+ Responder ao Tópico



  1. Entendo Sérgio,
    Mas esta bronca entre os modelos a serem adotados deve ficar entre os fabricantes.
    Temos visto a Anatel dizer que ela regula serviços e não tecnologia.
    Daí que a dúvida continua;

    E se o sujeito ficar na praça da cidade/bairro, acessando minha rede com um celular com wi-fi? Segundo o que diz a Anatel, não se asemelha ao SMP?
    Numa eventual blitz da Anatel, um caso de um em um quintilhão, o fiscal iria fazer o que com este acesso que eu estou proporcionando? Iria classificar como SMP?

    Eu acho este artigo totalmente confuso e desnecessário, da maneira como está colocado.

  2. Pessoal, esta havendo muita confusão em cima da terminologia e não da tecnologia em si.

    Vamos compreender a regulamentação: a Tal da 506
    http://www.anatel.gov.br/Portal/verificaDocumentos/documento.asp?numeroPublicacao=252315&assuntoPublicacao=null&caminhoRel=Cidadao-Biblioteca-Acervo%20Documental&filtro=1&documentoPath=252315.pdf

    Na Seção X: Sistema de Acesso sem Fio em Banda Larga para Redes Locais

    Ao entender a terminologia teremos a correta compreensão dos termos práticos e jurídicos.

    "acesso sem fio em que o terminal do usuário pode se mover livremente dentro da área de cobertura mas que, quando em uso, permanecerá estacionário"

    Esta característica tem o "PODE"

    Pode = possibilidade, não uma OBRIGAÇÃO.
    Estacionário = Exatamente a Instalação do Provedor de Internet, FIXA.
    Movel = Se o Assinante se Mudar, leva-se a estação para outra casa!

    Faixas de Operação:

    5.150-5.350 MHz = Maior CRIME da ATUALIDADE, os provedores estão usando essa faixa para prestação do serviço de SCM como se a faixa fosse totalmente liberada para uso EXTERNO, porém, ESTA FAIXA SÓ PODE SER USADA DENTRO DOS PRÉDIOS!!!

    5.470-5.725 MHz = Externo porem com DFS com limite de potência e TPC

    Seção IX
    Equipamentos Utilizando Tecnologia de Espalhamento Espectral ou
    outras Tecnologias de Modulação Digital

    Deixa CUTUCAR o 2.4GHz
    §3 Na faixa 2400-2483,5 MHz, será admitido apenas o uso de Tecnologia de Espalhamento
    Espectral ou Tecnologia de Multiplexação Ortogonal por Divisão de Freqüência– OFDM.

    OS PROVEDORES USAM 2.4GHZ EM B!!! Crime de novo!


    5.725-5.850 MHz = Externo, sem limite de ganho de antena, quando em uso Ponto a Ponto, limitado o transmissor em 1000mW / 30dBm / 1 Watt. Se usar em Multiponto, o limite máximo é 1000mW / 30 dbm / 1 Watt em carater E.I.R.P onde soma-se o Ganho da Antena + Ganho do Radio - Perca do Cabo - Percas dos Conectores = EIRP.

    Exemplo:
    Antena Painel 17dBi 5.8GHz
    Cabo 1.5 Metro LMR400 = -1.7dB
    2 Conectores N Macho = -2dB
    1 Pigtail MMXX(SMA)x N Femea = -2dB

    Total realizado na Antena:
    17 - 1.7 - 2 - 2 = 11.3dB

    Potencia Máxima de Saída = 30dB EIRP

    30 - 11.3 = 18.7dBm no rádio

    Neste exemplo temos a prática de um provedor usando RouterBoard/Krazer Extreme, com Pigtail N Femea, Saida cabo N Macho x N Macho com 1.5 Metro LMR 400, Antena Setorial 17dBi. O Rádio poderá ter no máximo 18.7dBm ou seja 74.13mW!

    Queria saber qual o provedor que TRABALHA REALMENTE CORRETO????

    Veja que eu fui muito complacente em BONIFICAR as percas dos cabos e conectores, assim, tudo dependerá do fiscal da Anatel, pois, nem todos tem esse entendimento, mesmo que o entendimento correto seja o da redução mesmo das percas.

    Agora vamos falar de SCM x SMP.

    Serviço Movel Pessoal não tem nada que haver com o sistema do SCM.

    O serviço do provedor de internet (Empresa de Telecomunicação), deve ser a aplicação do resultado da sua tecnologia sobre a tecnologia LIMITADA ou Regulada pela Anatel.

    Pode-se usar a faixa do 5.4GHz sem problema, desde que o usuário quando em uso fique PARADO!

    Esta característica de deslocamento, assemelha-se ao uso dos telefones LIVRE da Embratel, no qual o terminal do usuário é Sem Fio, e pode deslocar-se dentro da Célula de Cobertura, mas deve ficar IMOVEL quando em uso. Seria como se os provedores ao invés de fixar o equipamento, oferecesse um equipamento MOVEL ao assinante, porém, esta não é a realidade do setor.

    Erick



  3. então vou dar outro exemplo

    Com o uso de micro-células,com mesmo ssid e mesmo canal, APs em bridge, o cliente poderá de deslocar entre as células e mudar de local de acesso. Se for canal diferente ele vai também conseguir a conexão. O que me parece é que vai desconectar e reconectar.
    Este é um serviço nomádico?

    Caso positivo, se ele se utilizar de um telefone com wi-fi ele poderá fazer isso caminhando como se estivesse telefonando. Assemelha-se ao SMP?

    Qual a diferença então entre o acesso via wi-fi e via 3G por exemplo, nesta questão de movimentação?

    como na prática classificar o nomádico e o móvel?


    Editando: Tirei deste site http://www.amparoweb.com.br/politica.html este trecho: A principal diferença entre os padrões Nomádico e o Móvel é que o primeiro é apenas portátil, não comuta, não possui handoff (mudança de células de transmissão) e funciona entre ERBs em altas velocidades. O móvel comuta, possui handoff e de acordo com sua especificação funciona entre ERBs...


    Então, a dúvida conforme o Jadir colocou é saber como classificar isso dentro do nosso SCM.

  4. Citação Postado originalmente por filzek Ver Post
    5.725-5.850 MHz = Externo, sem limite de ganho de antena, quando em uso Ponto a Ponto, limitado o transmissor em 1000mW / 30dBm / 1 Watt. Se usar em Multiponto, o limite máximo é 1000mW / 30 dbm / 1 Watt em carater E.I.R.P onde soma-se o Ganho da Antena + Ganho do Radio - Perca do Cabo - Percas dos Conectores = EIRP.

    Exemplo:
    Antena Painel 17dBi 5.8GHz
    Cabo 1.5 Metro LMR400 = -1.7dB
    2 Conectores N Macho = -2dB
    1 Pigtail MMXX(SMA)x N Femea = -2dB

    Total realizado na Antena:
    17 - 1.7 - 2 - 2 = 11.3dB

    Potencia Máxima de Saída = 30dB EIRP

    30 - 11.3 = 18.7dBm no rádio

    Neste exemplo temos a prática de um provedor usando RouterBoard/Krazer Extreme, com Pigtail N Femea, Saida cabo N Macho x N Macho com 1.5 Metro LMR 400, Antena Setorial 17dBi. O Rádio poderá ter no máximo 18.7dBm ou seja 74.13mW!

    Queria saber qual o provedor que TRABALHA REALMENTE CORRETO????

    Veja que eu fui muito complacente em BONIFICAR as percas dos cabos e conectores, assim, tudo dependerá do fiscal da Anatel, pois, nem todos tem esse entendimento, mesmo que o entendimento correto seja o da redução mesmo das percas.
    Erick
    Eu procuro me manter dentro do exigido por lei.
    por exemplo:
    - Aqui trabalho com 5.8 para ponto a ponto e 5.4 para atender clientes.
    Se o painel possui antena de 17 dbi, eu configuro a potencia do radio no maximo em 14 dbm (considerando 1db de perca).

    e mesmo assim consigo ter uma cobertura de 1,5 a 2km com qualidade.



  5. Regulamento SMP: http://www.anatel.gov.br/Portal/verificaDocumentos/documento.asp?numeroPublicacao=233676&assuntoPublicacao=Anexo%20a%20Resolu%E7%E3o%20n%BA%20477,%20de%207%20de%20agosto%20de%202007&caminhoRel=null&filtro=1&documentoPath=202959.pdf

    Gente parem de fazer tempestade em copo d'agua, o regulamento de SMP deixa bem claro a TOTAL diferença entre SCM e SMP, o que esta em jogo no SCM é o uso de dados ou ultima milha, nao pode fazer a mesma coisa que SMP, SME, SMC ou STFC, somente isso e nada mais.

    As faixas de uso são as que passamos acima, pode usar 5.7 a 5.825 para clientes sem problema, não existe restrição alguma nisto, mesmo no multiponto.

    Quanto ao serviço prestado é para CLIENTES, no SCM o serviço prestado é para o CLIENTE, essa é a diferença, que isso??? simples, MOVEL é MOVEL, FIXO e FIXO.

    O grande problema é que a Anatel não regulamenta atualmente a tecnologia, e isso é uma cagada literal, uma vez que, os equipamentos Wireless passaram de simples porcarias mal acabadas para verdadeiros rádios poderosos, assim, a coisa mudou de figura e a regulamentação ficou CAGADA.

    Sabemos que WI-FI é Wi-Fi, ou seja, REDE SEM FIO DE ALTA FIDELIDADE, que somente agora estamos chegando a esse padrão de fato, e isso ocorre em parte na tecnologia aplicada, e não no meio.

    Quando o SMP foi criado era para atender vários prestadores que mantinham uma area de trabalho determinada, ja o provedor, não tem essa area, é determinado aonde o cliente ou o provedor manterá sua torre.

    Impedir que o assinante navegue pela cidade toda é RESTRINGIR a TECNOLOGIA, e isso a ANATEL não regula.

    Este é o grande problema, pois de fato, o cliente wireless ele na forma atual do provedor é NOMADICO, ou seja, FIXO.

    O problema que temos é um só.

    Uma rede aberta por uma prefeitura pode ser FECHADA de imediato então, pois, a estação pode navegar pela area de registro LIVREMENTE enquanto se esta logado, o que é PROIBIDO pelo SCM, pois o terminal DEVE SER NOMADICO.

    Teoricamente a diferença parte do pre-suposto que o SMP = Telefonia em SUMA ou Dados MOVEIS.

    Gente, essa anatel deixa todo mundo doidos, porém, o que podemos fazer é mandar uma carta solicitação a ANATEL, assim, ficará patente o entendimento deles, mas, acho DIFICIL esses caras responderem, uhahaha...

    Este proximo ano vai ser UMA FODA literal para os provedores, ANO POLITICO, BANDA BARATA, CAMPANHA ELEITORAL,

    LITERALMENTE VAI FODER O MERCADO.....

    Ja tem prefeiturar cotando conosco equipamentos em 5GHz para colocar para os clientes de baixa renda, a internet popular, veja o que vai dar isssoooo....






Tópicos Similares

  1. 5 Ghz - Um Pedido de Socorro
    Por AndrioPJ no fórum Redes
    Respostas: 194
    Último Post: 29-05-2014, 16:53
  2. Respostas: 8
    Último Post: 21-06-2012, 21:30
  3. Respostas: 34
    Último Post: 17-01-2008, 19:09
  4. Agradecimentos e mais um pedido de ajuda!!
    Por Valterri no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 05-04-2005, 10:15
  5. Passo a Passo para montar um SuperServidor de Acesso Interne
    Por ATNunes no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 7
    Último Post: 07-12-2002, 23:04

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L