Página 3 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Não entendi, usando amperimetro (Aferição de corrente alternada) medir corrente circulando entre o GND da antena e o GND do radio, isso? Ou seria medir tensão alternada nesse local? (Escala V AC) Não entendi a lógica dessa aferição, só irá medir algo entre os 2 GND se a malha do cabo estiver danificada.

    Bom, as fontes chaveadas, desde a mais vagabunda, tem a saída bem isolada da entrada, se a fonte não tem aterramento a única ligação da entrada com a saída é o campo magnético do driver interno, e um foto-acoplador.

    Mas se quer mesmo usar trafo isolador, seria só comprar digamos 2 transformadores comerciais de no mínimo uns 20VA, tipo esse:
    Cinestec Componentes Eletr
    E ligar os 2 secundarios, fazendo assim:
    Mark 4 - Isolation
    Se não entender esquemas elétricos vejamos o que o Paint gera:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         imagem.PNG
Visualizações:	697
Tamanho: 	73,1 KB
ID:      	24943
    (Não se baseie no trafo dos desenhos, falei pra escolher algum trafo de uns 20VA ou mais, mesmo uma fonte chaveada gastando só 7W (Em media), e tendo fator de potencia em torno de 0,8, melhor não arriscar e gastar uns R$ 2 ou 3 a mais por trafo e não usar modelos de 12V 1A)

    Isso é um trafo isolador? Sim, isolamento duplo.
    Um isolador irá acabar com seu problema de lan queimada? Não, não irá.
    Isso é melhor que os modulos comerciais prontos? Por essa diferença de preço é obvio que tem muita diferença, vide:
    Micro Office - MODULO ISOLADOR G3 300VA MICROSOL
    Com um preço 300% mais caro não tem como ser igual...

    Te aconselho umas lidas numas apostilas de eletronica (Tipo RapidShare AG, Cham, Switzerland ), pelo menos pra usar a nomenclatura corrente pra explicar a aferição de corrente entre gnd's. Ainda se fosse de tensão eu entenderia, DDP entre aterramentos é comum mesmo, alguns fabricantes usam estratégias tipo plug P4 com o positivo externo pra evitar problemas e tal (Porque o gnd nos conectores de RF sempre é ligado ao GND da fonte quando existe), mas ter DDP entre varias antenas (Por não estarem ligadas a estrutura metalica da torre, por exemplo) não criar problemas tipo queima de lan, e se você desrosquear o conector SMA de um roteador e medir tensão entre o SMA femea proveniente da antena e o SMA macho do roteador isso significa apenas que naquele dado momento há indução pelos cabos ou mesmo pelo elementro irradiante da antena fazendo você medir alguma coisa, geralmente só se mede grandes coisas nesse caso em fiação longa e proxima a local com geração de campos magnéticos fortes, tipo transformadores em postes, motores eletricos antigos, transmissores de RF de alta potencia...

    Bom, imagine o seguinte: Se você esticar um fio de 30m do lado de fora de casa, preso de forma que fique alto (Mais alto que as casas) e isolado do chão ou de peças metalicas, você em varios dias do ano irá medir alguma tensão no fio. Se você ligar isso num radio talvez tenha uma boa antena pra AM ou SW, pode até fazer um radio de galena (Que não usa pilhas ou bateria) devido a essa diferença de potencial entre uma peça metalica não-aterrada e o terra, mas isso não significa que irá queimar o radio que for ligado a esse fio, se queimair te garanto que será resultado da indução de alguma descarga proxima e ainda assim só queimará se o radio estiver sem aterramento (Com aterramento só queimará se tiver descarga direta no fio).

    Vou sugerir denovo: Ao invez de trafo isolador, teste aterramento ou teste centelhadores, e não se preocupe com essa tensão entre gnd de antena e gnd de radio.
    (Onde tem equipamentos alimentados via baterias e paineis fotofoltaicos (Energia solar) tem lan queimada também...)

  2. Amigo rubens muito obrigado por sua ajuda , a mais ou menos 2 meses fui fazer um curso em Porto Alegre sobre problemas na rede wireless e um dos assustos foi esse , vejo que vc entende muito do assunto não posso dizer que entendo o mesmo na parte de eletronica , mais na rede entendo muito bem o que acontece é o seguinte , em varias casas não possuem aterramento e nem todos aps é de 3 pinos a maioria é de 2 , vou citar o exempo do curso , vc já deve ter tomado algum choque em gabinetes de computador por não ter terra apropriado no local , se pegarmos uma placa pci wireless e ligar nela uma antena de grade com o cabo rgc58 de 8mtrs, o que vai acontecer esse choque que vc sente no gabinete vai para antena tambem, ai o que acontece , o micro desliga sozinho , trava , hora conecta hora não , e a pessoa acha que é problema no micro o cara vai lá manda formata , e o tecnico coidado de informatica sem saber o que ta fazendo , não ve defeito nenhum, só que a antena não esta conectado por isso o problema não aparece , ai o cara pega o micro de volta leva para sua casa liga conecta a antena e o problema começa de novo , eu fui um desses tecnicos , até que eu fiz esse curso que abordou esse tema e a unica solução é transformar a fonte do ap em uma fonte com isolador , tanto faz a fonte do micro que eu citei de exemplo ou a fonte do ap é o mesmo problema no caso da minha reptidora eu vou lá compro um modulo transformador isolador da microsol pago 120,00 e resolvo o problema , agora vai convencer o cliente é outra historia , por isso eu criei esse topico para saber se tem alguma forma mais barata de transformar nossa fonte autransformador para transformador isolador com um custo bem mais baixo é logico, grato a todos pela ajuda



  3. As fontes ATX que tem o negativo posterior a ponte retificadora aterrada (Ligada na carcaça, na verdade) são as que dão choque. Mas tem que ver que isso só é um problema no momento que você toca na carcaça e no chão, você é que está fechando o circuito.

    Também tem as fontes que na chave 110/220 você alterna entre ponte de retificação de onda completa (110V) e meia onda (220V), nessas só numa posição da chave que a carcaça dá choque. E tem a maioria das fontes atuais, que tem só um par de capacitores ceramicos de 2 a 47nF entre cada via e a carcaça. Usando em 127V dependendo do estado desses capacitores e da distancia do neutro ao aterramento, você também pode levar um belo choque.
    (Meça a tensão do terra ao neutro dessas tomadas, é normal ter valores entre 20 e 30V, ou até 60V! (Claro que se colocar um resistor qualquer de baixo valor já dissipa essa diferença). A qualidade do aterramento também conta, eu raramente vejo aterramento, mas quando tem é aquele negócio de uma varreta de 1,2m em solo arrenoso...

    Bom, mesmo que a carcaça esteja com algum DDP com relação ao terra real, ainda não há motivo pra isso causar problema em adaptador PCI. Veja que muitas antenas tem o elemento irradiante em curto, nesse caso a DDP na carcaça invariavelmente vai pro pino central do conector SMA da placa PCI, dependendo do modo de construção da etapa de potencia de RF, divisor, pre-amplificador, isso vai mesmo impedir a placa de funcionar direito.

    Veja que são meia duzia de "Se". Se for fonte assim ou assado, se for neutro assim ou assado, se for antena tal, se for placa tal, e por aí vai, não dá pra negar que isolador (Alguns noobs chamam de aterramento eletronico) resolve esse e alguns outros probleminhas, mas não é a única solução. O slot PCI tem varias vias, quanto mais vias mais chances de mal-contato, dependendo da via que der mal contato pode ocorrer da etapa de RF não ser alimentada e o chipset sim, gerando aquela situação que a placa não capta nada. A fonte pode estar com a linha de +12V com baixa tensão ou com ripple demais, fazendo a etapa de RF funcionar esporadicamente, fazendo ora conectar ora não escanear nada...

    (Além do provedor faço manutenção na loja (Mistura perfeita), em toda "formatação" incluo limpeza interna, que significa troca de pasta termica, um limpa-contatos em todo slot, abrir a fonte pra tirar toda a poeira e ver o estado dos componentes... e por isso digo que é absurdamente comum fonte ruim, geralmente ripple por culpa de capacitor da saída com esr alta, mas também componentes da entrada danificados, como diodo ou cap. ceramico chamuscados, pros componentes chegarem nesse estado precisam passar por muito stress, e não só eles mas também os mosfets mais adiante, mas isso não é pra esse tópico)

    Quanto a "transformar" fonte, você está falando de "fonte autotransformador" mas isso é algo difícil de adivinhar o que seja. Passei o link das apostilas justamente pra ler e padronizar a nomenclatura das partes.
    As fontes de roteadores, switches, acces-point e demais equipamentos pequenos de telecom, já tem muitos anos que são todas chaveadas, não tem "transformador" nelas (Chaveamento usa driver, não deixa de ser um transformador mas é melhor tratar assim pra não confundir). Então fonte com transformador são aquelas maiores, pesadas. Digamos uma fonte com transformador de 12V 1A, ela terá a largura de 2 fontes chaveadas 12V 1A da DVE de largura, e 1,3 fontes DVE de altura, o peso também será umas 6x maior que fonte chaveada. Tem como confundir fonte chaveada com fonte de transformador?

    Dito isso, vou repetir: Fonte chaveada comum, de roteador ou AP (Título do post), já são isoladas. O campo magnético do driver só atua quando a parte quente funciona, ele não "passa" nada pro gnd da saída. E o opto-acoplador ou circuito integrador comparador, também não "passam" nada de alguma fase na entrada pro GND da saída.
    Tem como re-isolar o que já está isolado, mas seria retrabalho.
    (Se você medir alguma tensão CA (Escala V AC nos multimetros) entre o neutro da tomada e a malha de algum cabo proveniente da antena, ou entre algum desses e o gnd do AP, repito que isso não é nada demais, carga estática ou indução devido ao cabo de RF passar perto de fiação elétrica, nada grave e nada que queime lan's a princípio)

    Veja que 2 ou 3 varetas de cobre de 1,2m não são aterramento suficiente pra ligar algum aparelho de alto consumo, mas é suficiente pra descarga de estática em caso de antena alta.
    Veja também que aterrar antena alta pode transformar essa antena num ponto de troca de tensão terra>ar (Alta tensão sempre sai pelos objetos com pontas), a antena vira um para-raios. E isso sim é comum queimar porta lan!

    Tem também a remota possibilidade de queimar o phy (Trafo/driver onde a lan cria um terra virtual e isola o jack RJ45 do circuíto) pode indução de campo magnético proximo, como o phy é um indutor (Algo entre 100 e 200 espiras de fio 60 AWG?) a função dele é justamente transformar campo magnético em tensão. Isso acontece mesmo em equipamento desligado (Digo que é de possibilidade remota e não impossível porque já tive um queimado nessas condições, depois de 3 meses no alto da torre, esperando link, "na hora de ligar ele não ligou", o phy estava aberto (Nano, aparelho mais comum de sofrer com isso pelo visto).

  4. Caro amigo rubens , muito obrigado por sua ajuda esta sendo muito util para mim, uma duvida , se eu desligar o terra que liga na carcaça da fonte , da algum problema , isso eu to falando onde não tem aterramento , so aquelas tomada de 2 pinos



  5. Amigo rubens , o link que vc passou das apostila não to conseguindo baixar tem outro






Tópicos Similares

  1. Respostas: 2
    Último Post: 09-02-2014, 22:24
  2. Respostas: 1
    Último Post: 01-03-2012, 10:37
  3. problema com fonte de 24 pinos
    Por reaper no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 0
    Último Post: 13-09-2006, 06:50
  4. Problemas com nomes de arquivos
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 03-02-2003, 15:44
  5. IPTABLES - Problemas com Roteamento de Pacotes
    Por ATNunes no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 12-12-2002, 15:14

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L