[1].
    Vejam só do jeito que está há prejuízo até para as grandes teles; pense só hoje o governo quer que nós vendamos plano de 1 mega a R$ 35,00 e passe a ele o controle sobre a rede (fica fácil censurar a net assim) nesse plano. Amanhã em nome da segurança e da diversidade quererá o controle total da rede, qualquer plano, e obrigará o provedor a oferecer serviço a caloteiros e sangue-sugas[2]; O resultado: Péssimos serviços e atendimento, demissões, barraco de sindicatos, governo roubando os provedores de seus proprietários em nome do povo[3].

    1- Desconhecimento geral ou específico.
    2- Não estou muito preocupado com as novas regras por enquanto, não vejo prejuízos.
    3- Aqui pode ser um exagero, mas no fim quem tinha potencial de ascender financeiramente e levar outros consigo (funcionários, parceiros e voluntários que se destacam) é demonizado e empobrece.



  5. Citação Postado originalmente por bjaraujo Ver Post
    Já disse e repito quanto o governo se mete onde não deve só há prejuízos para todos, exceto o governo que joga a culpa na iniciativa privada e ainda recebe aplauso de ignorantes[1].
    Vejam só do jeito que está há prejuízo até para as grandes teles; pense só hoje o governo quer que nós vendamos plano de 1 mega a R$ 35,00 e passe a ele o controle sobre a rede (fica fácil censurar a net assim) nesse plano. Amanhã em nome da segurança e da diversidade quererá o controle total da rede, qualquer plano, e obrigará o provedor a oferecer serviço a caloteiros e sangue-sugas[2]; O resultado: Péssimos serviços e atendimento, demissões, barraco de sindicatos, governo roubando os provedores de seus proprietários em nome do povo[3].

    1- Desconhecimento geral ou específico.
    2- Não estou muito preocupado com as novas regras por enquanto, não vejo prejuízos.
    3- Aqui pode ser um exagero, mas no fim quem tinha potencial de ascender financeiramente e levar outros consigo (funcionários, parceiros e voluntários que se destacam) é demonizado e empobrece.
    E onde o governo não se mete? Os grandes são o governo...
    Sobre o controle da Internet, bem, nem precisa de tanto. Lembram dos AI? (não fui dessa época, mas existe história )
    Ainda prevalece a crença que no capitalismo as pessoas tem chances de mudar de classe. Ok, mudam. Mas não chegam ao topo, não se não forem específicas.

    Ainda tento achar a origem da comercialização da Internet. Muito estranho, da ARPANet, uma rede entre faculdades, se passou à um bem de consumo, pago e caro.

    Seguinte: o que impede de se cobrar R$35,00 por 1Mbps (com garantia de banda de 10%)?
    É backbone? Então o que se é necessário para a interconexão e manutenção do mesmo?
    É link dedicado caro? Então quanto vale um link dedicado (preço justo)? Tabelar os preços resolveria?
    É falta de homologação de equipamentos? Então o que seria necessário para uma homologação mais rápida e eficiente? Aceitar certificações de outros órgãos ajudaria?
    É licença SCM? Abaixar os custos para licenças locais resolveria?
    É a Anatel? Uma investigação e punições aos culpados resolveria? (humm, quase impossível... mas vamos adicionar como pergunta também.)

    Humm, falta algo, mas não lembro, humm...
    Não vivo o dia a dia de um provedor, estou tentando entender onde estão os problemas.
    Última edição por osmano807; 12-04-2011 às 16:25.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 44
    Último Post: 02-06-2013, 18:24
  2. Respostas: 62
    Último Post: 01-05-2011, 10:38
  3. nunca vi falar e nem sei se da para fazer
    Por pratcdp no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 18-07-2005, 16:34
  4. Funcionou legal, agora so tem um problema
    Por Neckratal no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 03-03-2004, 17:10
  5. Respostas: 0
    Último Post: 22-05-2003, 08:20

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L