+ Responder ao Tópico



  1. Gente acho que não me entenderam direito, só estava na dúvida disso da saturação e este cliente que esta com a grade 25dbi não esta com saturação alguma, só achei que seria mais interessando eu trocar o equipamento dele pelo seguintes motivos:

    1º É grade 25dbi com 10metros de cabo ligado a um adaptador USB.
    2º Colocarei uma CPE o que não existe perda alguma e ainda poço estabelecer controle remoto no equipamento.
    3º Posso trocar a ponteira dessa grade 25dbi por uma de uns 60cm e colocar um AP junto e instalá-lo em outro cliente.
    Já a potência que estou usando é pouco; li no fabricante que esse adaptador é de 63mw, mas não tem como regular pra mais ou menos.
    No meu Ponto de acesso uso 16dbm, o que é menos ainda!

  2. Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    sim

    Edit:

    Mas veja uma coisa, no link budget que eu costumo citar eu não costumo colocar as fontes de ruido.

    O que acontece eh que todo material acima de 0° Kelvin emite ondas de rádio em todo o espectro.

    Existe uma constante chamada constante de Boltzman que permite traduzir de graus kelvin para dB de ruído.

    Ela é usada da seguinte forma

    Para cada lado da antena (De qualquer antena) multiplica-se o valor de boltzman do meio naquela direção pelo ganho da antena naquela direção (E fora do eixo do lobulo principal ainda há "ganho" mas esse ganho é negativo por que na verdade é uma perda em relação à antena isotrópica), onde esse valor de boltzman é obtido pela formula que traduz de graus kelvin para db.

    O que eu estou querendo dizer é que, num mundo imaginário onde só existisse você transmitindo, ainda assim, uma antena de baixa diretividade captaria um noise floor MAIOR do que uma antena de alta diretividade.

    Quanto mais apertado o lobulo frontal (E menor os lobulos laterais) menor a temperatura da antena e menor o ruido que ela capta na forma de noise floor.

    O ruido termico (originario da temperatura das coisas) SEMPRE vai existir. É ai que está o problema de se trocar uma antena de alto ganho por uma de baixo ganho.

    Do ponto de vista eletrônico eh melhor colocar uma antena de 1000dBi (Um raio laser) e consertar a saturação com um atenuador do que trocar por uma antena de 10° de abertura, por que a antena menos diretiva vai fazer o noise floor subir.
    Entendi, mesmo nao compreendendo todos os detalhes entendi a ideia. Entao o melhor seria usar antena de alto ganho mas com menor abertura (seria essa a directividade).

    Exemplo: uma antena com ganho de 34 dBi parabólica com abertura de 6° (difícil de alinhar) é melhor que uma de 34 dBi parabólica com abertura de 25° (antenas hipotéticas), mesmo que para isso eu tenha que usar atenuadores para nao extrapolar a emissao de sinais. Aqui para mim ficou perfeita a exlicacao, entao valeria a pena instalar clientes com Bullet/Groove + antena de grade da To-Link ou outra melhor (se eu achar no mercado local) do que um CPE com abertura de 60° (como alguns Nanostations) e baixar a potencia dos rádios ao mínimo necessário.

    Citação Postado originalmente por leonardocoldibelli Ver Post
    Gente acho que não me entenderam direito, só estava na dúvida disso da saturação e este cliente que esta com a grade 25dbi não esta com saturação alguma, só achei que seria mais interessando eu trocar o equipamento dele pelo seguintes motivos:

    1º É grade 25dbi com 10metros de cabo ligado a um adaptador USB.
    2º Colocarei uma CPE o que não existe perda alguma e ainda poço estabelecer controle remoto no equipamento.
    3º Posso trocar a ponteira dessa grade 25dbi por uma de uns 60cm e colocar um AP junto e instalá-lo em outro cliente.
    Já a potência que estou usando é pouco; li no fabricante que esse adaptador é de 63mw, mas não tem como regular pra mais ou menos.
    No meu Ponto de acesso uso 16dbm, o que é menos ainda!
    Entendemos, o que aconteceu é que o tema ficou legal e extendemos

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    Recomendo no geral SEMPRE usar CPEs nunca adaptadores USB, esses são horríveis (Pior que placa PCI no pc do cliente).
    Essa eu também aprendi, até porque se você usar PPPoE, pode deixar configurado no CPE do cliente e nao no micro, já que este pode ser formatado a qualquer momento, exigindo que vá alguém a reconfigurar o discador PPPoE (ou instalar novamente o seu discador, o que o instalador/provedor souber fazer).

    Jorge, uma consulta, com base na experiência e teoria.

    Um enlace de 4.5 Km com duas Nanobridges M5 25 dBi com 11 dBm de potencia seria muito, correto? Qual seria a potencia máxima que devo usar para deixar esse enlace em -65 ou melhor? Hoje sei que tá funcionando e falta um afinamento no alinhamento, por isso pergunto para ter um parâmetro na hora de melhorar esse alinhamento.

    Grato pelas respostas e pela atencao.

    Eriberto



  3. No datasheet diz:
    MCS 8 - 95 dBm
    MCS 1 - 95 dBm
    MCS 0 - 96 dBm

    Sei que cada MCS indica o máximo de banda que passa, mas nao sabia que afetava a sensibilidade do sinal.

    Nesse enlace por hora tenho que passar 4 Mbps full como tem passado, mas o sinal fica em -68 H e -74~-78 V, por isso gostaria de dar uma alinhada e ver se baixo a potencia para o mínimo necessário. Se ficar passando 10 Mbps com 2 W tá ótimo.

    Pelo que entendi da fórmula log d seria a distância e log f a frequencia. O 25 suspeito que ganho da antena, e o 11 de onde veio? rss.

    Abracos e obrigado pela ajuda.

  4. Então JorgeAldo estou migrando só para CPE da OIW ela tem uma angulo mais fechado comparado a CPE da TP-Link e um ganho maior. Enquanto a CPE TP-Link tem 12dbi a da OIW tem 15. Comparando ela debaixo da minha torre deu uma diferença tremenda no sinal.



  5. Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    o 11 vem da potencia em db
    Entendi o cálculo. No caso da tua conta você colocou -79.7 considerando 20 dB de fading seria uma atenuacao, correto? Entao no meu caso, eu poderia trabalhar com quase toda faixa de modulacao, menos MCS 5 e 6, 14-16, porque ficariam acima.

    Entao se eu alinhar melhor, posso baixar a potencia e ver como fica o sinal. E pelo visto passaria mais de 20 Mbps, sendo muito mais que o necessário.

    Citação Postado originalmente por leonardocoldibelli Ver Post
    Então JorgeAldo estou migrando só para CPE da OIW ela tem uma angulo mais fechado comparado a CPE da TP-Link e um ganho maior. Enquanto a CPE TP-Link tem 12dbi a da OIW tem 15. Comparando ela debaixo da minha torre deu uma diferença tremenda no sinal.
    Qual o ângulo de abertura da antena desse CPE? Antena com maior ganho ajuda como vimos, se ela tiver o lóbulo mais fechado, melhor ainda






Tópicos Similares

  1. Respostas: 9
    Último Post: 29-09-2016, 23:03
  2. Como saber a % de processamento do Rocket M5?
    Por eijiyasue no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 07-07-2014, 08:56
  3. Como saber a potencia atual do cartao?
    Por marcostmariano no fórum Redes
    Respostas: 23
    Último Post: 16-01-2009, 10:56
  4. Como saber se o proxy do mk esta funcionando?
    Por simprao no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 09-06-2008, 20:56
  5. Como saber a versão do kernel???
    Por MarceloRibeiro no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 12-08-2004, 07:55

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L