Página 3 de 13 PrimeiroPrimeiro 12345678 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. 284MBPS REAL TCP FULL DUPLEX, que pode fornecer ao cliente hoje até 50Mbps usando nossa CPE



    hummmm ...essa eu pagava para ver ao vivo ,tem algum jeito da gente testar nem que seja em campo ou alguma coisa assim

  2. Citação Postado originalmente por naldo864 Ver Post
    284MBPS REAL TCP FULL DUPLEX, que pode fornecer ao cliente hoje até 50Mbps usando nossa CPE



    hummmm ...essa eu pagava para ver ao vivo ,tem algum jeito da gente testar nem que seja em campo ou alguma coisa assim

    Poise, falar e faicio queremos ver resultados em campo ali na liga dia a dia, eu estou disposto a testar manda um destes para testes e se reamente fazer o que promete faco propagando e adquiro, mas sou igual a tome acredito vendo e tocando a mao dele, o equipementos da ubquit tenho ele a prova e sem problemas. Outra coisa onde encontro material deste equipamerntos no site nao tem nada.



  3. O que eu acho e queria muito é que as empresas nacionais entrassem no mercado com produtos de qualidade e estabilidade, um produto importado é muito taxado e quem paga é quem compra, a grana vai para os cofres dos gringos que já vivem bem pra caramba e estão pouco se lixando pra gente. Por outro lado o mercado exige de nós qualidade e infelismente agente tem que pagar caro por ela. O problema é que as empresas nacionais sempre pecam em um dos três itens ou as vezes em mais (qualidade, estabilidade, confiabilidade). Na hora que acertarem nos três itens vai vender pra caramba e não vão enfrentar o câmbio que os importados enfrentam.

  4. eu ja comprei placas cpba N da krazer e vou postar os resultados, todos com clientes do interior um setor so para ele como ap um bullt M2 pis foi a unca coisa homologada que achei para ap.....
    vou testar aqui e posto os resultados, eu vou de n puro mesmo, vou comprar cpe´s krazer tambem para testes.... breve posto resultados..



  5. Izau, ontem assistindo um debate sobre educação, se não me engano era Rede Vida, um palestrante apresentou um dado que explica isto que voce se refere.
    Quando acabou a guerra da Coréia, eles baixaram a cabeça e começaram a reconstrução. No início da década de 60 a Coréia tinha 30.000 bolsistas estudando no exterior. Na mesma época, o Brasil, dezenas de vezes maior tinha 3.000 bolsistas no exterior.

    Outro dado que li: em 2008 a China formou 400.000 engenheiros em todas as áreas. O Brasil formou 35.000.
    É por isso que estamos sempre correndo atrás de outras nações. Somos ricos no setor primário, mas não passa disso.
    Felizmente as coisas estão mudando nestes últimos 20 anos, mas recuperar este tempo perdido não vai ser fácil.
    Cabeças existem para esta revolução. Mas depende mais de políticas públicas e isso é que não sai.
    No meu ponto de vista, tudo que fosse ligado a alguns setores do desenvolvimento tecnológico devia ter isençao "total" de impostos como estímulo a pesquisa. Quem pesquisasse, desenvolvesse soluções nacionais, levaria a isenção. Quem só copia ou importa semi-acabados não levaria isenção. Quando me refiro a semi-acabados não incluo componentes. Estes ainda vão ter uma dependência externa por um bom tempo.






Tópicos Similares

  1. separando informações em php ou shell script
    Por no fórum Linguagens de Programação
    Respostas: 3
    Último Post: 24-02-2005, 16:34
  2. GSM 1.9 interfere em wireless
    Por Pirigoso no fórum Redes
    Respostas: 26
    Último Post: 22-12-2004, 07:55
  3. DHCP no linux em wireless
    Por oyama no fórum Redes
    Respostas: 6
    Último Post: 13-08-2004, 21:21
  4. Named pipes bufferizam dados em HD ou RAM??
    Por a2gs no fórum Linguagens de Programação
    Respostas: 6
    Último Post: 29-06-2004, 14:24
  5. Usando o BIND com registros DNS em SQL ou LDAP
    Por brunomarcelo no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 26-08-2003, 17:01

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L